FESTIVAL VARILUX

O mais famoso narigudo da França



cyrano

"Cyrano Mon Amour": um grande afresco romântico, homenageando os atores, o amor e a alegria de viver

Dois filmes franceses que transitam em torno do Cyrano de Bergerac, francês que viveu no século 17 e tornou-se famoso pela ficcionalização de sua vida em várias obras, especialmente pela escrita por Edmond Rostand (1868-1918) sobre sua vida.

É a programação do Festival Varilux de Cinema Francês nesta quinta-feira (13), em sessões gratuitas, ambas para maiores de 12 anos. No Sesc Arsenal.

Às 18h tem exibição “Cyrano Mon Amour” (Alexis Michalik, 2019, 1h49, comédia dramática), com Thomas Solivérès, Olivier Gourmet e Mathilde Seigner.

Na Paris de 1897, em dezmbro, Edmond Rostand ainda não completou 30 anos, mas já tem dois filhos e muitas angústias. Desesperado por trabalho e há dois anos sem conseguir escrever, ele propõe ao renomado ator Constant Coquelin uma nova peça, uma comédia heroica, em verso. Assim começa a escrever essa peça na qual ninguém acredita, mas por enquanto, ele só tem o título: Cyrano de Bergerac.

Sobre o filme, para o Paris Match, escreveu Fabrice Leclerc: “Em seu primeiro filme, Michalik faz um grande afresco romântico, homenageando os atores, o amor e a alegria de viver.” 

cy

"Cyrano de Bergerac": um filme extremamente romântico, que nos envolve com essa figura encantadora, mas que nos dá pena

Às 20h ganha  sessão o clássico: “Cyrano de Bergerac” (Jean-Paul Rappeneau, 1990, 2h15, comédia dramática). No elenco, Gérard Depardieu, Anne Brochet, Vincent Perez e Jacques Weber.

Poeta sentimental, filósofo emotivo e dualista hábil, Cyrano é apaixonado pela bela Roxanne,  mas não a paquera por vergonha do seu grande nariz. Ao invés disso, ele escreve cartas de amor para o lento, mas charmoso Christian para que ele conquiste a mão da donzela. Ela acaba se apaixonando perdidamente pelo autor, mas não sabe que foram escritas pelo Cyrano.

"É um filme extremamente romântico. Mantendo boa parte das falas em rimas, vai nos envolvendo diante dessa figura encantadora, mas que nos dá pena". Trecho da avaliação de Amanda Aouad, no site Cinepipocacult. (*com assessoria e vários sites)


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet