Quinta, 11 de fevereiro de 2021, 21h52
LEI ALDIR BLANC
Projeto tão audacioso, quanto bem vindo

tyrannus*

cecília bastos - usp imagens

yataro mendes

Gilberto Mendes (1922-2016), compositor brasileiro que deixou imenso legado para a música de concerto contemporânea

"Cartas para Yataro: concepção de ópera (pós) minimalista". Esse é o nome de um projeto arrojado, viabilizado através da Lei Aldir Blanc, por meio do Edital Nascentes, capitaneado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de MT - Secel. Está em fase inicial de execução e vai resultar na primeira ópera (pós) minimalista brasileira. 

No momento, "Cartas para Yataro", com libreto de Rita de Cássia Domingues dos Santos, tem o seu primeiro ato sendo composto. Sim, Rita está debruçada sobre essa tarefa. E a adaptação do libreto à dramaturgia contemporânea está sendo realizada por Marithê Azevedo, que também será a diretora teatral desta ópera. 

Devido à pandemia covid-19, a produção da ópera ocorrerá no decorrer do ano de 2022. 

Rita de Cássia Domingues dos Santos, compositora e professora do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea e do departamento de Artes, ambos da UFMT, dedicou seus estudos de doutoramento à música (pós) minimalista, se tornando a principal referência no âmbito das pesquisas sobre o uso de (pós) minimalismo nas obras de Gilberto Mendes (1922-2016). Um profícuo compositor santista que deixou imenso legado para a música de concerto contemporânea, destacando-se a obra orquestral que foi inspirada em Yataro, denominada "Abertura Issa", objeto de estudo do mestrado de Rita Domingues e principal influência para a realização da ópera "Cartas para Yataro".

yataro rita

Rita de Cássia Domingues dos Santos, debruçada no libreto. Ela é compositora e estudiosa da obra de Gilberto Mendes

Marithê Azevedo, responsável pela dramaturgia, é pesquisadora e diretora de cinema e teatro, com produção acadêmica e artística consistente e premiada, que orientou no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT) diversas pesquisas e trabalhos artísticos colaborativos na chave das artes híbridas.

O primeiro ato da ópera será entregue para a Secel em maio de 2021, entretanto a pré-seleção de artistas será feita nos meses de março e abril, etapa que já foi iniciada com a divulgação de formulário através das redes sociais do projeto. Nesta pré-seleção, busca-se escolher artistas mato-grossenses para os papéis principais, além de dançarinos e cantores com experiência em atuação para os demais papéis. A ópera terá uma concepção artística inovadora, abarcando a corrente estética do (pós) minimalismo e as conquistas da Postopera, envolvendo o uso da dramaturgia de forma revolucionária, com projeções audiovisuais e inúmeras outras quebras de paradigmas.

yataro marithe

Marithê Azevedo, responsável pela dramaturgia, pesquisadora e diretora de cinema e teatro

O argumento da ópera é sobre a vida de Yataro Kobayashi (1763-1828), o monge budista Issa. Yataro que foi um poeta japonês, mais especificamente um haicaista, nascido na província Shinano, no Japão. Seu sobrenome era Kobayashi e seu primeiro nome, Yataro, mas ele é mais conhecido mesmo pelo nome artístico Issa. Teve uma vida pessoal conturbada, entretanto como poeta, Yataro combinou, com sucesso, elementos não convencionais com a seriedade adquirida da obra de Matsuo Basho (1644-1694), provavelmente o mais reconhecido autor do Haikai (ou haiku), uma poesia japonesa curta, que surgiu no século 16 e conquistou o mundo. 

Tais características na criação poética de Issa (Yataro) trouxeram um despojamento total e a capacidade de transmitir de imediato um enorme calor humano e uma grande pureza de sentimentos, o que o tornou um dos poetas mais amados do Japão. Fez aproximadamente vinte mil haïkus, com forte influência da filosofia budista.

yataro

Yataro Kobayashi (Issa), pelo traço de Muramatsu Shunpo

Concepção 

Toda a concepção desta ópera faz parte de um contexto educativo e artístico, com participação direta de membros do grupo de pesquisa ContemporArte, que é liderado por Rita Domingues e Maristela Carneiro. Além de todo o trabalho criativo e composicional, o projeto ainda ofertará para a população cinco oficinas, completamente gratuitas e de forma remota, com o intuito de democratizar o acesso ao repertório de ópera contemporânea.

O evento "Oficinas de Introdução à Ópera Contemporânea" é voltado ao público adulto e já se encontra com as inscrições abertas. Serão cinco encontros virtuais, sempre nas noites de terças-feiras, através de lives/oficinas em um canal fechado do YouTube, no qual só serão aceitos membros previamente inscritos. Terá certificação de 20h, com atividades síncronas e assíncronas (imediatas e atemporais), e contará a cada encontro com pesquisadores convidados do ContemporArte, sempre debatendo o repertório de ópera contemporânea.

O projeto “Cartas para Yataro: concepção de ópera (pós) minimalista” através de ambas as ações, do evento Oficinas de Introdução à Ópera Contemporânea e do início da composição de uma ópera contemporânea no solo mato-grossense, está rompendo barreiras socioculturais, proporcionando à população local o acesso a uma cultura diversa e a conhecimentos musicais e artísticos da contemporaneidade. 

As inscrições para as oficinas vão até o dia 15 de fevereiro; e para a pré-seleção de artistas mato-grossenses para atuação na ópera "Cartas para Yataro" até o dia 18 de fevereiro. O grupo de pesquisa ContemporArte pretende realizar a estreia da ópera em 2022 em Cuiabá, em homenagem aos 100 anos de nascimento do compositor Gilberto Mendes. (*com assessoria)

yataro logo

 

 

SERVIÇO

O QUE: inscrições para participar do projeto
ELENCO: até 18 de fevereiro
OFICINAS: até 15 de fevereiro
MAIS INFORMAÇÕES: e-mail cartasparayataro@gmail.com
INSCRIÇÕES; nas redes sociais do projeto: facebook.com/cartasparayataro e Instagram: @cartasparayataro
CONTATOS: Reno Tiago Ramires, assistente de produção e diretor de comunicação, email reno.t.ramires@gmail.com

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/