MOSTRA

"O Lobo à Espreita" é Bergman



berg

"O sétimo selo" (1956), filme para maiores de 16 anos, tem sessão na quinta-feira. E reprise no domingo

Começa nesta terça (10) mais uma mostra de cinema no Arsenal. "O Lobo à Espreita" homenageia o centenário do cineasta sueco Ingmar Bergman (1918-2017), exibindo nove filmes dele. 

Bergman influenciou mais do que foi influenciado.  Seu estilo é inconfundível, marcante:  diálogos densos, câmera que penetra rostos e os revelam, em especial os das mulheres.  As atrizes foram suas grandes estrelas, e para elas dedicou personagens extremamente sensíveis e eloquentes.  

A homenagem que o Sesc presta ao incrível artista destaca que ele foi um dos grandes ícones não só do cinema como da cultura mundial do século 20.

TERÇA

"Face a face" (1976), com direção e roteiro de Bergman dá a largada nesta terça. A fotografia é assinada por Sven Nykvist, parceiro do cineasta em várias produções e fotógrafo magistral. 

Traz a doutora Jenny Isaksson (Liv Ullman), uma psiquiatra casada, como personagem central.  Ela e o marido são bem-sucedidos em seus empregos, mas, lenta e dolorosamente, ela passa a ser assombrada por imagens e emoções de seu passado que a levam a uma depressão profunda.

A sessão é 18h30 e a classificação é para maiores de 16 anos.

Também nesta terça, às 20h30, para maiores de 18 anos tem "A hora do lobo" (1968). Direção e roteiro de Ingmar Bergman, fotografia de Sven Nykvist e encabeçam o elenco Max Von Sydow, Erland Josephson, Liv Ullmann, Ingrid Thulin.

Apresenta o pintor Johan e sua esposa grávida, Alma, que se retiram para uma ilha isolada.  Johan é consumido por demônios do passado e por constantes alucinações.  Alma tenta ajudá-lo a manter a sanidade e controlar sua obra.  Mas durante a escuridão entre a noite e o amanhecer, a chamada “hora do lobo”, os medos de Johan podem se concretizar...

berg

"Fanny e Alexander" (1982) será exibido no dia 15

QUARTA

"Morangos silvestres" (1957) é o primeiro filme de quarta-feira (11). Com direito a reprise no sábado, às 20h30. Bergman dirigiu e roteirizou. No elenco, entre outros, Bibi Andersson, Folke Sundquist, Gunnar Björnstrand, Ingrid Thulin, Victor Sjöström.

Isak Borg, um velho professor de medicina, reavalia sua vida enquanto viaja até a cidade da universidade em que se formou para receber um título de doutor Honoris Causa. O Doutor Borg vai com sua estranha nora, Marianne (Ingrid Thulin) e revisita muitos marcos de seu passado, em especial as memórias de sua família e de Sara (Bibi Andersson), sua paixão de juventude.

Este filme é considerado um dos melhores do cineasta. Particularmente, assisti-o já pelo menos quatro vezes e sempre fiquei encantado com o filme, sua narrativa em especial. 

Para maiores de 16 anos. Às 18h30.

A dobradinha Bergman Nykvist também está presente em "Vergonha" (1968), filme que ganha sessão também na quarta (20h30). No elenco Max Von Sydow, Liv Ullmann, Gunnar Björnstrand, dentre outros. Para maiores de 16 anos.

Na história, em meio a uma guerra civil na região báltica, um casal de violinistas que se diz apolítico vive isolado em uma ilha, onde se sustentam com o cultivo e a venda de produtos da terra.  Essa vida alienada acaba quando um grupo de soldados invade a ilha.  A partir desse momento, eles não poderão mais ficar alheios a tudo o que acontece e terão de lidar com as misérias, a destruição e os horrores da guerra.

QUINTA

Outro título de destaque na cinebiografia do sueco é "Persona" (1966). Para maiores de 16 anos, tem exibição às 18h30, na quinta-feira (12). No elenco, entre outros, Bibi Andersson, Gunnar Björnstrand, Jörgen Lindström, Liv Ullmann, Margareta Krook.

Elisabet Vogler (Liv Ullmann) é uma atriz que ficou muda de repente, e seu tratamento acontece em uma pequena vila à beira-mar, sob os cuidados da enfermeira Alma (Bibi Andersson).  As duas passam tempo juntas, com Alma sempre falando sem ter respostas e confiando cada vez mais em Elisabet, contando-lhe seus segredos mais íntimos.  Mas lendo uma carta escrita pela atriz, Alma descobre que é vista como um objeto de estudo.  A relação entre as duas mulheres se torna tensa, mas ajudará a ambas a lidarem com suas identidades e seus problemas psicológicos.

berg

Para maiores de 16 anos, no dia 12, às 18h30, tem exibição "Persona" (1966)

A segunda sessão de quinta (20h30) traz outro clássico de Bergman: "O sétimo selo" (1956). Classificado para maiores de 16 anos, destacam-se no elenco nomes como Anders Ek, Bengt Ekerot, Berto Anderberg, Bibi Anderson, Gunnal Lindblom, Gunnar Björnstrand, Inga Gill, Inga Landgre, Maud Hansson, Max Von Sydow, Nils Pope.

A história se passa no século 14. Depois de dez anos de luta nas cruzadas, o cavaleiro sueco Antonius Block (Max Von Sydow) volta a seu país e o encontra assolado pela peste negra. A Morte (Bengt Ekerot) surge diante do cavaleiro e quer levá-lo consigo. Antonius pede um adiantamento da pena, durante o qual jogará uma partida de xadrez com a morte.

SEXTA

Às 18h30, na sexta-feira (13), tem exibição "Sonata de outono" (1978). Arne Bang-Hansen, Halvar Björk, Ingrid Bergman, Lena Nyman, Liv Ullmann, Marianne Aminoff são os principais nomes do elenco deste filme, para maiores de 16 anos..

Depois de oito anos sem se ver, mãe (Ingrid Bergman) e lha (Liv Ullmann) se reencontram. A mãe é uma famosa concertista que, após a morte do empresário (e namorado), vai passar uma temporada na casa da lha casada com um pastor.  Tudo parecia bem até que uma simples sonata detona alguns rancores do passado, em uma espécie de acerto de contas.  Oscar de Melhor Atriz para Ingrid Bergman e de Melhor Roteiro para Ingmar Bergman.

Fecha a sexta, às 20h30, "Na presença de um palhaço" (1997). Para maiores de 16 anos. O elenco traz Börje Ahlstedt, Marie Richardson, Erland Josephson, Pernilla August, Anita Björk, Peter Stormare.

A história se passa em outubro de 1925. O engenheiro Carl Åkerblom, fervoroso admirador de Schubert, é internado em um hospital psiquiátrico em Uppsala. De seu quarto, ele alimenta o revolucionário projeto de inventar o cinema falado.  Com a ajuda do professor “louco” Osvald Vogler, o diretor Åkerblom improvisa uma história de amor contando os últimos dias de Schubert.

DOMINGO

Domingo (15) tem sessão solitária, a última da mostra. Para maiores de 16 anos, às 18h30, será exibido "Fanny e Alexander" (1982). No elenco, dentre outros, Allan Edwall, Bertil Guve, Erland Josephson, Ewa Froeling, Gunn Walgren, Jan Malmsjoe, Pernilla Allwin.

O garoto Alexander (Bertil Guve) e sua irmã Fanny (Pernilla Allwin) são membros de uma poderosa família de artistas liberais do início do século 20. Depois da morte do pai, os irmãos vão morar com o padrasto e são criados em meio ao rígido puritanismo luterano do bispo Vergerus (Jan Malmsjö). Primeiro filme autobiográfico do diretor Ingmar Bergman. Vencedor de quatro Oscar, incluindo Melhor Filme  Estrangeiro e Melhor Fotografia, em 1984. (*com assessoria)

berg

"A hora do lobo", filme de 1968, para maiores de 18 anos. Nesta terça (10). Terá reprise no dia 14, às 18h30

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet