Presentes e jabás

Editor de Cultura recebe cada jabá, meu. Coisa de fazer inveja pra qualquer um. É livro, é CD, DVD... O que mais? CD, DVD..., livro. Até cartão de natal a gente recebe nesta época do ano. Coisa de louco. Ganhei até um uísque. Marca ‘rivas’. Na dúvida entre beber, ou não, acabei bebendo e esqueci. Esqueci o que? Ah, esqueci do que estava falando. Da presentaiada que editor de cultura recebe.


Presentes do Lorenzo
 Na quarta-feira à tarde recebi uma caixa respeitável pelo correio. Mas não era jabá. Apenas uns presentes que minha mamã enviou do Rio de Janeiro. Por causa disso, me chamaram de filhinho da mamãe. Claro que o sou. Na encomenda que Rosinha...(Rosinha é a minha mãe, não confundir com o rústico repórter policial do Diário de Cuiabá, que é outro)... Pois é, vieram entre outras cositas, um chapéu Panamá zero bala, que me vai proteger dos malefícios solares desta cidade e também massagear meu ego. Cê sabe, o chapéu também tem a ver com a vaidade masculina).

 Agora, por favor, como dizem os caras lá do Rock Gol da MTV: tirem as crianças da frente da tela do computador, porque vou falar da obra conhecida como ‘catecismo brasileiro’: Quadrinhos Sacanas. Uma coleção contendo 4 livros em quadrinhos, que nos remetem a Carlos Zéfiro, o pseudônimo de um sujeito besteirento que, entre os anos 50 e 70, vendia que nem água essas historinhas nada cristãs. Acho que é desse tempo a máxima de que masturbação fazia crescer pelos nas mãos, a nóia dos de adolescentes da época.

By Carlos Zéfiro
Os mais jovens, talvez, tenham como melhor referência sobre Carlos Zéfiro o trabalho gráfico de um dos primeiros CDs da Marisa Monte (Barulhinho Bom), assinado por Gringo Cardia.
Bom, Alcides Aguiar Caminha (seria ele aparentado do Pero Vaz, aquele da carta?) vulgo Carlos Zéfiro, nasceu em 1921 e morreu em 1992. No Rio de Janeiro. As pessoas da minha faixa etária (mais os homens) devem se lembrar do nome Carlos Zéfiro, ou da alcunha ‘catecismo’, que tentava mascarar essa pouca vergonha vendida nas bancas de revista.


Toca aqui


A editora Peixe Grande acaba de lançar a segunda coleçãoda série Quadrinhos Sacanas, apresentando novos trabalhos dos discípulos de Zéfiro. São 14 historias libidinosas que, digamos, não combinam muito com o espírito natalino, segundo a tradição cristã. Eu que já tinha a primeira coleção e agora tenho a segunda. E recomendo. Um traço simples e enredo mais que direto, nada complexo. Um entretenimento assim safadinho. Fez sucesso em outras épocas e não há registros de que o ‘catecismo’ tenha causado danos sociais ou morais.

Interessados podem comprar ou obter mais informações no site da editora – www.editorapeixegrande.com.br. Se vira mano. E adquira o seu, porque esses que aparecem aqui na foto têm dono.


Caixa 1


Caixa 2



Voltar  

Confira também nesta seção:
22.07.19 12h00 » Para sempre em cima*
20.07.19 00h30 » Ulisses*
17.07.19 19h00 » Urubus*
15.07.19 09h00 » Liberdade: uma condenação*
12.07.19 21h00 » Abra cada cabra*
10.07.19 18h00 » Achados e Perdidos
08.07.19 12h00 » Toada do Esquecido (trechinho)*
05.07.19 21h00 » O Barril de Amontillado*
03.07.19 18h15 » Medida contra a violência*
01.07.19 12h00 » As Moscas
28.06.19 21h00 » Emoção*
26.06.19 20h30 » Rose Eagle*
24.06.19 12h00 » Sou um crápula*
21.06.19 18h20 » Amor de acidentado*
19.06.19 17h30 » Meu nome é Caio F...
17.06.19 12h00 » Dramaturgia*
14.06.19 21h30 » Mosaico Cuiabano*
12.06.19 20h00 » Um enforcamento*
10.06.19 12h00 » Máquinas como eu*
07.06.19 22h00 » Vamos acabar com esta folga*

Agenda Cultural

  • Em Cartaz:
  • Bate-papos com artistas
  • Dia: 23 de julho
  • Local: Museu de Arte e de Cultura Popular - UFMT
  • Informações: no link
Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet