BIBLIOTECA

De Antonio Cândido para sua amada Gilda



A professora Gilda de Mello e Souza, foi uma filósofa, crítica literária, ensaísta e professora da Universidade de São Paulo. Como colaboradora da revista Clima, criada por Antonio Cândido, Décio de Almeida Prado, Lourival Gomes Machado e Paulo Emílio Salles Gomes, em 1939, conheceu Antonio Cândido, com quem viria a se casar.

Por mais de duas décadas os jovens humanistas frequentaram assiduamente a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, onde davam aulas. O local se tornou emblemático para um dos casais mais admirados pela intelectualidade brasileira que compartilharam deste prestígio por 60 anos de suas vidas.

Na noite do dia 06/12, o mais famoso crítico literário brasileiro inaugurou, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, a Biblioteca Gilda de Mello e Souza, com um acervo de 900 exemplares selecionados que ajudarão a delinear o perfil intelectual de “Dona Gilda”.

O livro de Gilda, "O Espírito das roupas: A moda no século XIX", publicado em 1987, sua tese de doutorado do final dos anos 40, chocou os literatos pois o assunto era considerado fútil. "Ela teve coragem de abordar um assunto à época considerado frívolo", diz Cândido. "Só quando Roland Barthes publicou 'O Sistema da Moda' deram crédito a ela."

 
 



Voltar  

Agenda Cultural

  • Em Cartaz:
  • Feira do Vinil
  • Dia: 23 de março
  • Local: Casa Cuiabana
  • Informações: 99225-6204
Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet