CINE TEATRO

Em cartaz, a mostra "Corpos Desviantes"



teat

Os aprendizes do Núcleo 1, que leva à cena a performance "Indivíduos"

Sexta, sábado e domingo (13 a 15/07) o terceiro módulo dos aprendizes da MT Escola de Teatro trará em suas performances o que há de mais desviantes no corpo humano. O Ser mais complexo do planeta e suas vertentes. A mostra é um resultado de estudos e aprendizados nas de áreas de Atuação, Direção, Dramaturgia, Produção, Iluminação, Figurino, Cenografia e Sonoplastia.

As apresentações vão acontecer no Cine Teatro Cuiabá, a partir das 19h nos três dias, com entrada franca.

Para o diretor executivo da ADAAP – Associação dos Artistas Amigos da Praça, Ivam Cabral, a contaminação adquire um significado positivo, símbolo da troca de saberes e experiências, tornando-se quase uma necessidade para que o trabalho estético alcance sua máxima potência. "É o que buscamos na MT Escola de Teatro e o que pode ser visto nos Experimentos desenvolvidos de forma horizontal pelos aprendizes dos sete cursos regulares. Portanto sejamos porosos e nos deixemos também contamizar pela arte”, diz Cabral.

Nas entranhas de cada sociedade há seres com necessidades extremas de se expressar, dar vida às palavras, aos rituais, cenas, histórias...

“São atores e técnicos que o teatro reúne para celebrar o ato, em cada bairro, quintal ou salão improvisado, em ensaios que primam pela máxima boa vontade. Essa revolução prepara novas cenas e nos próximos episódios poderemos contracenar com a UNEMAT, que deverá encampar e oferecer o 1º curso de Artes Cênicas com nível superior do Estado de Mato Grosso, em parceria com a MT Escola de Teatro”, a argumentação é do secretário de Estado de Cultura, Gilberto Nasser.

 O diretor do Cena Onze, Flávio Ferreira, destaca que, a partir do tema proposto - "Corpos Desviantes", corajosamente as(os) aprendizes pesquisaram e montaram seus belos trabalhos e põem “em xeque” os valores que nos cercam. E esfregam na cara de todos(as) os preconceitos e os medos de uma sociedade emocionalmente doente. 

"E hoje, quando quase não temos tempo para pensar, consumidos pela altíssima velocidade das redes sociais e ante à fragilidade das relações, eis que a arte cumpre o seu papel,  com críticas  honestas e construtivas!”, afirmou Flávio Ferreira.

Para a professora e reitora da Unemat – Universidade de Mato Grosso, Ana Maria Di Renzo, hoje, pode-se dizer com entusiasmo que a Unemat é parceira na realização do projeto que viabiliza a MT Escola de Teatro, que é um desafio de ambientalizar a arte, por meio do teatro, como condição de cidadania em um país que muito pouco a reconhece como tal. 

"Neste sentido, temos a honra de reafirmar nosso compromisso com o Curso Superior de Tecnologia em Teatro, tendo como parceiros a SEC, o Cena Onze e a ADAAP; a UNEMAT tem a missão de acompanhar efetivamente o projeto pedagógico do Curso, e, certamente, de tantos outros que nosso sonho der conta tornar realidade”, acrescenta Ana Maria.

teat

Os aprendizes do Núcleo 2 vão mostrar a performance "Cabaré Ahberração!"

Os espetáculos

Núcleo 1

Performance: Indivíduos

Eu que não conheço outrem, que não sei como ele vive, que não vejo o que lhe fere. Tudo que me falaram, que me mostraram pode ser pura utopia. Fomos violados. Nossos antepassados nos traíram quando esconderam de onde viemos e limparam a nossa pureza. Por que esconderam o que nos pertencem por direito? Nem sei o que é verdade, nem sei o que posso questionar. Fui ao campo e não sei o meu lugar, sinto a diferença e não compreendo o entendimento social da visão exotificada. Aceito mesmo a minha própria pele? Ameríndios são DNAs impregnados em nossos corpos, mas que não sabemos ainda o que fazer com eles. Errei quando não percebi antes? Errei quando não procurei entender? Mas, alto lá! Ainda dá tempo de ver. Entre o diário de campo da indigenista Elis Correia que tem como cerne mais de 30 anos de vivência empírica com povos originários do Brasil e as memórias não reveladas dá ancestralidade de um livro não escrito, o espetáculo propõe uma busca perspicaz ao valor das crenças artísticas e humanas.

Ficha técnica:

DIREÇÃO: Eloá Pimenta e Nariel Iatskiu
DRAMATURGIA: Airton Lacerda e Suelen Alencar
PRODUÇÃO: Daniel Viegas de Oliveira e Elis Correia
ATUAÇÃO: Ariana Carla, Elisa Carvalho, Lucas Vinícius, Marcos Salesse, Suelen Alencar, Rayra Túriel e Danielle Souza
CENÁRIO E FIGURINO: Iara Rezende e Gizele Mesquita
SONOLASTIA: Edilson Gabriel, Lysabeth Reis e Jair Junior
ILUMINAÇÃO: Julio Rocha

Núcleo 2

Performance: Cabaré Ahberração!

Escandalosos. Estranhas. Ambíguos. Desviadas. Os artistas estão prontos, mas o show só pode começar depois que os cidadãos de bem estiverem dormindo. Com seus corpos desviantes, que não querem se adequar às históricas e limitantes imposições de gênero e sexualidade, estes artistas estão prestes a performar, haja o que houver. Pois parados eles não ficam. Quietas elas não gostam. Neste cabaré, a arte também é estratégia de resistência ao poder. Assim são as aberrações: tomam o que querem no berro. Mas não se assuste, pois além de tomar, elas também dão (bem gostosinho!). Portanto, seja bem-vinda, bem-vindo, bem-vindx ao Cabaré AhBerrAção! Aproveite o show que está um c*!

Ficha técnica:

DIREÇÃO: Heloise Godoy e Juliana Graziela
DRAMATURGIA: Talita Figueiredo e Thaily Moraes
PRODUÇÃO: Juciney Fernandes, Lindsey de Sá e Manoel Vieira
ATUAÇÃO: Elton Martins, Geovanne Rodrigues, Juliana Rosa, Jeniffer Reis, André Ferreira, Mariah Ferreira, e Donatello Almeida
CENÁRIO E FIGURINO: Jane Klitzke e Naiane Gonçalves
SONOPLASTIA: Lysabeth Reis
ILUMINAÇÃO: Marcelo Peske

Núcleo 3

Performance: Tomara que caia

No íntimo mais profundo, as roupas caem e os corpos emergem. Quando mergulhamos na vastidão de nossas dores, a explosão é inevitável. No limiar desse “não lugar”, a luz se faz. O que só pode existir trancado dentro do lar rompe. Tomara que caia vem pra alumiar todos os gostos. Todas as inquietações do agênero humano cabem aqui. Drama. Comédia. Tragédia. Farsa. Farra. Performance. Você quer ver?

Ficha técnica:

DIREÇÃO: Maria Clara Bertúlio e Paulo França
DRAMATURGIA: André Mutran e Amanda Müller
PRODUÇÃO: Carol Damasceno e Naiana Leotti
ATUAÇÃO: Claudia Coutinho, Jairo Novaes, Junior Faria, Marcio Campos, Maykon Castrovicky, Nadiny Costa, Patrícia Gibson e Tainara Araújo
CENOGRAFIA E FIGURINO: Giorge Almeida e Kimberly Cristy
SONOPLASTIA: Jair Junior e Edilson Gabriel
ILUMINAÇÃO: Priscila Freitas

SERVIÇO:

O QUE: III Mostra de Cenas da MT Escola de Teatro – Corpos Desviantes
QUANDO: de 13 a 15 de julho, sessões às 19h e 20h30
ONDE: Cine Teatro Cuiabá
QUANTO: Entrada gratuita – retirar os ingressos na bilheteria do teatro 1 hora antes das sessões

(*com assessoria)

teat

A galera do Núcleo 3, que vai encenar a performance "Tomara que caia"

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet