ALDEIA GUANÁ

De 5 a 14 de setembro, no Arsenal



haru

"Haru - A Primavera do Aprendiz", com o ilusionista Rapha Santacruz e o ator Sóstenes Vidal (PE), será apresentado no dia 14

Com foco nas múltiplas linguagens culturais, e também muita tecnologia, a Aldeia Guaná, que começa nesta quinta (5) e prossegue até o dia 14, vai transformar o Sesc Arsenal em um ponto de encontro do público com artistas de diversas partes do país. Entre eles estão, o Dj e produtor musical Mustafá Babai-Aissa, que traz diretamente do Rio de Janeiro um espetáculo fundado na mistura musical e no improviso.

Mustafá se apresenta durante a abertura da ‘Aldeia Guaná’, nesta quinta (5), às 20h, no jardim do Arsenal. Neste mesmo dia, a programação conta com o show “Variedades da Mesma Coisa”, com a Palhaça Rubra (SP), e uma apresentação literária intitulada “Tecnohistórigias”, da atriz e diretora mato-grossense Juliana Graziela, já noticiada aqui o tyrannus.

Já nas artes visuais, o Grupo VJ Suave (SP) chega a Cuiabá com a instalação em realidade virtual “Floresta Encantada”. O projeto propõe conectar o público com as energias visíveis e invisíveis da natureza, tudo por meio de um óculos especial que torna a experiência virtual ainda mais próxima da realidade. Com isso, o participante pode aproveitar a instalação entre os dias 10 a 13 de setembro, das 14h às 21h, sem a necessidade de retirada de ingresso.

É válido ressaltar que toda programação do evento é gratuita e aberta ao público geral, com restrições apenas nas classificações indicativas de cada ação.

CINEMA MATO-GROSSENSE NA GUANÁ

Com a estreia do filme “A Batalha de Shangri-Lá” (MT), dos diretores Severino Neto e Rafael de Carvalho, a sala de cinema da unidade vai abrir espaço para os amantes da sétima arte apreciarem a obra recém finalizada dos diretores mato-grossenses.

Filmado em Cuiabá, a produção conta a história de João, que busca sua mãe biológica que o abandonou há quase 40 anos. Além da exibição, os diretores Severino Neto, Rafael de Carvalho, e os convidados Marcelo Biss e Bárvara Varela, vão propor um bate-papo sobre pós-produção e finalização de produtos audiovisuais, tendo o filme recém-lançado como pano de fundo.

joão freitas

mergulho

"Mergulho - Experiência Teatral para Crianças", montagem do Eranos - Círculo de Arte (SC), vai à cena no sábado (7)

BANDA MAIS BONITA DA CIDADE

Com 10 anos de carreira e três discos gravados, além de um EP e um DVD, a “Banda Mais Bonita da Cidade” carrega atualmente um grande número de fãs, somando meio milhão de seguidores no facebook e 40 milhões de visualizações no canal oficial do YouTube.

Mesmo com as primeiras experimentações musicais em 2009, a banda ficou nacionalmente conhecida apenas em 2011, quando lançou o vídeo da música “Oração”, maior sucesso do grupo.

Dessa forma, a Banda Mais Bonita da Cidade apresenta um show marcado pela celebração e afeto no dia 14 de setembro, às 20h, no jardim do Sesc Arsenal.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

DIA 05

“Tecnohistórigias” com Juliana Graziela (MT) mistura histórias com elementos da tecnologia. Confira os detalhes em ( http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/noticias/12410/encenaa-a-o-com-apoios-tecnola-gicos ) . Às 18h, no jardim, livre para todas as idades.

“Show de Variedades da Mesma Coisa” (SP) com Palhaça Rubra (Lu Lopes), Pelanca (Alvaro Lages) e Gastão (Danilo Dal Fara). O espetáculo integra diferentes gerações trabalhando a dupla dinâmica: humor e criatividade. A potência do improviso e da interatividade, conecta o público com a experiência da presença cênica e da co-criação. Aqui o público participa sempre com o suporte afetivo da Palhaça Rubra. A linguagem que chamamos de alta tecnologia humana (união da palhaçaria, música e improviso) geram autonomia criativa, inspirando a família a estender a atmosfera lúdica até em casa. Às 19h, no jardim, livre para todas as idades.

gal oppido

rubra

Nesta quinta (5) tem a apresentação do show "Variedades da Mesma Coisa" (SP), com Palhaça Rubra, Pelanca e Gastão

O show "Mustafá do Brasil"  nasceu em Paris em 1970 e começou sua carreira nos anos 80 tocando Funk, Soul e Acid Jazz nas casas noturnas parisienses. Mudou-se para Londres em 1994 onde descobriu a cena House e Garage. Volta a Paris em 1997, tornou-se residente no Impala Lounge, Cafe Costes e Eurosport Café. Mudou-se para o Brasil em 2001, quando gravou o disco “Mustafá – De Paris ao Vidigal”, misturando música brasileira com 2 Step, House, Drum n Bass, Breakbeat, R’n’B. Suas músicas entraram na programação de varias grandes emissoras brasileiras (MPB FM no Rio de Janeiro, 97 FM em São Paulo, Radio Itapema em Florianópolis…). Mustafá apresentou-se como DJ em vários países (Inglaterra, Dubai, Bahrain, Estados Unidos, Canada, Hungria, Sérvia, Letônia, França, Espanha, Alemanha, China, Japão, entre outros. Atualmente reside no Rio de Janeiro, onde desenvolve projetos como o “Vinil do Mustafá” envolvendo a performance de diversos músicos junto a sua performance de composição ao vivo.” Apresenta-se às 20h, com show livre para todas as idades.

DIA 6

O show “Gramophone 2000”, com Palhaça Rubra (Lu Lopes), mistura música e improviso de uma forma totalmente interativa. Com um cenário formado por objetos antigos e contemporâneos, a peça busca despertar a curiosidade do público trazendo no repertório sons de discos de vinil amplificados pelo gramophone. Assuntos tecnológicos e também do cotidiano surgem em um roteiro improvisado, fazendo uma brincadeira bem-humorada sobre o mundo atual. Às 19h, no teatro do Arsenal, para maiores de 10 anos. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência.

DIA 7

“Mergulho – Experiência Teatral para Crianças”, com Eranos – Círculo de Arte (SC), é um espetáculo voltado especialmente para crianças de 1 a 6 anos conta a história de duas pessoas que vivem em universos diferentes, ele na terra e ela no mar, e que buscam com a ajuda da plateia, se encontrar. Utiliza como ferramenta técnica a projeção digital atrelada ao som, um meio que viabiliza uma linguagem sensorial e imagética e que permite uma série de possibilidades de interação entre cena e plateia, entre imagem e os sentidos do espectador. Às 17h, no teatro do Arsenal, livre para todas as idades, com os ingressos sendo retirados com uma hora de antecedência.

shangrilá

"A Batalha de Shangri-Lá" (MT), dos diretores Severino Neto e Rafael de Carvalho, ganha exibição, com direito a bate-papo com os diretores, no dia 10

DIA 8

A apresentação Literária “Pô!ema”, com Eranos – Círculo de Arte (SC), é direcionada principalmente às crianças em fase de alfabetização encontram, em um ambiente intimista, uma escritora em crise que sente que sua inspiração e suas poesias estão ‘sumindo’. Com a ajuda da plateia ela descobre que na verdade uma Ema (em projeção digital interativa) está se alimentando de seus poemas. As crianças então são estimuladas a criar junto com a escritora poemas fresquinhos para alimentar a dona Ema e seus filhotinhos. “Pô! Ema” é uma vivência multimídia para os pequenos em fase de alfabetização que tem como foco a sensibilização e o incentivo à escrita poética. Às 16h e 17h, no teatro, livre para todas as idades, com ingressos retirados com uma hora de antecedência.

DIA 10

Acontece a estreia do filme “A Batalha de Shangri-lá” de Severino Neto & Rafael de Carvalho. Traz a história de João que busca por sua mãe biológica que o abandonou há quase 40 anos. Numa jornada física e emocional, por um Brasil profundo, o passado dessa mulher surge pouco a pouco e as convicções e preconceitos de João rompem tabus. A aproximação entre filho e mãe é intensa, dolorosa e feroz, trazendo à tona angústias e revelações que irão afetar a vida dos dois para sempre. Às 18h no cinema do Arsenal, para maiores de 14 anos, ingressos retirados com uma hora de antecedência.

Em seguida acontece um bate-papo sobre pós-produção e finalização com os diretores Adelino Severino Neto e Rafael Carvalho, o diretor de fotografia Marcelo Biss e a produtora executiva Bárbara Varela.  A plateia é convidada a pensar e debater sobre a experiência do uso dos efeitos visuais no filme. Às 20h, no cinema do Arsenal, priorizando a participação do público presente na exibição do filme.

mustafá

O Dj e produtor musical Mustafá Babai-Aissa, nascido em Paris, já andou pelo mundo e está radicado no Rio atualmente. Se apresenta nesta quinta (5)

DIA 11 

“Fluzz”, com Cia. Dançurbana (MS), é um espetáculo de dança conectado com tecnologias, que engloba as danças urbana e contemporânea com a técnica da improvisação e, que apresenta uma trilha sonora exclusiva. O corpo é o ponto de partida que aponta para diferentes direções, pois o caminho é o próprio fluxo. O corpo é o grande comunicador entre pessoas. É pele, sensação, carne, gesto, medo, posição, lugar, espaço. Os corpos dos intérpretes assumem diferentes formas. Passeiam pela desconstrução do que já existe, desafiam o tempo-espaço, navegam pelo real e o imaginário. Os movimentos são diálogos em rede e buscam entrelaçar o atemporal. As conexões entre os corpos e o meio abrem inúmeras possibilidades de interações e transformações. Às 19h, no teatro do Arsenal, para maiores de 16 anos, com retirada dos ingressos com uma hora de antecedência.

DIA 12

Vai à cena o espetáculo “Taichibanana”, com o Grupo Tibanaré (MT). A sinopse da encemação abre questionando o que é esse equilíbrio da vida que buscamos? De forma bem-humorada Taichibanana aborda as boas práticas na busca pelo equilíbrio físico, mental e espiritual, entretanto, veremos na cena um momento de curto-circuito da personagem que mistura sua vida para vários caminhos ou mistura os caminhos para sua vida. Cômico e interativo, o espetáculo envolve o público através de acontecimentos em série e o excesso de informações vivenciadas por este fugitivo de enlatados, lanches gordurosos, refrigerantes, carnes processadas, sedentarismos, pneus sobressaindo… Enfim, a divertida obra tem traços com o realismo fantástico, advindas da subjetividade física do artista Jefferson Jarcem. Bom apetite. Às 19h, no teatro do Arsenal, para maiores de 14 anos. Retirada dos ingressos com uma hora de antecedência.

DIA 13

“A Ave”, com Diamond Dance Crew (MT), é espetáculo de dança homônimo da obra do poeta visual Wlademir Dias Pino (1927-2018), que viveu boa parte de sua trajetória em Cuiabá. Uma obra que pode ser lida de várias formas para que todas as vezes que for visitada pelo leitor seja uma nova obra em coautoria pelos olhos de quem a lê. Assim é o poema “A Ave”, interpretado através da arte da dança. Às 19h, no teatro do Arsenal, livre para todas as idades, com retirada antecipada dos ingressos.

tibanaré

O Tibanaré, grupo teatral de Mato Grosso, vai levar à cena seu espetáculo "Taichibanana", no dia 12

DIA 14

O lazer entra na programação através da Yoga, atividade realizada mensalmente no jardim do  Arsenal. É uma pausa na rotina atribulada para que você possa cuidar da sua saúde. Além da prática física, esta aula é um convite para se aquietar, respirar, olhar para dentro de si e meditar. Às 17h, no jardim, livre para todas as idades.

O espetáculo “Haru – A Primavera do Aprendiz” (PE), com o ilusionista Rapha Santacruz e o ator Sóstenes Vidal, narra a saga de um jovem mágico que busca reconhecimento e orientação de um sábio mestre para aperfeiçoar os seus dons ilusionistas, em um cenário que mistura ficção, realidade e um universo de mistérios. Nesse aprendizado mágico que vai além dos livros e das palavras, mestre e aprendiz constroem um universo paralelo, onde a ilusão é a verdade absoluta. Às 18h, no teatro do Arsenal, livre para todas as idades, com ingressos retirados antecipadamente.

Fecha a programação da Aldeia Guaná o show da Banda Mais Bonita da Cidade (PR), que surgiu em 2009 reinterpretando cançôes de compositores de Curitiba e teve sua trajetória  propagada pela viralização do vídeo "Oração". O grupo gravou o disco "A Banda Mais Bonita da Cidade" (2011), o EP em formato de Vinil "Compacto 7′ Canções que vão Morrer no Ar" (2012), o disco" O mais Feliz da Vida" (2013), o DVD "Ao Vivo no Cine Jóia" (2016) e seu terceiro álbum "De Cima do Muro eu vi o tempo" (2017). Às 20h, no jardim do Arsenal, livre para todas as idades.

INSTALAÇÃO

A instalação “Floresta Encantada”, com Grupo VJ Suave (SP) é um convite para se ver o  invisível, considerando que somos desafiados a ultrapassar a fronteira das noites urbanas, e adentrar o território da Floresta Encantada pelos olhos da Realidade Virtual. A instalação interativa proporciona uma conexão com a energia invisível da natureza, um resgate à nossa essência cultural e ao autoconhecimento. O projeto é uma ponte para o contato com sabedorias ancestrais através da experiência sensorial da realidade virtual. Ao colocar os óculos, o espectador é transportado para a Floresta Encantada, lar de energias místicas e elementos marcantes da nossa cultura, fauna e flora brasileira. "Floresta Encantada" poderá ser conferida de 10 a 13, das 14h às 21h, no Núcleo de Música II do Arsenal. Livre para todas as idades.

renato mangolin

florest

A instalação "Floresta Encantada", com Grupo VJ Suave (SP), poderá ser conferida entre os dias 10 e 14

OFICINAS

A oficina "Ação e projeção", com Eranos – Circulo de Arte (SC), tem como objetivo criar um espaço de discussão e experimentação da relação entre corpo e projeção digital. Abordará de maneira técnica e criativa as possibilidades potenciais de interação entre performer/ ator e projeção digital. Para isso serão abordados conceitos de design, referências em multimídia, exercícios de interação direta entre performer e projeção, transmissão de câmera ao vivo, desenvolvimento de cenas tendo como eixo o recurso multimídia . Ao final do workshop cada participante terá a oportunidade de elaborar uma pequena cena tendo como foco de criação a relação entre performer e projeção digital. Acontece de sexta (6) a domingo (8), das 18h às 22h, no Núcleo de Artes Cênicas do Sesc Arsenal. Confira o link online para inscrição em Agenda Cultural, neste site.

A oficina "Dança Contemporânea e Fotografia – Baile dos Candeeiros", com Oz Ferreira e Perseu Azul (MT) passa pela popularização da música eletrônica com o surgimento dos sintetizadores digitais, posteriormente com os samplers. Porém, com o uso dos computadores pessoais – que possuem recursos de áudio e a facilidade para se montar um home – studio, sendo possível emular as funcionalidades de instrumentos musicais ou de sintetizadores através da criação, manipulação e apresentação virtual de som, houve um enorme crescimento da cena de música eletrônica. Hoje existem muitos softwares novos e complexos para a produção musical, sem falar na modernização dos equipamentos que passaram das picapes, para o CDJ e o simulador de CDJ. Hoje, os DJs, chamados Produtores, tem utilizado a tecnologia para realizarem as suas composições muitas vezes em tempo real (eletronic live) e vem ganhando prestigio no mundo da música. A oficina acontece no sábado (7) e domingo (8), das 14h às 22h, na Sala de Dança do Arsenal. Confira o link para inscrições na Agenda Cultura deste site.

O workshop "Pintura em Realidade Virtual: Tilt Brush" deve ser entendido como uma oficina de dança em 14 horas, divididas em 2 dias de atividades, nas quais os participantes criarão com seus corpos, aparatados por luzes diversas, formas que, quando fotografadas, representarão os seres mitológicos do cerrado brasileiro. Serão criadas uma série de estudos coreográficos que, quando fotografados em longa exposição, darão fruto às pinturas de luz que representarão os seres da mitologia do cerrado. No dias 12 e 14, das 18h às 20h, no Núcleo de Música II do Sesc Arsenal. Confira o link para inscrições na Agenda Cultural deste site. (*com assessoria)

 

 

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet