POESIA
Martha Medeiros


Dois poemas

a juíza das minhas loucuras
é severa demais pra me inocentar
        
não cobra depoimentos
nem sopra os ferimentos da tortura
 
simplesmente decreta pra minha culpa
prisão domiciliar

...

ele corre
e abre a grande angular
 
eu foco a fantasia
e a gente ri que dói
                  
ele Fórmula 1
eu capa da Playboy


Martha Medeiros, poeta brasileira


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/