DANÇA

Baseada em poema de João Cabral



cao

 

Aterrissa em Cuiabá no próximo dia 19 o espetáculo "Cão Sem Plumas". Uma criação da bailarina e coreógrafa Deborah Colker, para a companhia que leva o seu nome, criada há 25 anos. Deborah é um dos nomes maiores da história da dança brasileira e, não por acaso, faturou na terça-feira (5), o Prix Benois de la Danse de melhor coreógrafa, prêmio russo, conhecido como Oscar da Dança. 

Foi "Cão Sem Plumas", talvez a obra maior de Deborah, que lhe conferiu o galardão internacional. Mas a artista vem sendo aclamada praticamente desde quando surgiu, pela crítica nacional e internacional. Foi a responsável pelo espetáculo de abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro (2016).

"Câo Sem Plumas" será apresentado no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, no dia 19, a partir das 20h. Os ingressos já estão disponíveis na Casa de Festas. Preço máximo de 140 e mínimo de 60 reais. 

A coreógrafa tem afirmado que o espetáculo é uma combinação de dança e cinema. Enquanto os 13 bailarinos desenvolvem suas performance no palco, ao fundo, é projetado um filme, realziado por Deborah e pelo pernambucano Claudio Assis, premiado cineasta.

cao

 

 

O espetáculo é baseado no poema homônimo de João Cabral de Melo Neto (1920-1999), escrito em 1950, que narra o caminho que o rio Capibaribe faz rumo ao mar. O mosaico das sonoridades pernambucanas conduzem uma movimentação coreográfica cheia de significados.  “O espetáculo é sobre coisas inconcebíveis, que não deveriam ser permitidas. É contra a ignorância humana. Destruir a natureza, as crianças, o que é cheio de vida”, diz Deborah. 

É a primeira criação da coreógrafa com temática explicitamente brasileira. Além de Cláudio Assis, Deborah, nesta montagem, contou com a participação dos músicos Jorge Dü Peixe e Berna Ceppas, e do cenógrafo Gringo Cardia. E esse trio também foi indicado ao prêmio Benois. Du Peixe e Ceppas na categoria compositores e Cardia como cenógrafo.

"Cão Sem Plumas" chega a Cuiabá através de turnê que faz pelo Brasil. Em outubro vai ser apresentado nos Estados Unidos. Para o público cuiabano que gosta da dança, não resta dúvidas de que o espetáculo caiu do céu.

Durante a cerimônia de entrega do prêmio na terça-feira, Deborah Colker provocou muitas risadas na plateia: "Não ganhei nenhum prêmio no Brasil com Cão Sem Plumas, mas ganhei o Benois. De sete jurados, recebi cinco votos. Quando subi ao palco para pegar o prêmio, falei: 'Esse é o primeiro gol do Brasil na Rússia'. (*com informações de vários sites)

cão

 

Abaixo, duas estrofes do poema de João Cabral, que inspirou o espetáculo

Porque é muito mais espessa 
a vida que se desdobra 
em mais vida, 
como uma fruta 
é mais espessa 
que sua flor; 
como a árvore 
é mais espessa 
que sua semente; 
como a flor 
é mais espessa 
que sua árvore, 
etc. etc. 

Espesso, 
porque é mais espessa 
a vida que se luta 
cada dia, 
o dia que se adquire 
cada dia 
(como uma ave 
que vai cada segundo 
conquistando seu voo).

deborah

Troféu maior da dança internacional ganhado por Deborah Colker nesta semana, pela coreografia de "Cão Sem Plumas"

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet