SESSÕES ALTERNATIVAS

Cinco filmes, de 4ª a 6ª, na UFMT e MISC



tukanno

O curta "Visitando os Tukano Dessana", nesta quarta

A partir desta quarta (9), até sexta (11), mas cinco filmes em sessões alternativas e gratuitas em Cuiabá, em diferentes horários. A overdose fílmica será aberta com “Visitando os Tukano Dessana”, nesta quarta, às 19h, no Museu da Imagem e do Som de Cuiabá - Misc.

“Visitando os Tukano Dessana” (Fábio Gomes, Brasil, 2015) é um curta-metragem de 13 minutos, que se desenvolve em torno da visita de alguns turistas à uma aldeia de índios Tukano-Dessana, conhecendo seu modo de vida (artesanato, gastronomia) e suas danças típicas. Foi selecionado por festivais do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Índia, Inglaterra, Itália e Rússia.

O Misc fica na Rua 7 de Setembro, nº 1, no Centro Histórico de Cuiabá.

bruxarias

"Bruxarias", longa de animação na quinta de manhã

Quinta-feira 

Na quinta (10), três filmes serão exibidos gratuitamente no Centro Cultural da UFMT, através do projeto Cine Caramelo Itinerante. Pela manhã, às 9h, tem “Bruxarias” (Virginia Curiá, Espanha, 2015), longa metragem de animação que traz a menina Malva, de 10 anos, que ajuda a avó na venda de produtos medicinais. Quando a avó é raptada por uma malvada fabricante de cosméticos, Malva parte numa busca pela história mágica de seus antepassados.

A sessão vespertina, às 14h, traz “Peixonauta” (Kiko Mistrorigo e Célia Catunda, Brasil, 2016). O longa de animação narra as peripécias de Marina e Zico, que saem de um parque em busca do Dr. Jardim e dos primos Pedro e Juca. Mas, ao chegarem na cidade grande percebem que as pessoas encolheram. Para conseguir solucionar esse grande mistério, Peixonauta terá que contar com a ajuda de todos seus amigos.

peixonauta

"Peixonauta..." ganha sessão verpertina na quinta

No período noturno, às 19h30, tem “Sinfonia Amazônica” (Anélio Lattini, Brasil, 1951). É o primeiro longa metragem animado da história do Brasil. Discorre sobre sete lendas amazônicas (lenda da noite, lenda da formação do Rio Amazonas, lenda do fogo, lenda da Caapora, lenda do Jabuti e da Onça, lenda da Iara e lenda do Arco-Íris). Para realizar este filme, o diretor Anélio Lattini produziu sozinho cerca de 500 mil desenhos e criou suas próprias técnicas de animação em uma época de pouquíssimos recursos.

sinf

"Sinfonia Amazônica", 1ª animação longa brasileira

Sexta-feira

Finalmente, na sexta (11), às 14h, na Sala Névio Lotufo (Cineclube Coxiponés), tem o longa “Mangue Negro” (Rodrigo Aragão, Brasil, 2008).  A classificação é para maiores de 18 anos.

A trama se passa numa comunidade pobre à beira de um manguezal, onde zumbis começam a atacar. Em meio ao caos, o jovem Luiz descobre sua habilidade com o machado. Além de lutar pela própria vida, ele tenta proteger Raquel, por quem nutre um amor platônico. (*com assessorias)

mangue

"Mangue negro", um longa de terror, na sexta-feira

 


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet