Terça, 22 de dezembro de 2020, 19h51
FILOSOFIA
Frases e pensamentos*

Soren Kierkegaard

“A decepção mais comum é não podermos ser nós próprios, mas a forma mais profunda de decepção é escolhermos ser outro antes de nós próprios.”

“Assim como talvez não haja, dizem os médicos, ninguém completamente são, também se poderia dizer, conhecendo bem o homem, que nem um só existe que esteja isento de desespero, que não tenha lá no fundo uma inquietação, uma perturbação, uma desarmonia, um receio do desconhecido ou do que ele nem ousa conhecer, receio duma eventualidade exterior ou receio de si próprio. Tal como os médicos dizem de uma doença, o homem traz em si um estado latente de enfermidade, do qual, num relâmpago, raramente um medo inexplicável lhe revela a presença interna.”

“A verdade sempre repousa sobre a minoria, porque a minoria é geralmente formada por aqueles que realmente têm uma opinião, enquanto a força da maioria é ilusória, formada pelas gangues que não têm opinião.”

“O povo pede o poder da palavra para compensar o poder de livre pensamento a que foge.”

“Não admira, pois, que o mundo vá de mal a pior e que os males aumentem cada vez mais à medida que aumenta o tédio, a raiz de todo o mal. A história deste pode acompanhar-se desde os primórdios do mundo. Os deuses estavam entediados, pelo que criaram o homem. Adão estava entediado por estar sozinho, e por isso foi criada Eva. Assim o tédio entrou no mundo e aumentou na proporção do aumento da população.”

“Arriscar-se no sentido mais amplo é precisamente tomar consciência de si próprio.”

“O maior perigo do homem é não correr riscos.”

“Ousar é perder o equilíbrio momentaneamente. Não ousar é perder-se definitivamente.”

 

*Reproduzido de https://laparola.com.br/

kierkgaard

Nascido em Copenhague (Dinamarca), Soren Aabye Kierkegaard (1813-1855) foi filósofo, teólogo, poeta e crítico social. É, reconhecidamente, o primeiro filósofo existencialista. Em seu legado constam textos críticos sobre religião, cristianismo, ética, moralidade, psicologia e filosofia da religião. Grande parte do seu trabalho filosófico aborda as questões de como alguém vive sendo um "único indivíduo", priorizando a realidade humana concreta sobre o pensamento abstrato e destacando a importância da escolha e do comprometimento pessoal (wikipédia)


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/