PARABÉNS

Além de crítica de arte, ela é escritora



 

Ligamos com a intenção de parabenizar... ela não sabia que tinha vencido

"Parabéns Aline... você está em São Paulo?". Atônita, ela perguntou quem está falando e foi logo indagando: "Por quê deveria estar em São Paulo?". A conversa, via telefone, aconteceu por volta das 13 horas desta segunda-feira, logo após checarmos que Aline Figueiredo havia sido uma das vencedoras do Prêmio Mário da Andrade, da ABCA, na categoria "Crítico pela Trajetória".

Nessa categoria, Aline venceu ao lado do crítico carioca Paulo Herkenhoff. "Posso ligar em seu telefone fixo?", pergunto em seguida, depois de ela dizer que estava aqui mesmo em Cuiabá. "Pode tudo... dizem que sou brava, mas hoje estou mansa". Valeu a nossa torcida, mas, temos certeza de o que pesou mesmo foi o desempenho dessa ativista da cultura brasileira que, em novembro, embarca para Nova Iorque, onde fará palestra sobre a cultura brasileira. Confira ao final desta matéria a relação completa de todos os vencedores do cobiçado prêmio da Associação Brasileira dos Críticos de Arte.

O tradicional prêmio nacional das artes visuais é dedicado a artistas, críticos, curadores, exposições e instituições, em dez categorias; entre os indicados estão representantes de SP, RJ, PR, MS, PB, ES, SC e MG. Onde está MS, Mato Grosso do Sul, a representante é Aline Figueiredo que, apesar de ter nascido no estado vizinho, mora por aqui já há muitos anos, inclusive, a maior parte da sua vida. Bom, nem preciso dizer (porque já disse inúmeras vezes) da importância dessa mulher para as nossas artes.

E o resultado foi divulgado ao final da manhã desta segunda-feira. Os nomes dos artistas visuais, curadores, críticos, autores e instituições culturais que mais contribuíram para a cultura nacional em 2012 serão listados, segundo avaliação de seus membros.  A abertura dos envelopes lacrados contendo os votos foi realizada no MuBE – Museu Brasileiro da Escultura – em São Paulo. Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação de cerca de 150 associados, em escala nacional, a partir das indicações que cada um envia para discussão e aprovação em Assembleia Geral da entidade (realizada, nesta edição, em 13 de março). A votação é feita por cédula rubricada com as indicações aprovadas e a apuração dos resultados é realizada por uma comissão de associados, com a participação da diretoria.

Atualmente, o prêmio contempla dez categorias (veja lista dos premiados abaixo). Além do troféu criado pelo escultor Nicolas Vlavianos, que será entregue aos premiados no dia 28 de maio, às 20h, em cerimônia no SESC Vila Mariana, essa premiação da ABCA põe em evidência personalidades por meio de homenagens e aponta destaques no cenário das artes plásticas.

A Associação foi criada em 1949 e o sistema de premiação em 1978, para destacar exclusivamente as artes visuais. A ABCA entrou para a história por sua presença significativa nos eventos artísticos desde a década de 1950 e teve papel na resistência ao regime militar, sob a liderança de Mario Pedrosa. Hoje é presidida por Lisbeth Rebollo Gonçalves.

 

 
Prêmio Mario Pedrosa (artista de linguagem contemporânea)
Vencedora: Adriana Varejão (RJ)

Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória)
Vencedora: Regina Silveira (SP)

Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição)
Vencedora: 'Guerra e Paz', de Portinari apresentada no Memorial da América Latina, entre 7 de fevereiro e 21 de abril de 2012.

Prêmio Gonzaga Duque (crítico pela atuação durante 2012 - filiado)
Vencedora: Ângela Âncora da Luz (RJ)

Prêmio Mário de Andrade (crítico pela trajetória)
Vencedores: Aline Figueiredo (MS) e Paulo Herkenhoff (RJ)

Prêmio Sérgio Milliet (autor por pesquisa publicada)
Vencedora: Almerinda da Silva Lopes pela publicação de Artes Plásticas no Espírito Santo: 1940-1969. Ensino, produção, instituições e crítica. Vitória: Editora UFES, 2012.

Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante na área)
Vencedor: Ricardo Ohtake (SP)

Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição)
Vencedor: Olívio Tavares de Araújo pela exposição 'Di Cavalcanti: Brasil e Modernismo', Museu Oscar Niemeyer, MON, Curitiba

Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação)
Vencedora: Instituto Moreira Salles (SP, RJ)

Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia)
Vencedora: Revista Piauí


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet