MATINÊ

Filme autobiográfico de Fellini



85

 

A vida no planeta terra seria menos encantadora se não houvesse a expressão "felliniana". Palavra que surgiu graças ao cinema do italiano Fderico Fellini (1920-1993). E é isso que está em cartaz nesta terça (4), a partir das 14 horas, no Cineclube Coxiponés (UFMT).

É a sessão Belo Belo de Cinema, que exibe "Oito e Meio" (Otto e mezzo, Federico Fellini, Itália, 1963, 148’). Com classificação indicativa para maiores de 16 anos, traz no elenco, Marcello Mastroianni, Anouk Aimée, Sandra Milo, Claudia Cardinale, dentre outros.  

Na sinopse, um diretor de cinema italiano passa a trabalhar tanto que não consegue mais distinguir a realidade da fantasia. 

Oito e meio é um filme autobiográfico, com muitas cenas retiradas da vida do diretor. Segundo o próprio Fellini, algumas cenas foram concebidas através de seus sonhos. O título do filme é uma referência à carreira do próprio diretor, que até então já havia dirigido seis longa-metragens, dois episódios de filme e havia codirigido um longa-metragem.

85

 

Para o elenco, o cineasta chegou a cogitar a possibilidade de escalar o ator Laurence Olivier como o protagonista de filme, mas acabou optando por Marcello Mastroianni. A trilha sonora é de Nino Rota.

"Oito e Meio" faturou o Oscar de filme estrangeiro e também foi vencedor em festivais de cinema na Rússia, Dinamarca e Nova York.

A sessão é gratuita e acontece na sala Névio Lotufo, próxima ao Centro Cultural da UFMT. Resulta de uma parceria entre o Cineclube Coxiponés e o Curso de Cinema e Audiovisual da UFMT. A curadoria e mediação é assinada por Antonio Cuybano, Diego Roberto, Olavo Fernandes e Pablo Paz. (*com assessoria e wikipedia)

85

 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet