CENTENÁRIO DE NASCIMENTO

Abertura na terça (5), no Macp-UFMT



arquino família

neq

"Para encontrar o azul eu uso pássaros", verso de Manoel, que inspira as diferentes linguagens artísticas da exposição

Para comemorar o centenário de nascimento do poeta cuiabano Manoel de Barros, acontece, a partir de terça (5), a Exposição Coletiva de Arte Híbrida. Vai ocupar o Museu de Arte e Cultura Popular da UFMT, Câmpus de Cuiabá. A abertura acontece a partir das 19h.

Com organização e curadoria de Ruth Albernaz, Gervane de Paula, Aclyse de Mattos, Imara Quadros e José Serafim Bertoloto, o evento tem como objetivo fortalecer a cultura mato-grossense; aproximar o público apreciador de uma visão integrada que associa as artes visuais com a poesia.

A mostra também acumula entre suas propostas, o fomento à transversalidade do tema, trazendo para o centro a pluralidade cultural, ambiente e temas locais no ensino de Arte, Literatura e História de Mato Grosso em instituições de ensino; além de propiciar o encontro de um coletivo de artistas para criar e difundir a poesia de Manoel de Barros. 

“A ideia é oportunizar ao público um contato singular com a obra deste poeta ilustre através das obras dos artistas participantes da exposição”, destaca a coordenadora de Cultura e Vivência, Ana Paula Dias.

neq

"Aonde nos levarão os pássaros do sonho e da poesia?" (Aclyse de Mattos, coordenador do evento)

Reunindo diferentes linguagens artísticas a exposição tem como tema “Para encontrar o azul eu uso pássaros”, fragmento de uma das obras do poeta. “ Usamos este poema para compor as obras da exposição. Cada artista escolheu um fragmento como inspiração para suas obras”, explica o coordenador do evento, professor Aclyse de Mattos. 

Para melhor entender o sentido da exposição, são levantados alguns questionamentos. “Será que quando Manoel escreveu isso ele não estaria dizendo do sonho de todo ser humano pela transcendência? Que azul seria esse ou isso? Aonde nos levarão os pássaros do sonho e da poesia?”, acrescenta Aclyse.

Apoiado pela coordenação do MACP e pela Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), o evento coloca o enfoque nas diversas formas de arte e expressões poéticas. 

Além de pinturas, esculturas, saraus de poesia e música, o público também poderá assistir a depoimentos de artistas e poetas sobre o homenageado produzidos por estudantes do projeto de extensão ComunicArte. “Esperamos que seja uma exposição muito viva, que faça os olhos brilharem e os sentidos se abrirem”, finaliza o Aclyse.

A exposição pode ser visitada até o dia 28 de fevereiro no MACP. E é lógico que o Tyrannus vai fazer uma outra matéria enfocando a exposição. (*com assessoria)

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

  • Em Cartaz:
  • 'Natal Iluminado"
  • Dia: 09 de dezembro
  • Local: Praça Alencastro
  • Informações: no link
Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet