CINEMA/ESTREIAS

Dois filmes dos EUA e um brasileiro



cro

"Crô em família", comédia nacional é rebarba de novela

Uma comédia brasileira e dois filmes americanos: um de terror, mas que não é tão pesado; e um de aventura que tem uma pegada mais infanto juvenil. Respectivamente, "Crô em família", "A freira" e "Alfa". De acordo com a crítica, o mais cotado é o filme de terror.

Para maiores de 12 anos, "Crô em família" é a produção nacional que chegou. Tem direção de Cininha de Paula, amparada por Dante Belluti. No elenco, entre outros, Arlete Salles, Breno de Filippo, Fabiana Karla, Marcelo Serrado, Tonico Pereira, João Baldasserini, João Bravo, Julio Braga.

Traz o personagem Crô já famoso, bombado e dono da própria escola de etiqueta e finesse. Ele se vê, no entanto, sozinho e sem família. Carente e vulnerável, acaba ficando à mercê de supostos parentes. Embarca, então, numa aventura para descobrir a sua verdadeira família. O filme é uma rebarba de novela global. Já viu, né?!

Na Folha de São Paulo o filme recebeu cotação de uma estrela, entre cinco disponíveis. Para a crítica Marina Galeano, "a narrativa manjada é permeada por gírias fora de moda, falas dirigidas à câmera e referências fora do contexto.

freira

"A freira", filme de terror mais divertido que assustador

Cotado com 3,5 estrelas, entre 5, pelo site Cinepop, "A freira" tem classificação para maiores de 14 anos. A direção é de Corin Hardy, à frente de um elenco onde estão Demian Bichir, Ani Sava, Taissa Farmiga, August Maturo, Boiangiu Alma, Bonnie Aarons, entre outros.

Na história,quando uma jovem freira de uma abadia reclusa da Romênia tira a própria vida, um padre com um passado assombrado e uma noviça prestes a fazer seus votos finais são enviados pelo Vaticano para investigar. Juntos descobrem o segredo profano da ordem. Arriscando não só suas vidas, mas sua fé e suas próprias almas, eles confrontam uma força malévola na forma de uma freira demoníaca, conforme a abadia se torna um terrível campo de batalha entre os vivos e os amaldiçoados.

"É muito mais divertido que assustador, um conto cheio de reviravoltas que vai te instigar a saber como é o final e como o demônio Valak fugiu do inferno, além de ter deliciosos easter eggs dos outros filmes da franquia". Um recorte do que escreveu Rento Marafon no Cinepop. Pra quem não sabe, a tradução de easter eggs pode ser "segredos de caráter humorístico".

alfa

"Alfa": boas qualidades estéticas, mas poucas surpresas

"Alfa" tem classificação para maiores de 10 anos. Foi cotado com 2,5 estrelas, entre 5, no site Observatório do Cinema. 

"O filme de Albert Hughes possui inegáveis qualidades estéticas e acerte ao fugir da cacofonia visual tão frequente nos blockbusters americanos, adotando o pensamento de que 'menos é mais', mas faltam ameaças e surpresas à jornada por este mundo distante e selvagem", escreveu no site Caio Lopes.

 No elenco estão, entre outros, nomes como Blake Point, Jens Hultén, Jóhannes Haukur Jóhannesson, Kodi Smit-McPhee, Kyle Glenn Sutherland, Leonor Varela, Louis Lay, Marcin Kowalczyk, Mercedes de la Zerda; sob a direção de Albert Hughes.

A história se passa no continente europeu há 20 mil anos. Enquanto participa de sua primeira caçada, um rito de passagem para o grupo de elite de sua tribo, um jovem é ferido e deixado para morrer. Ao despertar, ferido e sozinho, ele precisa encontrar meios de sobreviver e se guiar pela natureza dura e implacável. E quando ele relutantemente domina um lobo selvagem que foi abandonado por seu bando, os dois aprendem a confiar um no outro e se tornam aliados improváveis, enfrentando perigos incontáveis e superando todos os desafios para poderem voltar para suas casas antes que um inverno mortal se instale. (*com informação de vários sites)

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet