ARTES CÊNICAS

Curso incluído na grade da Unemat



mayke toscano

escola

A Escola segue fazendo história nesse nicho, que é a atuação, direção, sonoplastia, cenografia, iluminação e cenário, entre outros elementos do fazer teatral

No sábado (3), a MT Escola de Teatro, sediada no Cine Teatro, teve a aula inaugural do semestre, onde a terceira turma do curso foi recepcionada pelo secretário de Estado de Cultura, Kleber Lima, além do diretor do Cena Onze, Flávio Ferreira; do coordenador da escola, Rodolfo Adaap e do professor convidado Juan Peralta.

A Escola vai para o terceiro semestre, fazendo história nesse nicho, que é a atuação, direção, sonoplastia, cenografia, iluminação e cenário, entre outros elementos que envolvem o universo do teatro e que os mato-grossenses estão tendo a oportunidade de conhecer e estudar, ainda mais.

olhar conceito

escola

"Ao final de dois anos, além do diploma de tecnólogos, com mais um ano de licenciatura poderão lecionar, assim como se candidatar para um mestrado" (Flávio Ferreira)

Na abertura de sua fala, Kleber Lima parabenizou todos os alunos e professores, em nome da secretaria de Cultura e do governo do Estado, pelo trabalho realizado e afirmou que ele, assim como o governador Pedro Taques, estão muito felizes com a inclusão do curso na grade da Universidade de Mato Grosso.

“Gostaria de desejar a vocês sucesso e um ótimo aprendizado e dizer que queremos e vamos ampliar e qualificar o diálogo da secretaria com a classe artística e vamos olhar mais para quem está aqui – diz mostrando o palco –, pois se eu não tiver muita gente aqui, produzindo arte e cultura para oferecer à sociedade, eu não vou ter essas cadeiras preenchidas”, termina o secretário, apontado agora para a plateia.

Os primeiros alunos do projeto da SEC deverão se formar no próximo semestre, já que o curso tem dois anos de duração e agora, eles receberão ainda o diploma pela Unemat, com o título de tecnólogos em artes cênicas.

O diretor do Cena Onze, responsável pela gestão do Cine Teatro, Flávio Ferreira, afirma que essa parceria com a Unemat representa avanço.  “Ao final de dois anos, além do diploma de tecnólogos, com mais um ano de licenciatura poderão lecionar, assim como se candidatar para um mestrado. Isso é muito importante para a comunidade e para o mercado de trabalho, que é fomentado, assim como o lazer e a cultura, que também ganham mais qualidade”, diz o diretor.

iani haniotis

escola

Juan Peralta, professor convidado da Escola

O coordenador do curso, professor e ator, Rodolfo Adaap, salienta que a Escola tem função multiplicadora. “As pessoas estão se qualificando e também criando uma sinergia, se encontrando, discutindo, propondo coisas. Tudo isso vai fazer com que o movimento teatral e os artistas tenham mais visibilidade, a população reconheça mais esse trabalho e, inevitavelmente, a politica pública será afetada por isso”.

Ele conta ainda que nesse semestre o tema abordado para as aulas são “corpos desviantes”, ou, basicamente, as minorias e como elas são tratadas. “São corpos desrespeitados, como o surdo que muitas vezes não conseguem ver um programa de televisão pela falta de legendas; o negro, o gordo, o índio, a mulher, os gays, as transexuais e minorias em geral. Como vive um corpo que não é respeitado? O teatro também tem uma função politica, de esclarecimento, de formação de cidadania, ou seja, é um lugar para experimentar”, diz.

O secretário Kleber fez questão da visita para se aproximar da classe, assim como tem feito desde sua chegada a pasta na Cultura, recebendo artistas de todas as áreas e ouvindo as demandas da cultura em Mato Grosso.

“Nosso desafio hoje é transformar a secretaria na casa dos artistas, pois sem os artistas e produtores culturais, ou seja, quem faz arte e cultura, nós não temos o que oferecer para a sociedade, em quantidade, qualidade e diversidade. O nosso esforço nesse momento é realmente abrir a casa para vocês e estabelecer uma coisa simples chamada diálogo, nessa ponte de mão dupla que é falar e escutar, para compreender e ter a sensibilidade de interpretar tudo isso e construir políticas públicas adequadas a realidade da sociedade mato-grossense”, afirmou Kleber. (*da assessoria da SEC)


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet