POESIA

Haydar Ergulen

 

Cerimônia do Chá*

 

Mais do que a outra coisa a morte parece-se
Com a cerimônia japonesa do chá,
O silêncio é parte do ouro, pureza e harmonia,
Pausadamente os convidados aproximam a morte dos seus lábios,
Um gole de vez em quando
Debaixo da luz do dia e no seu vulgar decurso
A todos calha sempre mais um trago,
Os criados entram, quebra-se a paz destes momentos
Com o movimento dos seus calcanhares brancos a caminhar.
Como um convidado invisível ou um hóspede inesperado
Regressa a esta cerimônia
O temor da morte com as suas mãos vazias,
O véu do orgulho não está estendido
E o hara-kiri silencioso da luz do dia
É bem vindo com o seu sabre.

 

*Reproduzido de http://arspoetica-lp.blogspot.com.br/ , com tradução do mesmo, a partir da tradução castelhana de Jaime B. Rosa e Metin Cengiz

Haidar Ergulen, poeta da Turquia


Voltar  

Confira também nesta seção:
26.05.18 17h56 » Corsino Fortes
24.05.18 17h45 » Amauri Lobo
22.05.18 18h00 » Dante Milano
20.05.18 17h41 » Itamar Assumpção
18.05.18 17h34 » Dick Marques
16.05.18 18h00 » Haydar Ergulen
14.05.18 18h00 » Reiner Kunze
12.05.18 18h00 » Maria Balé
10.05.18 18h00 » Rui Knopfli
08.05.18 18h00 » Moisés Carlos Amorim
06.05.18 18h00 » Claudio Daniel
04.05.18 18h00 » Janete Manacá
02.05.18 18h00 » Caê Guimarães
30.04.18 18h00 » Mário Cesariny
28.04.18 18h00 » Gonzalo Rojas
26.04.18 18h00 » Myriam Fraga
24.04.18 17h56 » Mariana Botelho
22.04.18 18h00 » João Ricardo Scortecci de Paula
20.04.18 17h20 » Kabir
18.04.18 18h40 » Kobayashi Issa

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet