Esperando...


Cacilda Becker (no seu último ato) e Walmor Chagas
Samuel Becket escreveu Esperando Godot e nós estamos esperando Pagot. As férias dele um dia acabam. Cacilda Becker, diva do teatro brasileiro, morreu em 1969, num entre ato de Esperando Godot, não esperou a peça terminar.

Pedro Pedreiro está esperando, esperando, esperando. A gente vive esperando e dizem que quem espera sempre alcança. Não sei bem o que nossos leitores e leitoras esperam deste novo texto, esperamos que gostem e também estamos esperando uma lentilha cozinhar porque vai ter sopa, aqui em casa. Mas antes de tomar a sopa, é melhor esperar esfriar, pra não queimar o beiço e a língua. Quer dizer, queimar os lábios, é mais bonito pra se dizer.

Em frente ao coqueiro verde, esperei uma eternidade


A espera é difícil, mas eu espero sambando

Esperança. Palavra belíssima e que tem no significado uma amplitude impressionante. Ter esperança é digno de quem espera. De quem espera e não desespera. Drummond, que foi citado ontem, volta hoje, porque em um verso disse que tinha certeza/esperança. Creio que quis dizer que quando a gente tem esperança pra valer, é quase como uma certeza. Então, vou escrevendo aqui e de vez em quando dou uma paradinha que é pra esperar que o raciocínio volte e se transforme em palavras que caibam aqui. Não esperneio enquanto espero, não adianta. Experimento esperar com a sabedoria que combina com a paciência. Esperarei como um rei que tem cara de quem gosta de coroa.


Esperar é uma condição feminina, faz parte de sua natureza. Esperamos dezoito meses, divididos em dois blocos de nove, para que Beatriz e Vítor chegassem. Duas produções que fizemos em parceria, mas quem esperou mesmo pra valer, foi ela.  


Por falar em homem e mulher, ou homem e homem e mulher e mulher, coisa chata é quando a gente espera, espera, espera e espera e o outro que esperávamos ansiosos e esperançosos  de envolver e desenvolver uma “coisa” amorosa, sexual os dois, não necessariamente nessa ordem, não vem. Outro dia li uma frase que achei bacana: Uma relação precisa de beleza e paciência. Se rolar beleza, se não paciência!

Espero o jogo da Copa América que vai passar daqui a pouquinho. Não esperava que o Brasil perdesse para o Paraguai. Nem que a Argentina perdesse para o Uruguai. Não esperava que as japonesas ganhassem das americanas, não esperava mesmo!!!! Vibro e torço com o Brasil e com o Fluminense, tricolor de coração que sou. Espero que meu time não me faça sofrer tanto neste ano. Espero que o coringão compre o Tevez.

O símbolo da espera é Penélope que ficou vinte anos esperando o marido voltar, tecendo durante o dia uma manta, e de noite desfazendo-a, enquanto os pretendentes se acumulavam no palácio de Ulisses, em Ítaca. Eis que ele retorna, velho, cansado, esfarrapado. Penélope não o reconhece e exige uma prova. Diferentemente, sem nada exigir, seu velho cão e, também velha, a escrava Euricléia , o recebem e o acolhem com alegria. Dá-lhe Homero. Uma boa odisséia (tirar o acento aqui, não convém) também é feita de muita espera.
Penso também nas mulheres portuguesas que perderam seus homens, para o mar, mas não a esperança de esperá-los. Ouço suas lamúrias, quando cantam o seu destino: fado.

Fado de Amália Rodrigues  
E penso na doçura do pastel de belém!


Então, a sopa está quase ficando pronta. Hora de queimar o beiço. Os lábios. Fica a lição de que a espera precisa de dignidade para se fazer nobre. Esperamos que o mundo melhore e que, enquanto esperamos, façamos a nossa parte para que isso realmente aconteça.  Esperar é ser proativo. Saber esperar é uma questão de estilo. Esperamos que amanhã o Tyrannus, um passarinho do cerrado (os passarinhos são novidadeiros e serelepes, em sua maioria), traga novas e boas palavras.  
   


Voltar  
3 Comentário(s).
Quanto mais a gente espera, menos a gente espera!
Os clientes do noGargalo mandam sua cota filosófica http://nogargalo.blogspot.com/2011/07/para-o-tyrannus-melancholicus.html
enviada por: Valéria del Cueto    Data: 22/10/2012 10:10:10
eu sei que: quanto mais tarde a gente sai, mais cedo a gente chega.
enviada por: fochesatto    Data: 22/10/2012 10:10:10
de quem não se espera nada é que não vem nada mesmo
enviada por: Anonymous    Data: 22/10/2012 10:10:10

Confira também nesta seção:
15.02.19 20h00 » Fellini tentando um plano geral*
13.02.19 16h50 » Pedro Páramo*
11.02.19 13h00 » A gente era obrigada a ser feliz*
08.02.19 20h00 » O cão Achado*
06.02.19 18h00 » Viagem*
04.02.19 12h00 » estado noturno*
01.02.19 20h00 » Curta história*
30.01.19 18h20 » Sombras sobre a terra*
28.01.19 12h00 » Quem escuta, ouve a seus males*
25.01.19 20h00 » Short movies*
23.01.19 18h00 » On the road*
21.01.19 12h00 » O grilo na palma da mão*
18.01.19 20h00 » Abundantemente corpo*
16.01.19 18h01 » Notícias do futuro*
14.01.19 16h00 » A menina*
11.01.19 19h00 » A porca*
09.01.19 18h00 » Brotinho legal*
07.01.19 17h00 » Saudade*
05.01.19 00h12 » Aurea mediocritas
03.01.19 17h20 » A Sombra do Romariz

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet