CINQUENTENÁRIO

Participação de indígenas e indigenistas



opan-arquivo

opan

 

A Operação Amazônia Nativa (Opan), fundada em 1969, realiza nesta semana, de quarta (6) a sexta (8), o seminário “As contribuições da Opan para o indigenismo no Brasil e a ação indigenista hoje”. 

O evento celebra o cinquentenário da instituição, reunindo indígenas, indigenistas dos diferentes períodos e projetos, e parceiros. Acontece no  auditório da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC), na UFMT, em Cuiabá. No dia da abertura, a partir das 18h. Nos dois dias seguintes, a partir das 8h30. 

No aniversário da Opan, dia 6, à noite, haverá a mesa de abertura com fundadores e membros. Em destaque o percurso histórico da instituição e o resultado de seu trabalho, em parceria com outras organizações, para um novo indigenismo, baseado no respeito e proximidade com os povos, que eram submetidos a uma política de integracionismo. 

“A Opan não vê o índio como alguém que vai desaparecer e ser catequizado. Ela vê como alguém que está conosco, que é contemporâneo”, destaca Rinaldo Arruda, diretor-presidente da instituição.

Serão lançadas, no evento, três publicações da Opan. O livro “Paisagens ancestrais do Juruena”, que aborda a importância histórica e cultural dos territórios para os povos indígenas do noroeste de Mato Grosso; “Arapaima: vidas amazônicas”, sobre o fortalecimento de populações indígenas e ribeirinhas a partir de sua organização comunitária e da relação com o ambiente; e a segunda edição da obra “Mudanças climáticas e a percepção indígena”, com artigos de indígenas que apontam transformações na vida ecológica das aldeias, como períodos de plantio de roçados, pesca e rituais.

“Estas publicações trazem registros incomuns, outros olhares, cosmovisões de diversidades e riquezas que tem que ser vistas”, destacou o coordenador geral da Opan, Ivar Busatto.

opan

A abertura do evento foi bastante prestigiada e a trajetória da Opan foi rememorada com vários momentos de muita emoção

Durante os dias 7 e 8, o evento será durante o dia com mesas sobre a ação indigenista, segundo as perspectivas de indígenas, professores, antropólogos, parceiros e indigenistas, a partir do percurso histórico, vislumbrando possibilidades futuras para contribuições com os povos indígenas, considerando os desafios colocados pelo contexto atual.

O seminário de 50 anos da Opan é gratuito e aberto à sociedade. Tem início às 18h no dia 6 e às 8h30 nos dias seguintes. Mais detalhes sobre a programação pelos telefones (65) 3322-2980 e (65) 9 9223-2494 – WhatsApp. (*com assessoria)

opan-arquivo

opan

 





 


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet