MOSTRA DE MÚSICA

De terça a domingo, no Arsenal



ge

Gê Côrtes (SP) dá oficina de contrabaixo elétrico e se apresenta na 5ª

Apresentações e oficinas musicais com participação de artistas nacionais e locais. É o que acontece na Mostra de Música, que tem início na próxima semana no Sesc Arsenal, no teatro. As oficinas começam na próxima terça (24), prolongando-se até sábado (28). São todas gratuitas e as inscrições estão abertas nos links ao longo deste texto.

As apresentações têm início na quinta (26) e vão até o domingo (29). Também são gratuitas e acontecem sempre a partir das 20h. 

Na quinta apresenta-se o trio feminino formado por Gê Côrtes (contrabaixo), Lis de Carvalho (piano) e Paula Valente (saxofones e flauta). Elas compõem o Jazzmin's Combo, que faz parte da Jazzmin´s Big Band. São mulheres com vasta experiência profissional e com currículos que circulam por várias vertentes musicais. O trio apresentará além de repertório autoral, também selecionado de MPB, demonstrando a riqueza dos ritmos brasileiros aliados à arranjos jazzísticos onde a improvisação tem papel essencial. 

O alto nível dos arranjos e a beleza da sonoridade revelam a técnica e a versatilidade de todas as integrantes. O grupo tem como meta, proporcionar a oportunidade de transformação do olhar sobre o talento musical da mulher com a veiculação de um trabalho de qualidade artística e cultural em direção à mudança da desproporção entre homens e mulheres nesse mercado de trabalho. 

A apresentação é gratuita e livre, a partir das 20h.

Karola Nunes, na sexta (27), também às 20h e grátis, mostra seu espetáculo "Somos Som". Um encontro de gêneros e estilos que ocupam e transpassam seu fazer artístico. É som. É pele. É vibração. É corpo. É sobre o som que habita. Com influências do baião, reggae, maracatu e rasqueado cuiabano, propõe criar um ambiente de troca sinestésica através de vibrações sonoras.

nega lu

Luciana Oliveira (MT) se apresenta no sábado (28)

Às 20h de sábado (28), grátis, repartem o palco do Teatro do Arsenal Luciana Oliveira (Nega Lu) e Laura Paschoalick. Musicistas que nasceram e/ou adotaram Mato Grosso como seu espaço de trabalho.

Nascida na cidade de Rondonópolis-MT, Nega Lu iniciou sua trajetória musical cantando e tocando em igreja, decidiu arriscar-se nas noites de sua cidade como instrumentista (contrabaixo) em uma banda baile, consequentemente se abriram as portas para novos desafios. Com 14 anos montou sua primeira banda onde era  vocalista. Participou e se destacou em eventos relacionados à música, como o Concurso Musical de Primavera do Leste, o programa Iluminados do Domingão do Faustão, o Factor Brasil e o Novos Talentos no É Bem MT.

Ultimamente, Luciana Oliveira se apresenta como vocalista e instrumentista na "Banda da Nega", com sete integrantes, que vem mostrando, em MT, um repertório alegre e contagiante com uma levada eclética.

Laura Paschoalick é instrumentista (violão), cantora e compositora, residente em Cuiabá há quatro anos. Iniciou sua formação artística pelo projeto Guri de São Paulo e participou de festivais, como o X Festival de Música de Ourinhos (SP). Desenvolve o trabalho autoral “Cativa Caatinga”. A concepção da Cativa Caatinga parte primeiramente da composição das palavras “sertão seco” e “ser tão seco". Tem como referências musicais Ceumar, Pietá, Francisco El Hombre, Kiko Dinucci (Afromacarronico), Juçara Marçal, Metá Metá, Mariana Aydar, Alceu Valença, Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Elba Ramalho, Renata Rosa, Alessandra Leão, A Barca, Geraldo Azevedo, Caetano Veloso e Gal Costa.

Mais duas musicistas estabelecidas em MT fecham as apresentações da Mostra de Música no domingo (29). Repartem o palco Luana Eras e Mariana Borealis, entrada franca, a partir das 20h. 

Luana Eras é conhecida da noite musical da cidade de Cáceres (MT) desde os 15 anos de idade. Transita entre ritmos e estilos variados. Atualmente integra a  banda Macacos do Brejo, mas também atua em carreira solo. Suas músicas mesclam ritmos populares, letras cheias de sentimentos e versatilidade.

Mariana Borealis reparte o palco com Luana. Como cantora tem realizado diversos trabalhos em barzinhos, shows, eventos particulares. Recentemente  passou a desenvolver trabalho como compositora participando já de uma edição do Cantautores, projeto encabeçado pelo também cantautor André Coruja.

A partir daí reuniu-se com o amigo Augusto Krebs, hoje estudante do curso de música pela UFMT, cantor e compositor, topou ser o violonista, arranjador e parceiro nas construções das canções com Mariana Borealis.

paula

Paula Santoro (RJ) ministra oficina de canto popular

As oficinas

Contrabaixo elétrico com Gê Côrtes (SP)
A oficina busca o desenvolver a habilidade de criar uma linha de baixo através das cifras de uma música escolhida e também da criação de solos através da análise harmônica, da variação melódica e de transcrições. Acontece de 24 a 28, das 8h30 às 12h30. Público de interesse e pré-requisito: estudantes de música, instrumentistas e interessados com conhecimento da escrita musical (mínimo de 02 anos de estudo sistemático). Inscrições no link http://bit.ly/oficinacontrabaixoeletrico  

Harmonia e composição com Liz de Carvalho (SP)
Oficina aberta músicos de diversos instrumentos e compositores que tenham interesse em trabalhar a percepção e análise harmônica a partir de repertório escolhido dentre standards do jazz e da música brasileira. A oficina abordará alguns rudimentos para a compreensão da linguagem musical (série harmônica, intervalos, escalas, modos e formação de acordes) até a capacidade de perceber e analisar as vertentes do tonalismo e do modalismo. Praticar a experiência de compor em algumas das formas abordadas. Acontece de 24 a 28, das 8h30 às 12h30. Público de interesse e pré-requisito: estudantes de música, instrumentista e interessados que conhecimento da escrita musical (mínimo de 02 anos de estudo sistemático). Inscrições no link http://bit.ly/oficinaharmoniaecomposicao

Improvisação - sopros com Paula Valente (RJ)
Esta oficina tem como objetivo explicar passo a passo, os mecanismos próprios para se desenvolver com critério e consciência uma improvisação idiomática tanto na música brasileira quanto no jazz. Através de uma análise do vocabulário, demonstrar as escolhas harmônicas mais eficientes, a articulação correta, e a rítmica característica; tudo para que o estudante consiga visualizar o caminho a percorrer para obter um bom desempenho neste campo musical. De 24 a 28, das 14h às 17h30. Público alvo e pré-requisitos: Instrumentistas de sopro em geral (saxofonistas, flautistas, clarinetistas, trompetistas, trombonistas, etc) | Inscrições - http://bit.ly/oficinaimprovisacaosopros

Canto popular com Paula Santoro (RJ)
Conscientização da correta emissão vocal tanto na fala quanto no canto popular, visando melhorar a projeção vocal, o fortalecimento dos OFAs (órgãos fonoarticulatórios), a melhoria na articulação dos fonemas e do timbre, de tal forma que não haja esforço e/ou tensão na fonação. Consequentemente, cria-se maior liberdade de expressão com maior qualidade na interpretação. De 24 a 28, das 14h às 17h30. Público de interesse: cantores, professores, atores, locutores, alunos de canto e interessados cantam informalmente e querem se aprimorar | Inscrições - http://bit.ly/oficinacantopopular

Fila de espera

Caso as vagas se encerrem, os interessados ainda têm chance de participar. A dica é inscrever-se na lista de espera para ser chamado em caso de desistência de algum inscrito e conforme a ordem da lista: http://bit.ly/listadeesperamostrademusicaarsenal. Mais informações pelo telefone 3616-6936, das 14h às 21h. (*com assessoria)

borealis

Mariana Borealis (MT) sobe ao palco no domingo (29)

 

 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet