BREEAM AWARDS

O mais antigo selo de sustentabilidade



juliano duarte

seb

Edifício é baseado no conhecimento ancestral e nas casas indígenas do Xingu, consideradas exemplares em termos de arquitetura bioclimática

O Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), prédio que é unidade de referência nacional do Sistema Sebrae em sustentabilidade, situado em Cuiabá (MT), é finalista e representará o continente americano na premiação mundial BREEAM Awards 2018.

A solenidade de entrega do prêmio será, em 6 de março de 2018, no London’s ExCeL Centre, como parte da programação do Ecobuild 2018, o maior evento de materiais para a construção sustentável do mercado mundial, realizado pela Building Research Establishment (BRE).

A BRE é uma instituição inglesa, fundada em 1921, como entidade filantrópica para apoiar a reconstrução de Londres, no pós-segunda guerra. Nas últimas décadas, se transformou em fundação e se tornou referência mundial na ciência da construção e de projetos inovadores e sustentáveis.

O BREEAM é o mais antigo selo de sustentabilidade, criado em 1990, está presente em mais de 50 países e já certificou mais de 250 mil prédios de diversos países e vários continentes, entre novos e antigos.

Inspiração indígena

O projeto arquitetônico do Centro é de autoria de José Afonso Botura Portocarrero, arquiteto, professor da UFMT e doutor em habitações indígenas brasileiras. Em formato ogival, o edifício é baseado no conhecimento ancestral e nas casas indígenas do Xingu, consideradas exemplares em termos de arquitetura bioclimática. O processo de construção incluiu a participação de mulheres, reaproveitamento de resíduos (madeiras, pedras, etc) e o projeto se adaptou ao terreno em declive, evitando a terraplanagem e preservando a vegetação nativa.

Entre as vantagens e benefícios do projeto, se destacam: conforto térmico; utilização máxima da iluminação natural; cobertura em duas cascas, que possibilitam o resfriamento interno do prédio e a captação de água da chuva, que é filtrada e armazenada para uso na irrigação do jardim, lavagem de piso; banheiros; entre outros. Há, também, uma instalação de vermicompostagem, que recebe resíduos orgânicos da lanchonete e da poda de árvores e plantas.

porto

José Afonso Botura Portocarrero, arquiteto autor do projeto

O jardim do CSS é integrado por espécies dos biomas presentes em Mato Grosso: Cerrado, Pantanal e Amazônia. Dez estações interativas sobre diversos temas (resíduos, água, energia, consumo, etc) compõem as visitas guiadas para visitantes, que são agendadas com antecedência. 

Certificações e premiações

Há seis anos, o CSS vem conquistando certificações, prêmios e visitantes. No período de 2011 a 2016, recebeu cerca de 70 mil visitantes brasileiros e de 26 países, entre empresários, arquitetos, engenheiros, universitários e pessoas interessadas na causa da sustentabilidade e em ecoinovação.

A missão do Centro é introduzir o conceito de sustentabilidade na vida das micro e pequenas empresas e dos empreendedores, enquanto protagonistas e integrantes de um setor robusto e relevante (98% das empresas brasileiras) no desenvolvimento sustentável brasileiro. O objetivo de todas as iniciativas é estimular o ingresso e a participação desses empreendimentos, o quanto antes, na chamada 'economia de transição' ou 'nova economia', que considera os resultados econômicos (rentabilidade e lucro), mas também prioriza objetivos ambientais, sociais e culturais. (*com assessoria)

 

 

 

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet