AUDIOVISUAL

Cavalhada é tema de série documental



cav

 

As filmagens dos projetos de audiovisual selecionados pelo edital da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Agência Nacional de Cinema (Ancine) e o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) têm movimentado o cenário mato-grossense desde o início de maio e prometem manter efervescência pelos próximos meses.

O Governo de MT não fez nada além do seu papel de funcionar como articulador junto às instituições públicas da alçada federal, fazendo chegar aos realziadores do audiovisual mato-grossense possibilidades de concretizar seus projetos.

Pois bem, definidos os projetos selecionados, agora chegou o momento de seus proponentes mostrarem a que vieram. Entre os dias 15 e 18 deste mês, por exemplo, a equipe da produtora Latitude Filmes aporta em Poconé para as filmagens do piloto de série documental para TV, "Fé e Tradição", projeto do cineasta Duflair Barradas.

cav

"É uma tradição forte e estabelecida, além do retorno de imagens muito bonitas" (Duflair Barradas, sobre a Cavalhada)

Para investir na aprovação do produto televisivo a ser comercializado para ferramentas Vídeo On Demand, como a Netflix e para canais de TV paga, a manifestação popular da Cavalhada, foi escolhida, especialmente, por se tratar de um dos patrimônios culturais imateriais mato-grossenses que tem conteúdo interessante e oferece notável riqueza de imagens.

“É uma tradição forte e estabelecida, além do retorno de imagens muito bonitas”, ressalta Duflair. De acordo com o cineasta, a meta é registrar festas tradicionais populares do Brasil e da América Latina. A produção se utilizará de uma edição contemporânea e linguagem moderna para garantir o registro de um dos maiores e mais tradicionais legados da cultura local, visando seu fortalecimento. Além disso, a equipe tem em vista, o fomento do turismo cultural.

Com atuação em outros projetos culturais, em 2016, Duflair implantou um núcleo específico para elaboração de elaboração de projetos audiovisuais. “Por conta do aporte e valor, o edital da Secretaria de Estado de Cultura, deu start a um novo cenário, fomentando o mercado e multiplicando as oportunidades”.

Além da equipe de 20 profissionais que atuam diretamente neste projeto, Duflair considera que a movimentação econômica proporcionada pela produção, atinja também outros níveis. “Além da locação de equipamentos, necessitamos da prestação de outros serviços, como hospedagem, alimentação, transporte”, conta. Ainda que as filmagens se materializem só agora, há um longo processo até sua finalização. Sem contar que a pré-produção também exige muito trabalho. Inicialmente, fizeram pesquisas e entrevistas para subsidiar o roteiro.

Ao todo, R$ 4,5 milhões foram investidos para produção de 19 projetos. Entre eles, longas, médias e curtas-metragens, telefilmes documentais e pilotos de produtos para a TV, tal qual o do "Fé e Tradição".

O secretário de Estado de Cultura, Leandro Carvalho, se entusiasma com a agitação do segmento do audiovisual. “É um marco histórico para o cinema de Mato Grosso. Fomentar a produção faz parte da construção de uma política para o setor audiovisual que começamos a construir com o edital de desenvolvimento de projetos”, diz ele. (*com assessoria)


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet