REVISTA PIXÉ

Para ler, ver e pensar



pixé miolo

Nesta edição, em destaque, a produção da artista plástica Julia Pereira

Com participação de 22 autores, a Revista Pixé, uma publicação virtual produzida em Mato Grosso, para todo o Brasil e o mundo, já está com sua 23ª edição na internet, que pode ser conferida através do link https://www.revistapixe.com.br/ . Confira ao final a relação dos artistas colaboradores presentes na Pixé 23.

O tyrannus reproduz abaixo, na íntegra, o texto da coluna fixa da Pixé, "Num Pescar de Olhos". Além dos textos autorais em verso e prosa, e da participação de artista plástica convidada, a publicação também traz textos provocadores e questionadores (como o abaixo), submetendo os leitores à uma reflexão em torno da criação artística, ao longo da história das artes e do pensamento.


Afinal, arte para quê?

Definir arte é estar entre frestas e arestas da história, da filosofia, das fronteiras postas pelas áreas. O conceito é tão antigo quanto a herança ocidental que nos constituiu. Os gregos cultivaram o ideal de perfeição, harmonia, equilíbrio e graça. Simetria e proporção fizeram Platão colocar o conceito no mundo das ideias, separado do mundo concreto. Então o Belo (assim mesmo grafado em maiúscula) se ligava ao homem, portanto, uma fabricação humana, intrínseca à arte entendida como obra-prima, portanto, para poucos. Na filosofia, o estudo da beleza é conhecido como estética. Do latim emprestou a noção de técnica, habilidade. Então, um fenômeno artístico que desperta sentimentos, noção que alimentou o século XVIII e a estética cunhada pelo filósofo Baumgarten. Hegel aprofundou o conceito com a noção de belo artístico e belo natural que Kant deslocou do indivíduo, colocando-o no objeto. E por aí o conceito foi-se deslocando historicamente da mimesis platônica ao desfoque, desmanche da imagem, ilusão de ótica e por aí afora. Hoje o conceito de arte engloba, inclusive, o meio digital. 

É lícito, portanto, questionar, a que caminhos podem levar um debate sobre arte, no contemporâneo? Como compreender o universo artístico múltiplo e os novos paradigmas que a arte impõe aos olhos, muitas vezes, presos à imitação? 

pixé capa

Olga Maria Castrillon-Mendes, autora da coluna "Num Pescar de Olhos"

A proposta da união entre a arte pictórica e a palavra literária desenvolvida pela revista literária Pixé leva à abrangências interdisciplinares que contribuem para adentrar em tais questões. A revista é inovadora e transcende o lugar comum. Não se localiza; pelo contrário se faz nas fronteiras entre as áreas e rompe os limites do regional, mesmo estampando um título ligado à tradição local. Costuma causar espanto, mas é justamente por esse aspecto que promove a reinvenção e desacomoda o espectador. Porque digo isso? Primeiro porque ninguém se livra das teorias avós que recebeu, como fala Mário de Andrade; depois, toda mudança tende a ser gradual para, em abandono daquilo em que se acredita, abrir-se para o “novo”. As implicações que advêm desta prática são, comprovadamente, salutares para a vida toda. Como dizer/mostrar/tornar possível os caminhos percorridos pelos conceitos? 

Se ao leitor são dadas condições de ler/ver com liberdade, ou despertar a subjetividade, os paradigmas são ressignificados e acatados tanto e eficazmente, se houver a crença nele. A apropriação pretende ser de dentro para fora, ou seja, da vertical absorção à experiência: um mundo à parte, pessoal, intransferível e nos trânsitos (im)possíveis. Será?!

 

Nesta edição

Estão presentes nesta edição os autores Olga Maria Castrillon-Mendes, Adilson Vagner de Oliveira, André Siqueira, Caio Augusto Leite, Dante Gatto, Eduardo Mahon, Gabriel Mattos, Helena Werneck, João Bosquo, Julia Pereira, Karina Oliveira, Klaus Henrique Santos, Manoel Mourivaldo Santiago-Almeida, Marcelo Labes, Marta Cocco, Nathalia Campos, Odair de Morais, Pablo Rezende, Rubenio Marcelo, Santiago Santos, Stefanie Sande e Anna Maria Ribeiro Costa.

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet