FESTIVAL VARILUX

Sessões gratuitas, 18h30 e 20h30



to

Os atores Sadek e Gérard Depardieu encabeçam o elenco da comédia dramática "Tour de France"

Mais dois filmes franceses neste sábado (17) em sessões grátis, no Sesc Arsenal. Às 18h30 tem "Tour de France", e 20h30 é a vez de "Rodin". Interessados em conferir produções de qualidade da recente cinematografia da França devem chegar pelo menos meia hora antes de cada sessão para garantir o ingresso.

É a segunda edição do Festival Varilux em Cuiabá, mostrando a que veio.

"Tour de France" (Rachid Djaïdani, Comédia Dramática, 2016, 94min) tem classificação para maiores de 12 anos e traz no elenco um dos maiores atores franceses das últimas décadas, Gérard Depardieu. 

A sesão é 18h30 e o filme apresenta Far’Hook, um jovem rapper de 20 anos. Após um acerto de contas, ele é obrigado a sair de Paris por algum tempo. Seu produtor, Bilal, propõe a ele que o substitua e acompanhe seu pai Serge numa volta pelos portos da França, seguindo os passos do pintor Joseph Vernet.

Apesar do choque de gerações e culturas, uma amizade improvável surgirá entre o rapper promissor e esse pedreiro do norte da França durante um périplo que os levará a Marselha para um show final, o da reconciliação.

Às 20:30 tem exibição "Rodin" (Jacques Doillon , Drama, 2017, 119min), filme que biografa uma dos mais importantes escultores da história da arte, Auguste Rodin (1840-1917). Para maiores de 12 anos, a história se passa na Paris de 1880, quando Rodin, aos 40 anos, finalmente, recebe sua primeira encomenda do Estado: "A Porta do Inferno", obra composta de figuras que farão sua glória, como "O Beijo" e "O Pensador".

Nessa época Rodin divide sua vida com Rose, sua eterna companheira, quando conhece a jovem Camille Claudel, sua aluna mais talentosa, que rapidamente torna-se sua assistente e, em seguida, sua amante. Dez anos de paixão, mas também dez anos de admiração e cumplicidade compartilhada. Após a dissolução, Rodin continua a trabalhar com determinação. Ele deve encarar a rejeição e o entusiasmo que a sensualidade da sua escultura provoca e assina com seu Balzac, rejeitado enquanto vivo, ponto de partida incontestável da escultura moderna. (*com assessoria)

ro

O ator Vincent Lindon encarna o mestre da escultura moderna no drama biográfico "Rodin"


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet