TRIO BRASILIS

Dia 29, no estacionamento do Teatro Zulmira



uno imagens

brasilis

O Trio Brasilis é formado por Juliane Grisólia, Deize Águena e Rusível de Jesus

Três artistas. Três talentos. Três histórias que se cruzaram na música e criaram laços que vão além dos palcos. Desde 2005, o Trio Brasilis canta e encanta com uma história de sucesso, harmoniosa na vida e na voz da cantora e produtora Deize Águena, do violonista Rusível de Jesus e da percussionista e cantora Juliane Grisólia. 

No dia 29 de janeiro, o Trio sobe ao palco mais uma vez para celebrar os 15 anos de trajetória musical em Cuiabá ao lado dos convidados Rodrigo Rocha, percussionista, Tony Maia no sopro e o baterista Wender Couto. 

Desta vez, a festa será um pouco diferente. O público vai acompanhar o show em sistema de drive-in, seguindo as medidas de segurança e saúde recomendadas em razão da pandemia do novo coronavírus. 

brasilis

Tony Maia, mestre do sopro, também está no show

Buzinas e sinal de luz substituirão os aplausos e abraços, mas o clima sempre caloroso e contagiante não será diferente. Quem acompanha o Brasilis sabe que é impossível não cantar e vibrar com o repertório sempre escolhido criteriosamente e com muito carinho, muitas das vezes acompanhado de um saboroso ensopado de cabeça de pacu, escabeche de banana, Maria Izabel e furrundu de caju, uma mistura de doce de caju com rapadura. 

Afinal, além da música, o Trio tem em comum a cuiabanidade. “Cuiabanos de pé rachado”, como diz o ditado, Deize, Juliane e Rusível são apaixonados por todos os encantos de Cuiabá. Desde o início, “o santo bateu”, conta Juliane. “A gente gosta de tudo que a gente toca. É muito raro quando um não curte tocar ou cantar uma música. O jeito que a gente toca é igual. O jeito que a gente se relaciona com o público é igual”. 

Assim como as similaridades, a individualidade de cada integrante do Trio Brasilis sempre foi respeitada. A cantora Deize Águena, quando convidada, é solista em outros grupos e também trabalha com produção musical. Juliane Grisólia é percussionista, integrante de outros projetos e faz trabalho solo como cantora. Rusível de Jesus toca com vários outros cantores e tem trabalho consolidado como instrumentista solista.

brasilis

Wender Couto, baterista, sobe ao palco com o trio

“Nos últimos anos, cada um de nós acabou se dedicando mais aos projetos de carreira solo. E apesar do Trio estar menos presente nos palcos, já que nem sempre foi possível conciliar a agenda, não nos distanciamos. Sempre estivemos presentes nestes projetos, apoiando e incentivando um ao outro”, destaca Deize.

Ela conta que, desde a formação do Trio, todos sabiam do potencial de cada um como solistas. “Cantando juntos ou em solo, a parceria sempre esteve presente. Por isso comemoramos 15 anos do Brasilis. Porque o sucesso de um é de todos nós e podemos nos reunir e celebrar isso”.

Este respeito e apoio mútuo também é ressaltado por Juliane. “Sempre tivemos um grande respeito um pelo outro. Somos muito parecidos na nossa história de vida e de família. Somos pessoas discretas, com foco e com suas dificuldades, mas que tem respeito uma pela outra. Eu vou prestigiá-los, eles me prestigiam. É uma troca preciosa”.

Para 2020, o Trio havia programado três shows para celebrar a carreira. O primeiro foi realizado, em fevereiro, com presença maciça do público e muita alegria. Quando a pandemia chegou, os eventos foram cancelados e os integrantes passaram a estar juntos em busca de alternativas para passar pelo difícil momento, assim como a maioria dos artistas brasileiros. 

brasilis

O percussionista Rodrigo Rocha é músico convidado

No final do ano, o grupo participou do edital da Lei Aldir Blanc lançado pela Secretaria do Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) e teve a proposta contemplada para a realização do drive-in. 

Juntos, Trio e convidados vão presentear o público com um repertório recheado com “pérolas” que acompanham o Brasilis nessa década e meia. Músicas para cantar e sentir ou, para ouvir e se apaixonar.

O show drive-in dos 15 anos do Trio Brasilis será no estacionamento do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, no dia 29 de janeiro, uma sexta-feira, a partir das 20h. A entrada será 3 quilos de alimento não perecível por veículo.

Além do apoio da Assembleia Social e Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, participam da equipe técnica do projeto: 

Ênio Castilho – produção executiva
Cristiane Puertas – assessoria vocal 
Karina Figueiredo – iluminadora
Natália Andrade – criação publicitária
Tania Rauber - assessoria de imprensa 
Karen Malagoli – fotografia 
Ju Segovia – audiovisual 

(*da assessoria)

SERVIÇO

O QUE: Show de 15 anos do Trio Brasilis
QUANDO: 29 de janeiro, às 20h
ONDE: estacionamento do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, ao estilo drive-in
QUANTO: 3 quilos de alimento não perecível por veículo

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet