POESIA

Ruy Belo

Ah, a música*

 

Quem terá deixado esquecida
esta música ouvida num canto de rua?
Ninguém de quem passa nela repara
No  entanto - é ela - faltava
no dia de chuva
No meu dia de chuva?
Meu seria decerto este dia
pois por mais precário que eu seja
nenhuma chuva fora podia
cair se acaso em mim não caísse
Cai chuva e há música em meu coração
Era mera ilusão o dia de chuva

 

*Reproduzido de https://www.escritas.org/pt


Ruy Belo (1933-1978), poeta de Portugal


Voltar  

Confira também nesta seção:
15.06.18 17h53 » Guapo
13.06.18 18h00 » Aglaja Veteranyi
11.06.18 18h00 » Prisca Agustoni
09.06.18 17h59 » Miguel Martins
07.06.18 18h00 » Tove Jansson
05.06.18 17h17 » José Araújo
03.06.18 18h00 » Ataol Behramoglu
01.06.18 17h20 » João Apolinário
30.05.18 18h00 » Luis Cernuda
28.05.18 17h45 » Novalis
26.05.18 17h56 » Corsino Fortes
24.05.18 17h45 » Amauri Lobo
22.05.18 18h00 » Dante Milano
20.05.18 17h41 » Itamar Assumpção
18.05.18 17h34 » Dick Marques
16.05.18 18h00 » Haydar Ergulen
14.05.18 18h00 » Reiner Kunze
12.05.18 18h00 » Maria Balé
10.05.18 18h00 » Rui Knopfli
08.05.18 18h00 » Moisés Carlos Amorim

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet