POESIA

Bete Nascimento

Liberdade*

 

Não!
Não é poesia.
Só vontade de pedir parada
Descer do trem
Quebrar corrente
Tirar algema
Abandonar a mala
Rasgar o documento
Sair da cela
Encontrar ninguém.
Rasgar a carne
Pedir parada
Saltar com calma
Andarilha 
Mulher e alma.

 

*Poesia enviada pela autora, após solicitação do tyrannus


Maria Elizabete Nascimento de Oliveira, poeta brasileira


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet