CINE TEATRO

Sessões grátis ou bem baratinhas



perd

"Tudo perdoado", drama que explora conflitos familiares contemporâneos

Dois filmes têm exibição nesta terça (4) no Cine Teatro. No período vespertino, a animação "Viva - a vida é uma festa" (EUA - 2017), livre para todas as idades. À noite tem o drama "Tudo perdoado" (França/Áustria - 2007), classificado para maiores de 12 anos. Respectivamente, às 15h e 19h30.

Os ingressos custam dois e quatro reais, mas a entreda é gratuita para determinados públicos. Informe-se pelo telefone 2129-3848.

Comecemos pela sessão noturna. Com direção de Mia Hansen-Løve, "Tudo perdoado" traz elenco onde despontam Paul Blain, Marie-Christine Friedrich, Victoire Rousseau e Constance Rousseau. O drama em cartaz não mereceu plenos elogios da crítica especializada, porém, não foi achincalhado. Longe disso.

No site Revista Cinética, Rodrigo de Oliveira registrou a estranheza que lhe causou "num filme que dá a todo tempo a impressão de que nada está acontecendo, tenhamos seqüências bem gráficas do uso de heroína, uma agressão física entre marido e mulher, grandes encontros familiares em que os núcleos dramáticos se multiplicam no interior da imagem". 

O crítico frisou que a diretora, Mia Hansen-Løve, trabalha com matrizes narrativas muito distinguíveis, com uma estrutura que flerta com o clássico, mas todas as ações parecem sofrer de um descolamento primordial de seus executantes tradicionais: o jogo da causa e conseqüência se aplica aos gestos, nunca aos personagens. Estes estão sempre a um passo de escorregar por nossas mãos. 

Na sinopse de "Tudo perdoado", o personagem Victor vive em Viena com a esposa Annette e a filha Pamela. Fugindo do trabalho, Victor passa os dias fora, brinca com a filha e vaga pelo parque. Apaixonada, Annette está confiante que ele se ajeitará. Mas Victor não abandona os maus hábitos e acaba se apaixonando por uma jovem junkie. Onze anos mais tarde, Pamela descobre que o pai vive na mesma cidade e decide vê-lo novamente.

"Tudo perdoado" foi exibido na seção Quinzena dos Diretores do Festival de Cinema de Cannes de 2007 . Ganhou o Prêmio Louis Delluc de Melhor Primeiro Filme. Também foi indicado ao prêmio César de Melhor Longa-Metragem no César Awards de 2008.

vida

"Viva - a vida é uma festa", animação estadunidense

Sessão da tarde

"Viva - a vida é uma festa" tem direção de Lee Unkrich e Adrian Molina. Traz a história de Miguel, um menino de 12 anos que quer muito ser um músico famoso, mas ele precisa lidar com sua família que desaprova seu sonho. Determinado a virar o jogo, ele acaba desencadeando uma série de eventos ligados a um mistério de 100 anos. A aventura, com inspiração no feriado mexicano do Dia dos Mortos, acaba gerando uma extraordinária reunião familiar. (*com informações de vários sites)

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet