POESIA

Natalino Ferreira Mendes

 

Bússola*

 

Aparelho original
- a bússola.
Dentro, lâmina imantada, 
em forma de losango,
aponta perenemente
Os polos magnéticos do planteta.
     - Norte/Sul -
dando ao viajante terrestre
ou ao nauta no mar
     - segura direção.


O coração, 
como lâmina da bússola, 
     - divinamente imantado - 
indica
o alfa e o ômega
     - princípio e fim do existir – 
entre os quais o homem
desempenha o papel
que lhe compete
no grande palco da vida.

 

*Poema enviado por Olga Maria Castrillon Mendes, filha do poeta, atendendo solicitação do Tyrannus

Natalino Ferreira Mendes (1924-2011), poeta brasileiro

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
13.08.18 18h00 » António Osório
10.08.18 18h00 » Alécio Cunha
08.08.18 18h00 » Alberto da Cunha Melo
06.08.18 18h00 » Luís Avelima
04.08.18 18h00 » Alfredo Rossetti
02.08.18 18h40 » Néia Gesualdi
31.07.18 18h00 » Libério Neves
29.07.18 18h00 » Gabriela Clara Pignataro
27.07.18 18h00 » Konstantin Balmont
25.07.18 18h00 » Paulo Sabladovsk
23.07.18 18h00 » Ángel González
21.07.18 18h27 » Alexandre França
19.07.18 18h00 » Jules Laforgue
17.07.18 18h00 » Armando da Silva Carvalho
15.07.18 18h15 » Lélia Rita de Figueiredo Ribeiro
13.07.18 17h51 » Patrícia Lavelle
11.07.18 18h00 » Kori Bolivia
09.07.18 18h00 » Fernando Assis Pacheco
07.07.18 18h00 » Nelson Maca
05.07.18 18h00 » Carlos Machado

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet