LITERATURAS

As mais acessadas em 2019



tyra

As duas fotos aqui publicadas são de autoria da querida amiga Valéria del Cueto, colaboradora das antigas deste site. Ela clicou um tyrannus melancholicus, passarinho bonito e esperto...

Bairrismo, vamos combinar, não é algo assim maravilhoso. Mas acontece. O importante é não forçar a barra e ser honesto para consigo mesmo e, principalmente, para com os outros. Os outros, que eu falo, é esse povo de fora. Essa gente que não mora em nosso bairro, em nossa cidade, nosso estado e nosso país.

Depois dessa introdução, vamos ao verdadeiro teor do que você lê. Trata-se do levantamento dos acessos do tyrannus. Especificamente, nas editorias de literatura (crônicas e poesia). 

Com o intuito de levantar os três textos em prosa e verso (literaturas) mais lidos entre os meses de janeiro e fevereiro, eis que me deparo com três autores nascidos, radicados, adotados ou seja lá o que for, em relação a Cuiabá. Ou Mato Grosso. E eis aqui o terrível bairrismo.

Voltemos, agora, ao surgimento do famoso site passarinho - o tyrannus. Pintou em 2010 como blog, para reportar uma viagem que fizemos (eu e a saudosa patroa) à Europa. Em 2012 tornou-se site, com pegada cultural, mas também aberto a assuntos como saúde, direitos humanos e educação; temas que têm tudo a ver com a cidadania.

Exclui a política, por ser seguidor de uma frase do pensador francês Jean Baudrillard (1929-2007): "A política é a arte de inserir o mal na ordem natural das coisas". Entendam-me, por favor. Ou me xinguem, se acharem que convém.

E a literatura, minha praia favorita nas artes, tem sido o norte do tyrannus. Escrever e ler, não sei bem ao que nos leva, mas, mesmo assim, a ideia de criar o site partiu do meu interesse retilíneo em socar literatura na cabeça dos outros. Um propósito aqui explicitado sem nenhum pudor, reconheço. Mas, eu diria que está dando certo, já que as editorias voltadas ao tema sempre representaram mais de 30% dos acessos ao site que, nesta hora, já contabiliza mais de quatro milhões de visitas.

Prosas e versos mais lidos em 2019

Comparando as editorias Crônicas e Poesia, a primeira representa cerca de 75% dos acessos. Talvez seja por isso que sempre ouço dizer (uma grande mentira) volta e meia, que a poesia vai acabar um dia. Quá!!!

E confesso não ter certeza nenhuma em torno dos mistérios, e com a exatidão da ciência, que norteiam os acessos neste site. O tyrannus é diferente. Foi criado com uma nominação em latim, de repente, desprezando as regras vigentes de obter visitações massivas, e buscando um caminho rebelde.

E agora vai...

Autores dos textos mais acessados em prosa (crônicas)

Eduardo Mahon (1º lugar, publicado em 11/02)
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/cronicas/11735/a-gente-era-obrigada-a-ser-feliz

Marilza Ribeiro (2º lugar, publicado em 21/01)
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/cronicas/11666/o-grilo-na-palma-da-mao

José Silvério Trevisan (3º lugar, publicado em 09/01)
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/cronicas/11632/brotinho-legal

Autores dos textos mais acessados em verso (poesia)

José Amâncio (1º lugar, publicado em 01/02)
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/poesia/11700/jose-amancio

Edson Falcão (2º lugar, publicado em 07/01)
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/poesia/11624/edson-falcao

Júlio Custódio (3º lugar, publicado em 30/01)
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/poesia/11696/julio-custodio

Finalizando...

Mahon, Marilza e Júlio são pessoas do universo cuiabano que conheço. São amigos. Sendo o tyrannus um site destas plagas, é natural que tenham boa visitação. Edson Falcão, antes que alguém possa desconfiar, não é parente de Lorenzo Falcão (eu mesmo), ou talvez, seja meu parente apenas por parte de deus. José Silvério Trevisan e José Amâncio foram publicados aqui através de critérios vários com os quais sigo tocando o site passarinho.

Só me resta agora agradecer a todos esses autores que vieram parar aqui no site bípede emplumado. E parabenizá-los. Desejo que a literatura continue para sempre presente em suas vidas.

E agora sim, fecho este texto, voltando ao bairrismo, mas através do nacionalismo, lembrando frase que adoro de Gilberto Dimenstein: "O nacionalismo é a prova de que a humanidade não dá certo".  

tyra

... eu disse esperto considerando que o tyrannus é um passarinho que ocorre em praticamente todo o Brasil e está muito longe do risco de extinção. Vive numa boa em ambientes urbanos, desde que encontre árvores para nidificar

 

 


Voltar  
2 Comentário(s).
deve ser porque eu nasci no milênio passado. mas seu comentário vale aúfa de curtidas!
enviada por: lorenzo    Data: 06/03/2019 00:12:27
Depois de ler, fico sempre procurando a opção "curtir"!
enviada por: Maria Conceição de Sant'Ana Barros Escob    Data: 05/03/2019 20:08:36

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet