PRÊMIO

Pavilhão das Artes mostra obras de premiação

Lorenzo Falcão

A performance Impenetráveis do grupo Empreza, de Goiás, um dos trabalhos premiados nesta primeira edição do prêmio

Até o dia 18 de novembro fica em cartaz, no Pavilhão das Artes, as obras selecionadas para a primeira edição do Prêmio Jovem Arte Mato-grossense, que contou com a participação de artistas e grupos dos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e do Distrito Federal. O Prêmio é uma iniciativa de artistas e produtores independentes desses estados e a exposição começou no dia 17/10.

A criação do Prêmio tem participação incisiva de Gervane de Paula, artista plástico que também atua como produtor cultural, com mais de 30 anos de experiência. A iniciativa tem o patrocínio do Estado de Mato Grosso. Leia nesta mesma edição uma entrevista exclusiva com Gervane. A etapa iniciou do Jovem Arte teve a participação de quatro curadores, um de cada uma dos estados do Centro Oeste. Ludmila Brandão (MT), Ilacir Galvão (MS), Carlos Sena (GO) e Wagner Baja (DF) indicaram dois artistas ou grupos de seus respectivos estados para participar do Prêmio.

Por Mato Grosso foram indicados o artista Daniel Pellegrim e o coletivo À Deriva, por Brasília os artistas Miguel Ferrerini e Fernando Aquino, de Goiás vieram o Grupo Empreza e o artista Rodrigo Godá e Mato Grosso do Sul foi representado pelas artes de James Cáceres e Renzzo de Giz.

O artista James Caceres e sua obra Guará, escultura feita de arame queimado

No mês passado, obras desses artistas e grupos foram apresentadas a um júri formado pelos curadores citados e também por outras personalidades da cultura mato-grossense. O júri escolheu uma obra de cada estado a ser premiada e esses trabalham receberam a premiação em dinheiro de 10 mil reais.

Foram premiados o coletivo À Deriva (MT), o Grupo Empreza (GO), o artista Miguel Ferrerini (DF) e James Caceres (MS). Essas obras premiadas e também as outras que concorreram compõem a mostra “Prêmio Jovem Arte Mato-grossense”, que já faz parte do acervo cultural do Estado de Mato Grosso. Vale lembrar que o Pavilhão das Artes fica no Palácio da Instrução.


EXPOSIÇÃO FAZ SUCESSO

A exposição dos trabalhos do Prêmio Jovem Arte tem sido bem recebida pelo público cuiabano. Lucas Freitas, de 12 anos, foi prestigiar com sua mãe, Doraci Freitas. Para ambos, o destaque estava nas intervenções feitas pelo grupo de Mato Grosso “Coletiva Deriva”. “Chamou minha atenção a apresentação em que as pessoas jogavam água umas nas outras, cheguei a me assustar várias vezes achando que tomaria um banho”, conta, entusiasmado, Lucas.

Já a mãe, garante que a intervenção feita no interior do prédio pelo mesmo grupo, onde duas pessoas espalharam copos pelo chão e uma vai enchendo com água e outra esvazia a fez refletir e pensar nas atitudes do dia a dia e perceber o quanto as pessoas são egoístas.

A aposentada, Maria Ribeiro, conta que tem o costume de prestigiar os eventos culturais do Pavilhão das Artes. Em relação à nova Mostra, ela aprova a proposta e destaca a obra feita por James Caceres de Campo Grande, que utilizou arame queimado para a produção de uma replica do logo guará. “A riqueza de detalhes, criatividade, e as diferenças entre uma peça e outra me chamou atenção”, finaliza Ribeiro. (com assessoria)

Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet