CINEMA/ESTREIAS

Dois filmes dos EUA, um do Brasil



green

Mahershala Ali e Viggo Mortensen arrasam em "Green Book..."

Três filmes estrearam nos telões cuiabanos nesta semana. A comédia brasileira "Eu sou mais eu", e as produções estadunidenses "Creed II" (ação) e "Green Book: o guia" (comédia dramática), sendo que este último com cinco indicações ao Oscar. 

E vamos logo ao que há de melhor, segundo os sites de cinema pesquisados. "Green Book: o guia" (EUA) obteve média de 4,25 estrelas (de um total de 5), considerando quatro sites pesquisados. A classificação indicativa é para 14 anos. 

O tyrannus foi conferir o filme na matinê desta quinta (24) e se envolveu bastante com o que viu. Não há arroubos fotográficos e nem musicais, apesar de um dos personagens centrais ser músico. Tampouco há aquelas reviravoltas surpreendentes e tudo chega a ser  previsível o filme inteiro. 

Explora um tema manjadíssimo e sempre atual, que é o racismo. Mas a relação entre os personagens, um branco e tosco (Viggo Mortensen), e o outro, um refinado artista negro (Mahershala Ali); extrapolam os aspectos meramente étnicos e conduzem a trama para o viés humano. 

A história se passa no final dos anos 50, num tempo em que as diferenças raciais propiciavam situações muito mais tensas e complexas, apesar de essa questão ainda ser um problema crucial nas sociedades modernas. É nesse prisma que os dois personagens partem para uma viagem de dois meses, a princípio, relacionando-se apenas profissionalmente, mas depois acabam desenvolvendo uma relação afetiva.

As situações de conflito são inúmeras, mas a carga dramática também redunda em acontecimentos engraçados. Engraçados para quem assiste, mas desconfortáveis para quem vivenciou, considerando que o filme é baseado em fatos reais. 

green

"Green Book...", um filme com cinco indicações ao Oscar

O filme foi cercado de polêmicas, envolvendo acusações de racismo, e também de questionamentos da parte da família do músico negro, que considerou como fantasiosa a forma como foi abordada a relação entre os personagens.

"Green Book: o guia" foi indicado aos Oscar de ator, ator coadjuvante, filme, roteiro original e edição. O diretor Peter Farrelly é especialista em comédias. Dirigiu títulos como "Quem vai ficar com Mary" (1998), os dois "Debi e Lóide" (1994 e 2014), "Antes só do que mal casado" (2007) e "Os três patetas" (2012). 

Creed II

Para maiores de 12 anos, "Creed II" (EUA), filme de ação, também está com ótima cotação nos sites de cinema. Na pesquisa em quatro sites, obteve a média de quatro estrelas, entre cinco disponíveis.

A direção é assinada por Steven Caple Jr., jovem cineasta americano, também produtor e roteirista, que está em franca ascensão. Sua estreia como diretor foi no Festival Sundance (EUA), evento referência do cinema independente. No elenco, entre outros, Michael B. Jordan, Sylvester Stallone, Tessa Thompson,  Andre Ward, Bessie Amato, Dolph Lundgren."Creed II" é um filme de drama esportivo. Foi escrito por Sylvester Stallone e Juel Taylor a partir de uma história de Sascha Penn e Cheo Hodari Coker. 

O filme é uma espécie de sequência de Rocky IV, personagem boxeador bastante conhecido, protagonista de vários filmes. Se Rocky Balboa utilizou sua força para entrar no ringue a fim de se superar, Adonis Creed utiliza sua força para entrar no ringue e se conhecer. Ou pelo menos tentar.

creed

"Creed II", a rivalidade no ringue que atravessa gerações

 

Eu sou mais eu

Comédia brasileira para maiores de 12 anos, "Eu sou mais eu" tem a direção de Pedro Amorim, que acumula experiências em cinema e televisão e é de uma família de cineastas. Pedro é irmão de Vicente Amorim e João G. Amorim. A cotação média que obteve em quatro sites foi 2,3 estrelas, entre 5 disponíveis.

Estão no elenco Arthur Kohl, Felipe Titto, Flavia Garrafa, Giovanna Lancellotti, João Côrtes, Kéfera Buchmann, Marcella Rica.

Traz a história de uma popstar arrogante, que busca o sucesso a todo custo. Prestes a lançar uma nova música, ela é surpreendida em casa pela visita de sua fã número 1, que insiste em tirar uma selfie com ela. O que a artista não esperava era que tal situação a levasse de volta à adolescência, quando sofria bullying de praticamente todos no colégio. Entra em cena, então, seu único amigo que tenta ajudá-la a encontrar seu verdadeiro eu, já que só assim conseguirá voltar à sua realidade. (*com informações de vários sites)

eu

Kéfera Buchmann encabeça o elenco de "Eu sou mais eu"

 Os amantes do cinema também têm opções alternativas para este fim de semana, além destas estreias nos shoppings cuiabanos. Filmes da Argentina, Brasil e Estados Unidos têm sessões gratuitas nesta sexta, sábado e domingo no Arsenal, sempre a partir das 19h30. Leia sobre as opções em outra matéria nesta edição.


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet