Sexta, 11 de agosto de 2017, 20h00
AMAZÔNIA DAS ARTES
Uma divertida e grande confusão

loro melancholicus*

canganpé

Perualda, ladeada por seus assistentes Chimbinha e Mulambo

Uma das mais belas e talentosas cantoras de todos os tempos, dona de uma brilhante e encantadora voz, ela não é Maysa, nem Beyoncé, nem Amy Winehouse, ela não é Patrícia Bastos, muito menos Joelma Calypso...

Ela é nada mais, nada menos do que: Perualda, a maior estrela da música amapaense (segundo ela mesma) e, no teatro do Arsenal, neste domingo (13), apresenta o show mais importante de sua carreira.

Porém, seus assistentes, os palhaços Chimbinha e Mulambo parecem não estar tão certos assim do enorme talento de Perualda, e, já cansados de ouvir sua voz desafinada e a extrema falta de simpatia da pseudo estela, tentam o que podem para atrapalhar. Pois convencida do seu talento “Se deixar, ela canta”o que seria um belíssimo espetáculo, acaba se transformando em uma divertida grande confusão.

É a programação de domingo, a partir das 20h, com entrada franca, no Sesc Arsenal. O show "Se deixar, ela canta", com a Cia Canganpé, do Amapá, acontece atravavés do projeto Sesc Amazônia das Artes. (*com assessoria)


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/