VIOLINOS

Dois concertos, repertórios distintos



feichas

Leonardo Feichas é instrumentista de raro talento e sua atuação é vária, como recitalista, pesquisador e palestrante

Dois virtuoses brasileiros do violino se apresentam em Cuiabá na quarta-feira (17). Dois concertos distintos, com repertórios bastante diferenciados, ambos no Teatro da UFMT. Leonardo Feichas, a partir das 19h, apresenta-se sozinho e, logo após, Guido Sant’Anna, é solista acompanhado por instrumentistas do projeto "UFMT Com a Corda Toda". 

A entrada é franca e para garantir a sua poltrona a dica é chegar cedo, pois o ingresso está condicionado com a lotação do teatro. A distribuição dos ingressos começa às 18h30. Os dois violinistas, apesar de jovens (Guido tem apenas 13 anos), têm formação erudita, com experiência e reconhecimento internacional.

Feichas e Guido, como é natural a músicos desses quilates, têm currículos quilométricos que registram trajetórias vitoriosas e, pela pouca idade, sabe-se lá o que ainda vão aprontar. Me reservo o direito de não publicar aqui tais currículos, trocando essas informações, por uma espécie de convocação geral ao público cuiabano amante da boa música.

Leonardo vai de Flausino 

Leonardo Feichas abre a noitada dedicada ao violino, executando sozinho um repertório dedicado a Flausino Valle (1894-1954). Flausino foi apelidado por  Villa-Lobos de "Paganini Brasileiro".

Flausino foi um violinista e compositor brasileiro. Era um grande pesquisador de música folclórica brasileira . Foi professor de História da Música no Conservatório Mineiro de Música. Como Paganini , ele compôs um álbum de 26 Prelúdios para violino solo em um estilo de paisagem brasileira.

flausino

Flausino Valle (1894-1954) foi apelidado por Villa-Lobos de "Paganini Brasileiro"

"Um compositor com ideias próprias", definição que cai bem a Flausino. Autodidata e desbravador, ele conheceu perfeitamente o repertório musical de todas as épocas. Dominava com facilidade composições para violino de Bach, Beethoven, Paganini e dos compositores da escola franco-belga. Além de ser advogado, jornalista, poeta, escritor e professor de história da música.

Feichas vem atuando como recitalista e palestrante, divulgando a música brasileira através de repertório que transita entre o erudito, contemporâneo e o popular. Realizou recitais e recitais-palestras em eventos de diversos estados brasileiros e países como Inglaterra, Escócia, Estados Unidos, Colômbia e Perú. 

O violinista também é autor do livro "Da Porteira da Fazenda ao Batuque Mineiro: o Violino Brasileiro de Flausino Valle" (Editora Prismas)

Guido Sant´Anna

Guido sobe ao palco em seguida para desfiar um repertório com peças de músicos como Anton Arensky (1861-1906), Piotr Ilitch Tchaikovsky (1840-1893), Joseph Haydn (1732-1809) e Benjamin Britten (1913-1976). O violinista será acompanhado por um grupo de instrumentistas que integra o "UFMT em Cordas", além do violoncelista David Gardner (UFG).

"Violino Virtuoso" é o nome do concerto onde Guido deve mostrar porque ele foi ele foi o primeiro sul-americano a ser selecionado para participar da competição de violino Menuhin Competition em Genebra, na Suíça, no ano passado. "Essa é uma das mais importantes e concorridas competições de violino do mundo”, afirma a coordenadora do projeto "UFMT em Cordas", professora Rubia Naspolini Yatsugafu.

guido

Guido Sant´Anna tem apenas 13 anos e se destaca como um violinista fenomenal, destacando-se com proezas internacionais

A proeza de Guido em Genebra também foi comentada por Oliver Yatsugafu, exímio violinista e professor da UFMT, grande articulador da música mato-grossense, que também vai estar no palco. "Dentre mais de 300 concorrentes de altíssimo nível, ele foi um dos finalistas e conquistou a sexta colocação na competição, algo fenomenal para ele e para a história do violino no Brasil”, disse Oliver.  

Tanto esta apresentação, como a anterior, “Viva Cuiabá”, e a próxima, do duo Yatsugafu-Ballousier, que será realizada em 30 de abril, que têm a participação do "UFMT em Cordas", promovem uma ideia em comum, denominada "Abril pela paz", um pequeno gesto para grandes reflexões. “Gostaríamos de contribuir para construirmos uma sociedade pacífica. Por este motivo, pensamos em provocar as pessoas para refletirem sobre a violência que assistimos e convivemos cotidianamente em nosso país”, finaliza Rubia Naspolini.

UFMT em Cordas

Com sua formação original como orquestra de cordas, composta por violinos, violas e violoncelos, além da participação de Guido Sant’Anna como solista e do violoncelista David Gardner, neste concerto, o UFMT em Cordas contará com os músicos Oliver Yatsugafu, Jhonni Campos, Hulda Carla, Gleciane Freitas, Allan Jordam (violinos I); Carlos Soares, Carol Kelli, Dayckson Linconl, Ayzam Carlos de Sousa Abreu (violinos II); Fernanda Pavan, Emanuel Erasmo, Diego Monteiro Lopes (violas) e Bárbara Sol (Violoncelo).

Os dois concertos são realizações que envolvem a Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), UFMT Com a Corda Toda, do Departamento de Artes da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA) da UFMT, e Ecco - Estudos de Cultura Contemporânea/UFMT. (*com assessoria)

arensky

Anton Stepanovich Arensky (1861-1906) está no repertório do segundo concerto da noite. Ffoi compositor russo romântico e pianista

 

 

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

  • Em Cartaz:
  • Bate-papos com artistas
  • Dia: 23 de julho
  • Local: Museu de Arte e de Cultura Popular - UFMT
  • Informações: no link
Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet