MAUAL 2020

5 documentários premiados em cartaz



MAUAL

"Nadir" (Fábio Rogério, SE, 2019, 15´, classificação indicativa 10 anos)

Cinco curtas documentários premiados na MAUAL 2020 - 19ª Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina - são atração desta semana na Temporada de Filmes Online. A partir das 19h30 desta terça (13), permanecendo disponíveis para compartilhamento até a próxima terça (20).

Serão compartilhados os curtas: “Da grade pra cá” (SP), premiado como documentário universitário mais visualizado da Mostra; “Sempre foi assim” (MT), premiado como documentário independente mais visualizado; “Nadir” (SE), eleito pelo júri oficial como melhor documentário independente; “Imagens de um sonho” (SP), eleito pelo júri oficial como melhor documentário de imagens de arquivo; e “Pi'õ Rómnha Ma'ubumrõi'wa - Mulheres Xavante Coletoras de Sementes” (MT), eleito pelo júri oficial como melhor curta de resistência da MAUAL 2020.  

A ação envolve parceria entre realizador@s, Cineclube Coxiponés, Cine Teatro Cuiabá, Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT) e integra a programação complementar à MAUAL 2020, cuja Mostra Competitiva aconteceu entre 28 de setembro e 02 de outubro, no Canal do YouTube do Cineclube Coxiponés da UFMT. Link para acesso: https://wp.me/pbQLhj-Ew .

O anúncio dos premiados na MAUAL 2020 (confira relação no link “premiados” no site www.mostrauniversitariaufmt.com) aconteceu na noite de 02 de outubro. Como parte da programação complementar à Mostra, a Temporada de Curtas Online compartilha, até o final de outubro, os curtas premiados nas categorias experimental, documentário e ficção. 

MAUAL

"Sempre foi assim" (Lucas Bezerril, MT, 2020, 02´, classificação indicativa livre)

Sobre os curtas compartilhados

A equipe de "Da Grade pra cá" (Wesdras Aklen, Larissa Bela Fonte & Nayara Demari, SP, 2019, 29', classificação indicativa 10 anos) mergulha nas realidades e lutas de companheiros de presidiários das penitenciárias de Itirapina-SP, ao lidar com as relações de liberdades e prisões na rotina de dias de visitas, acompanhando Juliana, Manoel “Xuxa” e “Paolla” “Letícia Spiller”. “Da grade pra cá” recebeu o prêmio de documentário universitário mais visualizado da MAUAL 2020. @s realizador@s do curta são estudantes do Curso de Imagem e Som da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

"Sempre foi assim" (Lucas Bezerril, MT, 2020, 02', classificação indicativa livre), apresenta um relato sobre temores e angústias de uma mãe no momento de ciência da maternidade. O curta foi premiado como documentário independente  mais visualizado da MAUAL 2020

"Nadir" (Fábio Rogério, SE, 2019, 15', classificação indicativa 10 anos) apresenta um olhar afetivo sobre o cotidiano de Nadir, mestra de cultura popular de uma comunidade quilombola do interior de Sergipe. A música de Nadir e seus silêncios. “Nadir” foi eleito melhor documentário independente pelo júri oficial da MAUAL 2020.

"Imagens de um sonho" (Leandro Olimpio, SP, 2019, 20’, classificação indicativa livre) é composto de vídeos publicados no YouTube por terceirizados da Petrobras. O curta explora um capítulo importante do país através de fragmentos da vida operária dentro e fora da fábrica. Com suas próprias mãos, a classe trabalhadora registra - ao longo de uma década (2008-2018) - as alegrias e dissabores de sua jornada. O curta foi eleito pelo júri oficial da MAUAL 2020 como melhor documentário de imagens de arquivo

MAUAL

"Pi´õ Rómnha Ma´ubumrõi´wa - Mulheres Xavante Coletoras de Sementes" (Danielle Bertolini, MT, 2020, 13´, classificação indicativa livre)

"Pi'õ Rómnha Ma'ubumrõi'wa - Mulheres Xavante Coletoras de Sementes" (Danielle Bertolini, MT, 2020, 13', classificação indicativa livre) acompanha o grupo Pi’õ Rómnha/ Ma’ubumrõi’wa, das coletoras Xavante da Terra Indígena Marãiwatsédé, localizada no município de Bom Jesus do Araguaia e que destina todas as sementes coletadas para a restauração das áreas dentro e adjacentes à Terra Indígena. O grupo começou em 2011 quando coletores da ARSX visitaram a aldeia e apresentaram o trabalho aos Xavante, abrindo a possibilidade de criar um grupo de coleta e venda das sementes. O curta foi eleito pelo júri oficial como melhor curta de resistência da MAUAL 2020.

Sobre a premiação da MAUAL 2020

O júri oficial da 19ª MAUAL foi composto por Íris Alves Lacerda, cineasta (“Majur”) e ex-bolsista do Cineclube Coxiponés, Valentim Félix, realizador audiovisual e militante do campo das transmasculinidades, Maurício Pinto, cineasta (“Pandorga”) e membro do Coletivo de Audiovisual Negro Quariterê, Stephany Paipilla, estudante intercambista da Colômbia no PPGE/UFMT e curadora da iniciativa cineclubista “Círculos Anônimos da Palavra”, Karine Queiroz, produtora audiovisual e curadora da iniciativa cineclubista “: doc”, Leonardo Esteves, cineasta (“Alguém tem que honrar essa derrota!”) e professor do Curso de Comunicação Social da UFMT, e Ana Graciela Fonseca, produtora audiovisual e professora do Departamento de Comunicação Social da UFMT e da UNIC. Além da premiação pelo júri oficial, os curtas mais visualizados/acessados na Mostra Competitiva da MAUAL 2020 foram premiados, nas modalidades  universitária e independente, e nas categorias ficção, documentário e experimental. 

MAUAL

"Da Grade pra cá" (Wesdras Aklen, Larissa Bela Fonte & Nayara Demari, SP, 2019, 29´, classificação indicativa 10 anos)

Realizada pelo Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso através da Coordenação de Cultura da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT (PROCEV), a 19ª MAUAL contou com a parceria dos Cursos de Radialismo & de Cinema e Audiovisual da UFMT, ComunicArte UFMT, Cine Teatro Cuiabá, Coletivo de Audiovisual Negro Quariterê, Produtora Experimental Pequi com Câmera, Sessão Belo Belo, Cena Livre de Teatro, Ixpia O Festival, CTAV (Centro Técnico Audiovisual do Ministério da Cidadania), Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT) e Associação Mato-Grossense de Audiovisual (MTCINE). As atividades relacionadas à MAUAL 2020 integram a Temporada Cultural e Artística UFMT 2020 e a Agenda UFMT 50 Anos da Coordenação de Cultura/PROCEV/UFMT. Mais informações sobre a Mostra estão disponíveis no site www.mostrauniversitariaufmt.com e no Canal do YouTube do Cineclube Coxiponés. 

 

Serviço

O QUE: Temporada de Filmes Online, com os curtas documentários premiados na MAUAL 2020
QUANDO: A partir das 19h30 de terça-feira (13), até a próxima terça (20)
CURTAS DISPONÍVEIS NO LINK: https://wp.me/pbQLhj-Ew
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: nas informações sobre os documentários

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet