COLETIVO CUIABANO

Com a zine "Ser Dentro do Ser"



zine

 

Publicar literatura através de ações alternativas. Fora dos padrões comuns que têm movido o mercado editorial em MT e no Brasil. Sim, dá certo. É só planejar e "mandar bala", mas nada a ver com esse papo de liberar armas de fogo para a população.

O fogo é outro. E o combustível é composto pelas letras. Criado em 2016, o coletivo cuiabano "Coma A Fronteira" acaba de ter sua proposta selecionada para duas mostras que privilegiam a literatura brasileira independente: a 3ª Feira Interativa de Zines e Afins (FIZ) e o 4º Festival de Leitura e Literatura de Bauru (FELELI), eventos interligados que acontecem em Bauru (SP), entre 22 de abril e 1º de maio. 

"Ser Dentro do Ser" é o nome da zine  selecionada para os eventos. É uma criação de Marcella Gaioto (poeta e acadêmica de letras), Caio Ribeiro (escritor e ator) e Pedro Duarte (fotógrafo e acadêmico de Biologia); os atuais membros do coletivo. Um trio com pouca idade, mas com arrojo e competência para enfrentar e se desviar da crise editorial que vem incomodando gigantes desse mercado.

Zine

Zine ou fanzine é um termo que definiu, nos anos 1940, autopublicações alternativas de caráter libertário e experimental, que foi catalogada, em 1949, pelo Oxford English Dictionary. 

Esse tipo de publicação costuma ter tiragens inferiores a mil exemplares, ou até bem menos.  Entre as várias intenções que caracterizam o produto, estão o surgimento de uma identidade e a necessidade de compartilhar um nicho de habilidade ou arte, ou simplesmente desenvolver uma história, sem a mera preocupação de buscar lucro.

zine

Os autores: Pedro Duarte (fotógrafo e acadêmico de Biologia), Caio Ribeiro (escritor e ator) e Marcella Gaioto (poeta e acadêmica de letras)

Ser Dentro do Ser 

Depois da seleção nos festivais, o coletivo pretende conquistar parcerias que culminem com  uma maior distribuição da obra. A ideia, por enquanto, é cobrar um valor simbólico pela publicação, algo entre R$ 5 e R$ 7. Mas, enquanto as parcerias não são firmadas, os interessados em adquirir a zine podem entrar em contato direto com os autores, o que pode ser feito por meio do telefone (65) 99668-7299.

O Coma a Fronteira vem atuando através de artes híbridas e intervenções urbanas, utilizando o espaço público e a cidade como laboratório criativo. Com uma pegada auotoral e independente, além da zine, o coletivo já fez trabalhos com lambe-lambes e intervenções performáticas. (*com assessoria)

zine

 

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet