POESIA

Salah Niazi

Moça Europeia*

 

O cozinheiro espanhol assa a carne
e lança olhadelas para ela
como um pássaro que bica grãos dispersos [...]
Ela olha para ele querendo um pedaço
a mão dela dança graciosa enquanto pega a taça de vinho
seus lábios intumescem, e ela muda de posição.

O cozinheiro vai servir a comida.
Passa entre as mesas como se fossem as veredas de um jardim.

Agora pega outro pedaço de carne crua
o sangue saltita, a carne inflama
ele olha para ela entre a fumaça, demoradamente
desta vez ele arma uma barraca para dois na praia
a mão dele dança enquanto vira a carne
ela olha para ele com um demorado interesse e uma feminilidade madura.

A barraca é pequena, o lampião é fraco
a areia causa cócegas nela, e ela ri com todo o corpo [...]

De manhã, a neblina cobre os dois.
Ela se alonga, depois fica com vontade de mais um pedaço.

 

*Reproduzido de http://www.icarabe.org 

 

Salah Niazi, poeta do Iraque


Voltar  

Confira também nesta seção:
21.09.18 18h00 » Bruna Mitrano
19.09.18 18h00 » John Ashbery
17.09.18 17h00 » Marcos Quinan
14.09.18 18h00 » Marcelo Sandmann
12.09.18 17h00 » Natalia Barros
10.09.18 17h00 » Mauro Salles
07.09.18 18h00 » Max Jacob
05.09.18 18h00 » Eduardo Lacerda
03.09.18 17h23 » Lívia Bertges
31.08.18 17h00 » Jennifer Franklin
29.08.18 17h27 » Sergio Cohn
27.08.18 17h00 » Jorge Medauar
24.08.18 17h48 » Edimilson Almeida
22.08.18 18h00 » Maria Lúcia Dal Farra
20.08.18 18h00 » Tiago Malta
17.08.18 18h00 » Juliana Bernardo
15.08.18 18h00 » Andrei Dosa
13.08.18 18h00 » António Osório
10.08.18 18h00 » Alécio Cunha
08.08.18 18h00 » Alberto da Cunha Melo

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet