POESIA

Georg Trakl

O sol*

 

Todos os dias o sol amarelo aparece sobre a colina.}
Bela é a floresta, o animal escuro,
O homem, caçador ou pastor.

Avermelhado, o peixe sobe no regato verde.
Sob o céu redondo
O pescador segue, silencioso, na canoa azul.

Lenta a uva amadurece , o grão,
Quando calmo o dia se inclina,
O mal e o bem estão preparados.

Quando anoitece,
O peregrino ergue suavemente as pálpebras pesadas;
do desfiladeiro sombrio o sol desponta.

 

*Reproduzido de http://www.mallarmargens.com, tradução de Luís Costa

 

Georg Trakl (1887-1914), poeta da Áustria


Voltar  

Confira também nesta seção:
24.09.18 16h00 » Benjamin Sanches
21.09.18 18h00 » Bruna Mitrano
19.09.18 18h00 » John Ashbery
17.09.18 17h00 » Marcos Quinan
14.09.18 18h00 » Marcelo Sandmann
12.09.18 17h00 » Natalia Barros
10.09.18 17h00 » Mauro Salles
07.09.18 18h00 » Max Jacob
05.09.18 18h00 » Eduardo Lacerda
03.09.18 17h23 » Lívia Bertges
31.08.18 17h00 » Jennifer Franklin
29.08.18 17h27 » Sergio Cohn
27.08.18 17h00 » Jorge Medauar
24.08.18 17h48 » Edimilson Almeida
22.08.18 18h00 » Maria Lúcia Dal Farra
20.08.18 18h00 » Tiago Malta
17.08.18 18h00 » Juliana Bernardo
15.08.18 18h00 » Andrei Dosa
13.08.18 18h00 » António Osório
10.08.18 18h00 » Alécio Cunha

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet