FLIPOC

Pra agitar a cidade pantaneira



flip

Espetáculo "Ledores no Breu", com Cia do Tijolo (SP): uma reflexão sobre o analfabetismo

A partir de quarta-feira (7), até o sábado, Poconé, a pacata cidade pantaneira vai ser vitimada por uma intensa invasão cultural. Artistas de Mato Grosso e de vários estados brasileiros vão protagonizar inúmeras atividades, tendo como foco principal a literatura, mas o evento também traz o conceito de artes integradas.

É a 1ª Festa Literária de Poconé - Flipoc, que está chegando. Bem vinda seja, e que se repita por muitos e muitos anos. A iniciativa é do Sesc Poconé. O tyrannus vai participar de uma das mesas e, claro, faremos um registro dessa agitação toda.

07/11 - QUARTA-FEIRA

Abertura com a Orquestra Ciranda Mundo – Instituto Ciranda
Sinopse: A Orquestra Ciranda Mundo abre a programação da 1ª Festa Literária de Poconé – FLIPOC, com mais uma emocionante apresentação.
Horário: 19h Local: Salão Social – Sesc Poconé
Vagas: 150 Faixa-etária: Livre

08/11 – QUINTA-FEIRA

Vagões Poéticos: “Poema de Manoel de Barros”, com Maurício Ricardo (MT)
Sinopse: A intervenção itinerante convida adultos, jovens e crianças a mergulharem nas obras de Manoel de Barros, embalados pelo ator e narrador de histórias Maurício Ricardo, com a intenção de provocar no público a mesma sensação de ler as poesias do autor, que brinca com a linguagem e tem uma forma própria de descrever.
Horário: 7h às 10h e das 14h às 15h Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre

Mediação de Leitura: Pantanimais, com Alicce Oliveira (MT)
Sinopse: A narradora de histórias Alicce Oliveira convida os participantes a apreciarem uma leitura literária diferente e para Interagir com o livro “PANTANIMAIS” e seus poemas de forma prazerosa e lúdica.
Sobre o livro: É um livro de poemas sobre os animais do Pantanal, maior planície inundável do planeta, com riquíssima biodiversidade, 
Horário: 8h às 9h Local: Biblioteca Manoel de Barros
Vagas: 20 Faixa-etária: 10 a 12 anos

Oficina Ilusideias, com Léo Davi (MT)
Sinopse: Ficou animado com a leitura do PANTANIMAIS?! Então aproveite e aprenda também a desenhar os bichos do livro, com as técnicas iniciais de desenho, perspectivas e composição de artes visuais.
Horário: 9h às 11h Local: Biblioteca Manoel de Barros
Vagas: 20 Faixa-etária: 10 a 12 anos

Mini curso “A literatura no livro didático: práticas e usos no processo de formação de leitores”, com Paulo Sésar Pimentel (MT)
Sinopse: O mini curso concentra-se na problematização e no entendimento do livro didático de linguagens, que chega as salas de aulas das escolas como eficaz instrumento auxiliando no ensino/aprendizagem da língua portuguesa e da sua literatura.
Vagas: 30
Horário: 8h às 11h Local: Sala de Cursos – Sesc Poconé
Público-alvo: Professores do Ensino Médio
Inscrições: 65 9 9648-2239

Café Literário – O propósito das águas: A paisagem pantaneira, como elemento da escrita literária.
Mediadora: Carla Pimentel (DF)
Debatedores: Firmino José e Dito Pinto (MT)
Sinopse: O universo pantaneiro provoca diversas poéticas acerca do seu território, sendo berço dos saberes populares. Neste encontro a pesquisadora Carla Águas dialogará com dois mestres cururueiros sobre como o ambiente pantaneiro os incentiva a criar.
Vagas: 30 Faixa-etária: 14 anos
Horário: 9h às 11h Local: Casa Laranja

flip

O Grupo Sensus (SP) mostra sua intervenção "Polvos Poéticos"

Show “Percha”, com Circo no Asfalto (SP)
Sinopse: Em cena, velhos números circenses começam a voltar à praça. É o caso da percha, um mastro sustentado por uma pessoa enquanto a outra sobe até seu topo e ali apresenta sua destreza. Para realizá-la, os artistas Douglas Marinho e Fran Marinho criaram os divertidos personagens Palhaça Francisquinha e Malabarista Diou. A Cia. Circo do Asfalto recupera essa técnica e, com muito humor, dá nova vida ao circo.
Local: Escola Maria Tereza Conceição de Arruda (Mata Cavalo)
Faixa-etária: Livre
Horário: 9h

Vivência - A poesia como paisagem, com Mariana de Matos (MG)
Sinopse: Poesia decolonial, não tanto levada à estética, mas transformada em crítica à sociedade, ao conservadorismo e a desigualdade social, incorporando à Literatura elementos e representações que subverte aos padrões convencionais para a arte.
Horário: 14h às 18h
Local: Escola Dom Francisco de Aquino Correia (Cangas)
Vagas: 30 Faixa-etária: 16 anos

Oficina de Recitação Poética, com Cida Pedrosa (PE)
Sinopse: A recitação poética estimula a formação do imaginário, do simbólico, da criatividade, do significar o mundo. Através da leitura oral você descobre a sonoridade existente em poemas e poesias, cuidadosamente pensada pelo autor. Além de desenvolver a interpretação através da dramatização.
Horário: 14h às 18h
Local: Escola Nossa Senhora Aparecida (Distrito de Chumbo)
Vagas: 30 Público-alvo: Professores

Vagões Poéticos: Intervenção “Polvos Poéticos”, com Grupo Sensus (SP)
Sinopse: Inspirados na velha brincadeira do telefone sem fio, Polvos Poéticos é uma forma divertida e encantadora de chamar a atenção. Os atores declamam poesias através de conduites, que são ouvidos por seis pessoas em simultâneo. De forma chamativa, porém intimista e silenciosa atingem pessoas de todas as idades e proporcionam uma experiência única e marcante.
Horário: 15h às 17h Local: Trenzinho FLIPOC
Faixa-etária: Livre

Palestra “Pedagogia Antirracista”, com Grupo Malungo (SP)
Sinopse: O coletivo é formado por educadores, historiadores, artistas plásticos e produtores culturais, que já há um tempo organizam ações coletivas para celebrar e se posicionar criticamente aos poucos avanços e aplicação da Lei 10.639/2013, que rege a inclusão no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”.
Horário: 14h Local: Sala de projeção
Vagas: 20 Público-alvo: Professores
Inscrições: 65 9 9648-2239

Café Literário – O local e o universal na poesia brasileira produzida em Mato Grosso
Mediador: Paulo Sésar Pimentel (MT)
Debatedores: Aclyse de Mattos (MT) e Lorenzo Falcão (MT)
Sinopse: Os escritores debatem sobre a produção literária em Mato Grosso, suas inspirações, dificuldades e anseios.
Vagas: 30
Público-alvo: Professores e estudantes de pedagogia interessados.
Horário: 15h às 17h Local: Casa Laranja

Intervenção “Mesa de Thereza”, com Thereza Portes (MG)
Sinopse: A Mesa de Thereza é uma ação desenvolvida pela artista Thereza Portes, em forma de intervenção e aproximação de pessoas que transitam pelo centro de uma cidade, promovendo o diálogo. Uma síntese dessas conversas representadas por palavras, frases ou desenhos, está sendo bordadas há oito anos em uma toalha coletiva, usada para forrar uma grande mesa de café compartilhada na rua com bolos, biscoitos e xícaras variadas.
Horário: 16h Local: Bosque – Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

flip

O Fusca Sebo (MT), com Marília Bonna e Thiago Sinohara: plantão permanente no evento



Bate-papo: O que fazer com o que escrevi?
Mediadores: Caio Ribeiro e Santiago Santos (MT)
Sinopse: Um bate-papo cheio de trocas sobre a experiência de lançar um livro, entre jovens escritores mato-grossenses e escritores não publicados de Poconé.
Livros: Manifesto da Manifesta. Carlini & Caniato. 2018– Caio Ribeiro (MT) e Algazarra, Patuá. 2018 – Santiago Santos (MT)
Horário: 16h
Local: Biblioteca – Sesc Poconé
Faixa-etária: 14 anos

Intervenção “Polvos Poéticos”, com Grupo Sensus (SP)
Sinopse: Inspirados na velha brincadeira do telefone sem fio, Polvos Poéticos é uma forma divertida e encantadora de chamar a atenção. Os atores declamam poesias através de conduites, que são ouvidos por seis pessoas em simultâneo. De forma chamativa, porém intimista e silenciosa atingem pessoas de todas as idades e proporcionam uma experiência única e marcante.
Horário: 17h Local: Bosque –Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Show com lançamento do Livro “Um pé de verso... outro de cantiga”, de Milton Pinheiro (GUAPO)
Sinopse: "Um pé de verso... outro de cantiga" traz crônicas e memórias pantaneiras, em textos bem-humorados que o autor concebeu no melhor jeito nativo. São histórias baseadas em ditos populares, contadas por terceiros e também vivenciadas por ele, ao longo dos seus sessenta e seis anos de vida.
Horário: 17h às 19h30
Faixa-etária: Livre
Local: Bosque –Sesc Poconé

Conferência “O falar poconeano, representatividade, oralidade e Poesia” e apresentação dos grupos populares de Poconé
Sinopse: O falar poconeano é um patrimônio cultural, que mistura a língua dos primeiros moradores desta terra, os índios e o linguajar sertanejo que chegaram à esta terra em busca do ouro, mas que é marcado por diversas fricções linguísticas, que por muitas vezes são reservados ao lugar da ironia e chacota. Essa conferência surge como processo de valorização dos saberes da oralidade pantaneira.
Horário: 19h30 às 20h30
Faixa-etária: Livre
Local: Bosque –Sesc Poconé

Vagões Poéticos: “Cardápio Poético”, com Luiz Renato (MT)
Sinopse: Vestido de garçom, o poeta apresenta-se desfilando um repertório autoral mesclado com poemas de autores consagrados da poesia brasileira e internacional.
Horário: 20h às 21h30 Local: Trenzinho FLIPOC
Faixa-etária: Livre

Cortejo Pantaneiro - Com Coral de Seresteiros de Poconé, Cururueiros, Siriri e Bate Forte (MT)
Sinopse: O cortejo percorrerá o trajeto da Matriz rumo ao Bulixo Pantaneiro com a regência e animação dos artistas locais e da região, de forma a integrar moradores, convidados e participantes da FLIPOC 2018.
Horário: 20h às 21h
Local: Trajeto da Igreja até o Bulixo Pantaneiro de Poconé
Faixa-etária: Livre

Adjoja – Day after no Bulixo Pantaneiro
Sinopse: Adjojar é uma expressão popular da baixada cuiabana que refere-se ao ato de estar junto. Para finalizar as noites literárias todos os participantes estarão adjojados em um bar da cidade que concentra as tradições populares, associadas à contemporaneidade.
Horário: 21h às 00h
Local: Bulixo Pantaneiro
Faixa-etária: 18 anos.

09/11 – SEXTA-FEIRA

Vagões Poéticos: “Na sombra do Baobá tem histórias de perto e de longe”, com Baobá Contadores de Histórias (SP)
Sinopse: O contador te guiará até a sombra do Baobá, passando por histórias que (com) fundem o longe e o perto. Histórias que trazem vozes dos vários mundos falantes da língua portuguesa, recolhidos em Macau, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, Moçambique, Timor e São Tomé e o Príncipe.
Horário: 7h às 10h Local: Trenzinho FLIPOC
Faixa-etária: Livre
Circulação em pontos estratégicos da cidade.

Intervenção “Mesa de Thereza” – Thereza Portes (MG)
Sinopse: A Mesa de Thereza é uma ação desenvolvida pela artista Thereza Portes, em forma de intervenção e aproximação de pessoas que transitam pelo centro de uma cidade, promovendo o diálogo. Uma síntese dessas conversas representadas por palavras, frases ou desenhos, está sendo bordadas há oito anos em uma toalha coletiva, usada para forrar uma grande mesa de café compartilhada na rua com bolos, biscoitos e xícaras variadas.
Horário: 8h às 9h Local: Praça da Matriz – Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Mediação de Leitura: Pantanimais, com Alicce Oliveira (MT)
Sinopse: A narradora de histórias Alicce Oliveira convida os participantes a apreciarem uma leitura literária diferente e para Interagir com o livro “PANTANIMAIS” e seus poemas de forma prazerosa e lúdica.
Sobre o livro: É um livro de poemas sobre os animais do Pantanal, maior planície inundável do planeta, com riquíssima biodiversidade,
Horário: 8h às 9h Local: Biblioteca Manoel de Barros
Vagas: 20 Faixa-etária: 10 a 12 anos

Oficina Ilusideias, com Léo Davi (MT)
Sinopse: Ficou animado com a leitura do PANTANIMAIS?! Então aproveite e aprenda também a desenhar os bichos do livro, com as técnicas iniciais de desenho, perspectivas e composição de artes visuais.
Horário: 9h às 11h Local: Biblioteca Manoel de Barros
Vagas: 20 Faixa-etária: 10 a 12 anos

flip

Cultura dá uma fome lascada... é aí que entra a culinária regional

Mini curso “Escrita Literária para Professores”, com Carla Água (DF)
Sinopse: Carla Águas é pós-doutoranda com o tema de pesquisa “Os saberes das águas”. Um vasto estudos em relação às experiências e saberes das pessoas em relação às águas. Com atividades criativo sensorial, Carla aplicará exercício e dinâmicas de escrita movido pela sensorialidade a partir de imagens e sons.
Horário: 8h às 11h Local: Sala de Cursos – Sesc Poconé
Público-alvo: Professores
Vagas: 30 Inscrições: 65 9 9648-2239

Café Literário – Oralidade, Juventude e Resistência.
Mediadora: Mariana de Matos (MG)
Debatedores: João Henrique Vieira (PI) e Coletivo Malungo (SP)
Sinopse: As dores de quem sofre com as mazelas das periferias ou vivem sob as ditaduras sociais veladas ou escancaradas, tornam-se discursos de protestos em forma de slam, poemas, poesias.
Vagas: 30 Faixa-etária: 13 anos
Horário: 9h às 11h Local: Casa Laranja

Espetáculo “Contos Clássicos em Cordel”, com Susana e Diego Gibran (PE)
Sinopse: Imagina viver a alegria dos contos clássicos da infância? As narrativas dos contos passados de geração em geração ganham novas linguagens em versos metricados e rimados presentes na Literatura de Cordel. Criado a partir da escrita individual de contos clássicos de domínio público da cordelista Susana Morais e, posteriormente, condensados numa “Caixinha de Cordeis” com artes do grande e premiado ilustrador pernambucano Jô Oliveira, surge o espetáculo “Contos Clássicos em Cordel”.
Horário: 9h
Local: Biblioteca Municipal de Poconé
Faixa-etária: Livre

Show “Quem quer brincar comigo? Canções Histórias e Brinquedos Cantados” com Tino Freitas (DF).
Sinopse: A apresentação é um mix de histórias, músicas e brinquedos cantados que encanta o público de qualquer idade, pois remete à infância livre de preconceitos, cheia de fantasias e rica em peraltices. No repertório, músicas tradicionais como Minhoca (domínio público) e do artista, Canto um conto.
Horário: 13h30
Faixa-etária: Livre
Local: Bosque - Sesc Poconé

Vivência - A poesia como paisagem, com Mariana de Matos (MG)
Sinopse: Poesia decolonial, não tanto levada à estética, mas transformada em crítica à sociedade, ao conservadorismo e a desigualdade social, incorporando à Literatura elementos e representações que subverte aos padrões convencionais para a arte.
Horário: 14h às 18h
Local: Escola Dom Francisco de Aquino Correia (Cangas)
Vagas: 30 Faixa-etária: 16 anos

Oficina de Recitação Poética, com Cida Pedrosa (PE)
Sinopse: A recitação poética estimula a formação do imaginário, do simbólico, da criatividade, do significar o mundo. Através da leitura oral você descobre a sonoridade existente em poemas e poesias, cuidadosamente pensada pelo autor. Além de desenvolver a interpretação através da dramatização.
Horário: 14h às 18h
Local: Escola Nossa Senhora Aparecida (Distrito de Chumbo)
Vagas: 30 Público-alvo: Professores
Inscrições: 65 9 9648-2239

Oficina Fotográfica, Olhar Étnico Racial, com Coletivo Malungo (SP)
Sinopse: Autoimagem e reconhecimento ancestral. Encontro que traz a importância do olhar que temos sobre a nossa imagem. Didática criada pelo coletivo para fomentar reflexões sobre a ancestralidade.
Horário: 14h às 18h Local: Sala de Cursos – SESC Poconé
Vagas: 20 Publico-alvo: Professores
Inscrições: 65 9 9648-2239

Vagões Poéticos: Intervenção Polvos Poéticos – Grupo Sensus (SP)
Sinopse: Inspirados na velha brincadeira do telefone sem fio, Polvos Poéticos é uma forma divertida e encantadora de chamar a atenção. Os atores declamam poesias através de conduites, que são ouvidos por seis pessoas em simultâneo. De forma chamativa, porém intimista e silenciosa atingem pessoas de todas as idades e proporcionam uma experiência única e marcante.
Horário: 14h às 16h Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre

Mini curso “A mediação da Leitura como Instrumento de Formação de Leitor”, com Tino Freitas (DF)
Sinopse: Quando a criança não tem sua relação com a leitura estreitada pela família ou pela escola, há ainda a possibilidade de que encontre na comunidade o incentivo ao prazer em ler. Essa oficina apresenta a experiência do projeto Roedores de Livros, que desde 2006, promove ações de incentivo à leitura junto à crianças no entorno de Brasília. Além disso, serão ampliados temas como: O que é Mediação de Leitura? O que é preciso para que essa experiência ajude a formar um leitor? Quais as características que fazem um livro ser melhor que um outro para uma mediação em grupo? Ao final, uma sessão de mediação de histórias e um momento para a “degustação” dos livros apresentados durante a oficina.
Horário: 15h30
Local: Cinema - Sesc Poconé
Vagas: 20 Público-Alvo: Professores

Vagões Poéticos: Na sombra do Baobá tem histórias de perto e de longe – Baobá Contadores de Histórias (SP)
Sinopse: O contador te guiará até a sombra do Baobá, passando por histórias que (com) fundem o longe e o perto. Histórias que trazem vozes dos vários mundos falantes da língua portuguesa, recolhidos em Macau, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, Moçambique, Timor e São Tomé e o Príncipe.
Horário: 16h às 18h Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre

Papo Letrado com alunos do 6º Ano sobre o livro “As aventuras de Angelina e o Bruxo do sofrimento”, com a autora-mirim Niara Terena.
Mediadora: Júlia Helena (MT)
Sobre o Livro: O livro narra a aventura da menina Angelina contra uma criatura maldosa, o bruxo do sofrimento. A missão de Angelina é não se deixar ludibriar pelo bruxo e retornar para a casa dos pais.
Horário: 15h às 17h
Local: Sala do 6º Ano Escola Sesc Pantanal.
Público-alvo: Alunos do 6º Ano

Café Literário – O dito e o não dito na Literatura Infantil.
Mediadora: Marta Cocco (MT)
Debatedores: Márcia Evelim (PI) e Janaína Leslão (SP)
Sinopse: Este café propõe o diálogo acerca da literatura infantil, debatendo sobre o que é permitido ou não ser dito no universo lúdico.
Vagas: 30
Público-alvo: Professores e estudantes de pedagogia interessados.
Horário: 15h às 17h Local: Casa Laranja

Espetáculo “Ledores no Breu”, com Cia do Tijolo (SP)
Sinopse: O espetáculo pretende ser uma reflexão sobre as consequências do analfabetismo e, principalmente, do analfabetismo funcional. A partir de textos de Paulo Feire, Lêdo Ivo, Zé da Luz, Patativa do Assaré, Luiz Fernando Veríssimo, Frei Betto, canções de Cartola, Jackson do Pandeiro e Chico César, figuras se cruzam, histórias se embaraçam e tecem as trajetórias dessas vítimas do crime de não saber ler.
Horário: 18h
Local: Salão Social - Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

flip

A atividade Vagões Poéticos recebe o grupo Baobá Contadores de Histórias (SP)

Espetáculo “Contos Clássicos em Cordel”, com Susana e Diego Gibran (PE)
Sinopse: Imagina viver a alegria dos contos clássicos da infância? As narrativas dos contos passados de geração em geração ganham novas linguagens em versos metricados e rimados presentes na Literatura de Cordel. Criado a partir da escrita individual de contos clássicos de domínio público da cordelista Susana Morais e, posteriormente, condensados numa “Caixinha de Cordeis” com artes do grande e premiado ilustrador pernambucano Jô Oliveira, surge o espetáculo “Contos Clássicos em Cordel”.
Horário: 19h
Local: Bosque - Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Vagões Poéticos: Cardápio Poético, com Luiz Renato (MT)
Sinopse: Vestido de garçom, o poeta apresenta-se desfilando um repertório autoral mesclado com poemas de autores consagrados da poesia brasileira e internacional.
Horário: 20h às 21h30 Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre

Cortejo Pantaneiro, com Coral de Seresteiros de Poconé, Cururueiros, Siriri, Mascarados, Maracatu de Baque Virado Buriti Nagô e Bate Forte (MT)
Sinopse: O cortejo percorrerá o trajeto da Matriz rumo ao Bulixo Pantaneiro com a regência e animação dos artistas locais e da região, de forma a integrar moradores, convidados e participantes da FLIPOC 2018.
Horário: 20h às 21h
Local: Trajeto da Igreja até o Bulixo Pantaneiro de Poconé
Faixa-etária: Livre

Adjoja – Day after no Bulixo Pantaneiro
Sinopse: Adjojar é uma expressão popular da baixada cuiabana que refere-se ao ato de estar junto. Para finalizar as noites literárias todos os participantes estarão adjojados em um bar da cidade que concentra as tradições populares, associadas à contemporaneidade.
Horário: 22h às 00h
Local: Bulixo Pantaneiro
Faixa-etária: 18 anos

10/11 – SÁBADO

Vagões Poéticos: “Na sombra do Baobá tem histórias de perto e de longe”, com Baobá Contadores de Histórias (SP)
Sinopse: O contador te guiará até a sombra do Baobá, passando por histórias que (com) fundem o longe e o perto. Histórias que trazem vozes dos vários mundos falantes da língua portuguesa, recolhidos em Macau, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, Moçambique, Timor e São Tomé e o Príncipe.
Horário: 7h às 10h Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre

Mediação de Leitura: Pantanimais, com Alicce Oliveira (MT)
Sinopse A narradora de histórias Alicce Oliveira convida os participantes a apreciarem uma leitura literária diferente e para Interagir com o livro “PANTANIMAIS” e seus poemas de forma prazerosa e lúdica.
Sobre o livro: É um livro de poemas sobre os animais do Pantanal, maior planície inundável do planeta, com riquíssima biodiversidade,
Horário: 8h às 9h Local: Biblioteca Manoel de Barros
Vagas: 20 Faixa-etária: 10 a 12 anos

Oficina Ilusideias, com Léo Davi (MT)
Sinopse: Ficou animado com a leitura do PANTANIMAIS?! Então aproveite e aprenda também a desenhar os bichos do livro, com as técnicas iniciais de desenho, perspectivas e composição de artes visuais.
Horário: 9h às 11h Local: Biblioteca Manoel de Barros
Vagas: 20 Faixa-etária: 10 a 12 anos

Mini curso “Questões étnicas na Literatura Infantil”
Facilitador: Sheila Dias (MT)
Sinopse: Este minicurso tem como objetivo trazer à discussão obras da literatura infantil e juvenil cuja temática tratem de aspectos culturais e históricos brasileiros e africanos. Essas obras contribuem para a construção afirmativa da identidade racial no Brasil.
Vagas: 20
Público-alvo: Professores
Horário: 14h às 18h Local: Biblioteca Manoel de Barros

Café Literário – Sobre Mulheres.
Mediadora: Marta Cocco (MT)
Debatedores: Cida Pedrosa (PE) e Soe Sales (MT)
Sinopse: A partir de suas próprias vivências, introduzindo a literatura como uma conversa íntima que possa servir de instrumento para discutir o feminismo e promover, na armação das vozes femininas, um diálogo profundo e formativo.
Vagas: 20 Faixa-etária: 15 anos
Horário: 9h às 11h Local: Casa Laranja

flip

Aclyse Mattos (MT) participa da mesa "O local e o universal na poesia brasileira produzida em Mato Grosso"

Vagões Poéticos: “Poema de Manoel de Barros”, com Maurício Ricardo (MT)
Sinopse: A apresentação convida adultos, jovens e crianças a mergulharem nas obras de Manoel de Barros, embalados pelo ator e narrador de histórias Maurício Ricardo, com a intenção de provocar no público a mesma sensação de ler as poesias do autos, que brinca com a linguagem e tem uma forma própria de descrever.
Horário: 14h às 16h Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre
Circulação em pontos estratégicos da cidade.

Vagões Poéticos: Intervenção “Polvos Poéticos”, com Grupo Sensus (SP)
Sinopse: Inspirados na velha brincadeira do telefone sem fio, Polvos Poéticos é uma forma divertida e encantadora de chamar a atenção. Os atores declamam poesias através de conduites, que são ouvidos por seis pessoas em simultâneo. De forma chamativa, porém intimista e silenciosa atingem pessoas de todas as idades e proporcionam uma experiência única e marcante.
Horário: 16h às 18h Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre
Circulação em pontos estratégicos da cidade.

Café Literário
Debatedores: Tiganá (BA) e Soe Sales (MT)
Sinopse: Os convidados falarão sobre as questões raciais e os aspectos da cultura afro-brasileira.  Tiganá é músico nascido em Salvador/BA, tem a carreira artística bastante diferenciada e de grande relevância para a cultura afrobrasileira. Formado em Filosofia, o artista foi o primeiro compositor brasileiro a apresentar canções em línguas africanas, como compositor, num disco. Soe Sales é professora da rede pública de ensino. Ativista, sindicalista, militantes dos movimentos sociais, participa do Movimento Mulheres Negras. É mestranda em Ensino, pelo PPgen, pesquisa sobre Juventude Quilombola, na comunidade quilombola no município de Poconé.
Vagas: 30 Faixa-etária: 14 anos
Horário: 15h às 17h Local: Quilombo Tanque do Padre

Mini curso “A voz do silêncio: a expressão do processo criativo em Libras”, com Luara Conrado (MT)
Sinopse: O curso tem como objetivo oferecer subsídio educacional sobre Produção Criativa em LIBRAS e Estratégias de abordagem para produção criativa com alunos surdos. Luara Conrado é historiadora, mestra em Estudos de Cultura Contemporânea e professora de Língua de Sinais.
Vagas: 20
Faixa-etária: Livre
Horário: 15h às 17h
Local: Cinema – Sesc Poconé

PalhaSábados – Espetáculo “Genuína”, Circo do Asfalto (SP)
Sinopse: O espetáculo Genuína apresenta Francisquinha, uma mulher comum, que carrega nas costas o peso de ser quem é. Sua história, que também é de muitas outras, é um recorte da nossa sociedade que ninguém quer lembrar e finge esquecer. Sua trágica sina é levada com muita leveza e humor, e provoca, através do riso, a reflexão do público.
Horário: 16h
Local: Bosque - Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Batalha de Breaking dance, com Pocobreaking (MT)
Sinopse: O estilo de dança de rua, criada por afro-americanos e latinos na década de 1970, agita a programação da FLIPOC. As batalhas são encontros de desafios técnicos, e a vitória é decidida por um jurado.
Horário: 18h
Local: Bosque – Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

flipoc

Caio Ribeiro emplaca jovialidade literária à festa pantaneira das letras

Sarau Poético Perfomático, com Cida Pedrosa (PE), Mariana de Matos (MG), João Henrique Vieira (PI), Luara Conrado (MT) e participantes das oficinas de Slam e recitação. (MT)
Sinopse: Uma apresentação artística com diferentes autores e estilos, explorando a capacidade de olhar a essência do texto poético e valorizando a arte literária e outras manifestações culturais a ela associada.
Horário: 19h às 20h Local: Bosque – Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Vagões Poéticos “Cardápio Poético”, com Luiz Renato (MT)
Sinopse: Vestido de garçom, o poeta apresenta-se desfilando um repertório autoral mesclado com poemas de autores consagrados da poesia brasileira e internacional.
Horário: 20h às 21h30 Local: Trenzinho FLIPOC
Vagas: 60 Faixa-etária: Livre

Cortejo Pantaneiro, com Coral de seresteiros de Poconé, Cururueiros, Siriri e Bate Forte (MT)
Sinopse: O cortejo percorrerá o trajeto da Matriz rumo ao Bulixo Pantaneiro com a regência e animação dos artistas locais e da região, de forma a integrar moradores, convidados e participantes da FLIPOC 2018.
Horário: 20h às 21h
Local: Trajeto da Igreja até o Bulixo Pantaneiro de Poconé
Faixa-etária: Livre

Adjoja – Day after no Bulixo Pantaneiro
Sinopse: Adjojar é uma expressão popular da baixada cuiabana que refere-se ao ato de estar junto. Para finalizar as noites literárias todos os participantes estarão adjojados em um bar da cidade que concentra as tradições populares, associadas à contemporaneidade.
Horário: 22h às 00h
Local: Bulixo Pantaneiro
Faixa-etária: 18 anos

08 A 10/11 – AÇÕES PERMANENTES

Sesc Geek na FLIPOC – Mesa de RPG, com Renan Piva Moraes
Sinopse: Com 15 anos de experiência com R.P.G. e 9 anos mestrando em 2012 Renan criou com Leonardo Sena o evento T.M.C.B.J.(Todo Mundo Cala a Boca e Joga) evento de R.P.G. em Cuiabá MT e vem para o Sesc realizar a Mesa de RPG, na FLIPOC.
Horário: 9h às 22h
Local: Lanchonete – Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Exposição de Artesanato e Culinária
Horário: 9h às 22h
Local: Bosque – Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Fusca Sebo, com Marília Bonna e Thiago Sinohara (MT)
Sinopse: Um charmoso Fusca, de 1969, carregado de livros, vinis, uma vitrola. Um sebo itinerante cuja proposta é levar arte para muitos lugares, circulará as ruas de Poconé.
Horário: 9h às 22h
Local: Itinerância
Faixa-etária: Livre

Escambo Literário
Sinopse: O Escambo acontece para fomentar a leitura, e quem sabe até criar novos grupos de leituras. Para participar basta trazer seu livro, revista, gibi usado e trocar com outro participante.
Horário: 9h às 22h
Local: Hall do Sesc Poconé
Faixa-etária: Livre

Intervenções Pedras do Caminho, com Cristina Maria (MT)
Sinopse: Pedras pintadas à mão espalhadas em diversos pontos de Poconé, onde poderão ser encontradas, tocadas, recolhidas, ou movidas para outros espaços. Sem qualquer pretensão, a propositora da ação, Cristina Silva, apenas deseja despertar a curiosidade ou atenção das pessoas que por um instante olham para baixo e encontram estas pedras “divertidas” 
Local: Itinerante

Cidade Refletida (projeções mapeadas), com Juliana Segóvia (MT)
Sinopse: Durante a Festa Literária luzes e cores ocuparão a fachada do prédio histórico do Cartório do 1º Ofício de Poconé, a projeção mapeada dará destaque aos registros poéticos dos fotógrafos Henrique Santian, Ahmad Jaha e Bruna Obadowski, tiradas de moradores patrimônios livres da cidade.
Horário: 18h às 23h Local: Cartório de Poconé

(*com assessoria)


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet