PALCO GIRATÓRIO

Espetáculos de Brasília, Alagoas e Minas



diego bresani

concreto

"Entrepartidas", na 4ª, com o Teatro do Concreto (DF)

As artes cênicas de Brasília, Alagoas e Minas Gerais são representadas em Cuiabá, dentro da programação do Palco Giratório, na quarta, quinta e sexta-feira (16, 17 e 18/05), respectivamente, pelos grupos Teatro do Concreto, Cia Teatral Turma do Biribinha e o Grupo Quatroloscinco - Teatro do Comum.

Todos os espetáculos custam dois litros de leite UHT, ou cinco reais, e os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência, para garantir o lugar. 

"Entrepartidas"

Na quarta-feira, tem o espetáculo itinerante "Entrepartidas", para maiores de 16 anos, a partir das 19h, zarpando do Sesc Arsenal. Montagem do Teatro do Concreto (DF), uma encenação em trânsito. 

Programado para trinta espectadores, apenas, que vão ficar 165 minutos dentro de um ônibus com os atores, transitando pela cidade.

Início da noite, a cidade se move como um complexo organismo. É hora do embarque! O público toma um ônibus e viaja pelas ruas da cidade onde conhece diversos personagens que se equilibram no fio do tempo, lembrando-nos que a vida é feita de encontros e instantes. Um espetáculo que fala, sobretudo, daquilo que é efêmero, chegadas e partidas, saudades, desejos, possibilidades, vida e morte. O espetáculo vai levar os passageiros, claro, a uma reflexão em torno das sociedades contemporâneas.

Teatro do Concreto

O grupo da capital brasileira comemora seus 15 anos. Traz na essência do seu trabalho criativo a pesquisa colaborativa, a reflexão sobre questões emergentes do nosso tempo e a experimentação em diálogo com o espaço urbano como prática de pesquisa. Ao longo de sua trajetória, acumula oito criações cênicas, três publicações e projetos de interação com a comunidade.

"Magia"

"Magia" é uma encenação livre para todas as idades, montada pela Cia Teatral Turma do Biribinha, de Alagoas. Vai ao palco do teatro do Arsenal, na quinta (17) às 19h, com duração aproximada de 50 minutos.

Biribinha, com toda a sua experiência circense, usa seus velhos truques de mágica para dirigir um filme, sem elenco e sem dinheiro. E assim começa a saga de um palhaço que é contratado para este desafio, sem a mínima condição, mas também sem poder abrir mão desta oportunidade.

Turma do Biribinha

A Cia Teatral Turma do Biribinha combina circo e teatro. Foi fundada há aproximadamente 30 anos, por Teófanes Silveira (Biribinha) há 28 anos, que trabalha a linha do Circo Teatro Nordestino. Em 1987, em Arapiraca, interior de Alagoas, Teófanes Silveira, o palhaço Biribinha, que acabara de deixar sua vida de circo, sentia necessidade de continuar desenvolvendo sua arte e não deixar morrer a tradição da Família Silveira que passara de geração em geração. Assim nasceu a cia.

biribinha

A Cia Teatral Turma do Biribinha (AL) se apresenta na 5ª e 6ª

"Fauna"

O Salão Social do Arsenal, também na quinta (17), a partir das 20h, será invadido pelos mineiros do grupo Quatroloscinco - Teatro do Comum. Eles vão aplicar o espetáculo "Fauna", com classificação para maiores de 16 anos.

Nesta peça-conversa, dois atores convidam o público a explorar a dimensão política dos afetos. Corpos e discursos se misturam e se confundem para desconstruírem identidades pessoais e coletivas. Estreado em 2016, "Fauna" rompe a narrativa tradicional, atenuando os limites físicos entre palco e plateia e criando um circuito de situações que levam o espectador para dentro da cena. 

Quatroloscinco

Este grupo mantém, desde 2007, um trabalho continuado de pesquisa e prática teatral, tendo por base principalmente a criação coletiva e a dramaturgia autoral sob uma estética contemporânea. Considerado um dos mais destacados grupos da nova geração do teatro mineiro, acumula prêmios, críticas e apresentações em mais de 60 cidades de 15 estados do país, além de Uruguai, Cuba e Argentina. 

"Eu sem você não sou ninguém"

Na sexta-feira (18), às 20h, no teatro do Arsenal, a Turma do Biribinha (AL), encena a sua montagem "Eu sem você não sou ninguém". Com duração de cerca de uma hora, tem classificação para maiores de 12 anos.

É uma comédia circense com toques de melodrama, misturando elementos do teatro de animação com a boa palhaçaria clássica. O texto, que se equilibra entre o ridículo e o sublime, trata dos questionamentos de um ator sobre quem é mais importante: sua pessoa ou sua obra. Isso é contado através da estória de um palhaço que sai do corpo de seu criador e se transporta para o corpo de um boneco. A partir daí, os dois travam uma divertida disputa para provar quem é melhor no picadeiro. (*com informações de vários sites)

guto muniz

fauna

O grupo Quatroloscinco (MG) encena "Fauna", na quinta


Voltar  

Agenda Cultural

  • Em Cartaz:
  • IV Cinecaos - abertura
  • Dia: 18 de agosto
  • Local: Museu da Imagem e do Som de Cuiabá
  • Informações: no link
Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet