HONORIS CAUSA

Título concedido por unanimidade



nery

João Nery é mestre em Psicologia, professor universitário, ativista da causa LGBTQI e escritor

O Conselho Universitário (Consuni) da UFMT aprovou por unanimidade a outorga de título Honoris Causa para João Walter Nery, durante sessão ocorrida na semana passada, no Câmpus de Cuiabá. Segundo o parecer apresentado, mais que homenagear, a decisão “cria possibilidades políticas e institucionais e reconhecimento da diferença na UFMT e além de seus muros”.

“É um momento histórico muito importante para o país e para a UFMT. Fico feliz de ser a gestora que vai conceder o título de doutor honoris causa para o João Nery”, sintetizou a reitora, professora Myrian Serra, após a aprovação da resolução.

A indicação de concessão do título de Doutor Honoris Causa ao intelectual e ativista político da causa LGBTQI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Transgêneros, Travestis, Queers e Intersexuais) foi feita pelo Colegiado de curso do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem (PPGEL), do Instituto de Linguagens (IL).

“Enquanto apoiador do grupo minoritário LGBT, ou seja, grupo que sofre discriminação e intolerância dos diferentes segmentos da sociedade, João W. Nery atua em prol de uma sociedade livre dos padrões institucionais e comportamentais hegemônicos de um patriarcalismo heteronormativo e de uma sexualidade binária, elementos constitutivos da dominação de classes. Trata-se de um intelectual orgânico na medida em que Nery pensa a relação problemática e contraditória entre estrutura e superestrutura, que determina a condição de vida dos transexuais na sociedade contemporânea, ou seja, a situação, por exemplo, de exclusão do mercado de trabalho a que estão submetidos em função da discriminação que sofrem”, escreveu a professora Márcia Romero Marçal, no parecer que substanciou a decisão do Congregação do IL de homologar a concessão do título.

Segundo a professora Márcia Marçal, “como agente da sociedade política e civil, João W. Nery elabora e desenvolve práticas discursivas e textuais, escritas e orais, testemunhais e teóricas, de enfrentamento político e ideológico, veiculadas em revistas e eventos acadêmicos, livros, escolas, universidades, meios de comunicação de massa como televisão, rádio, internet, etc., que demonstram um saber empírico e teórico ilustrado e douto na área de estudos da sexualidade e do gênero, das práticas pedagógicas e dos direitos humanos”. 

“Com sua história de vida, além de sair da clandestinidade, construiu um coletivo, política e identitariamente organizado, expresso no sentimento de pertencimento e de reconhecimento presente no texto de Vicente Tchalain”, escreveu a conselheira do Consuni, professora Ozerina Victor de Oliveira, ao apresentar parecer favorável à concessão do título de doutor honoris causa. “João Nery é um sobrevivente na iminência de se tornar, citando João Guimarães Rosa, um ser encantado. Mais que homenagear, a decisão em destinar o título de doutor honoris causa a João W. Nery cria possibilidades políticas e institucionais de reconhecimento da diferença na UFMT e além de seus muros”, frisou a conselheira e pró-reitora de Ensino de Pós-Graduação (Propg).

A comissão especial do Consuni para apreciação do pedido de concessão do título de Doutor Honoris Causa para João Nery foi composta pelas conselheiras Gisela Soares Brunken, Marluce Aparecida Souza e Ozerina Victor de Oliveira. Doutor Honoris Causa é um título honorífico concedido pelas universidades a pessoas que tenham se destacado em determinada área – artes, ciências, filosofia, letras, causas humanitárias -, ainda que não sejam portadoras de um diploma universitário, por sua boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço social e cidadania. 

A Resolução 17/2018 foi publicada na sexta-feira (24).

Minicurrículo

João Nery é graduado em Psicologia pelo Instituto da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), professor universitário, psicoterapeuta e pesquisador em gênero, especializado em Sexologia pelo Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia (IEDE) e mestre em Psicologia da Educação pela Universidade Gama Filho (UGF). 

Publicou os livros "Viagem Solitária: memórias de um transexual trinta anos depois" (Editora Leya-2011), "Erro de pessoa – Joana ou João" , (Editora Record-1984): e "Vidas trans – a coragem de existir" (Editora Austral Cultural-2017).

Nery produziu artigos para revistas acadêmicas a respeito de temas como: a experiência da transexualidade, de ser escritor e ativista dos direitos humanos, sobretudo voltado à despatologização da transexualidade, da mudança do nome civil e da necessidade do melhor preparo dos profissionais da educação e da saúde para o trato com essa população; os múltiplos discursos de transhomens brasileiros por meio de narrativas produzidas em ambientes virtuais tendo em vista a transidentidade; práticas pedagógicas para a conscientização da diversidade; o trânsito de gênero como fenômeno socioculturalmente produzido e não biologicamente inscrito no corpo. (*com assessoria) 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet