TIBANARÉ

O teatro que anda por aí



Atores andantes pelas estradas, músicas que tocam a alma, sombreadas pelos “guarda-estrelas”. Assim, o Grupo Tibanaré (Cuiabá-MT) desliza em poesias com a intervenção teatral “Andarilhos das Estrelas”. Uma arte de rua que está invadiu seis municípios de Mato Grosso, neste mês de outubro, prestigiando áreas urbanas e rurais de cidades como Cuiabá, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Poconé, Tangará da Serra e Lucas do Rio Verde.

O projeto é finalizado neste sábado em Lucas do Rio Verde (27/10). Além da apresentação cênica, o Tibanaré levou na bagagem oficinas teatrais gratuitas. A circulação do grupo acontece com patrocínio do Banco da Amazônia, através de edital de patrocínio/ 2012. A atriz Fernanda Gandes explica que o grupo foi selecionado no formato patrocínio direto, sem os mecanismos do incentivo fiscal. “É a primeira vez que recebemos patrocínio de uma Instituição privada e isso é muito satisfatório. Estamos com a encenação ‘Andarilhos das Estrelas’ em nosso repertório desde 2010 e isso significa o reconhecimento do nosso trabalho”, argumenta ela.

assessoria

Atores do grupo percorreram seis municípios com espetáculos e oficinas

 

A encenação acontece em forma de cortejo, percorrendo as ruas das cidades e chamando a atenção de quem passa no local. Os artistas presenteiam o público com poesias e músicas, como as cantigas de rodas, quebrando barreiras e diminuindo a distância entre o artista e o público. O ator e diretor da intervenção, Jeferson Jarcem, frisa que são oferecidas uma diversidade de informações em poucos minutos. Dançam, cantam, poetizam, teatralizam e brincam, com a intenção de tirar o público da correria diária, aguçando seus sentimentos e emoções.

A intervenção teatral foi especialmente produzida para espaços não convencionais, com o objetivo de levar ações para transeuntes, por meio de cantos de roda, dança e poesias da Literatura Regional. A intervenção conta com obras de Lucinda Persona, Marilza Ribeiro, Ivens Scaff, Aclyse Matos, Marta Coco, Vera Capilé, Wilma Martins Conceição, Ceverina Rosário dos Santos e Ribamar Carvalho. A recria sons, sentimentos, palavras, cenários, buscando sempre, romper a rotina do dia-a-dia e os automatismos das relações pessoais, proporcionando um contato com a sensibilidade humana, que muitas vezes está escondida por trás dos artefatos tecnológicos e da correria do cotidiano. As oficinas oferecidas, gratuitamente, desenvolveram o tema “Pegadas do Andarilho”, atendendo 20 participantes por oficina em cada localidade, que receberam técnicas iniciais de treinamento físico e vocal para as pessoas, favorecendo um entendimento mais abrangente do jogo cênico realizado pelos atores do Tibanaré. (com assessoria) 


 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet