POESIA

Jennifer Franklin

 

Gostaria que o meu amor morresse*

     a partir de Beckett

 

Gostaria que o meu amor morresse
Ou pelo menos que eu não te amasse

 

Tanto. Se eu pudesse levar meu coração
Até ao inverno, eu não poderia fazer isso

 

Por mais ninguém. Se você não sorrisse
Ao dormir, ou não tocasse meu rosto

 

Com ternura, eu poderia ter ido embora
Desde quando você partiu através

 

Das portas do meu coração camuflado
Sem olhar para trás. Eu gostaria de não amá-la

 

Tanto. Gostaria que o meu amor morresse
Então eu não teria que matar tudo o que há

 

Em torno de mim. Então eu não teria de ser
A caçadora que me tornei. Mas você

 

Não vai me liberar do seu abraço poderoso.
Você me faz permanecer a seu lado com o seu

 

Braço delicado em meu pescoço. Ele não parece
Forte nem para pegar um animal pequeno, mas ele é.

 

*Poema reproduzido de https://escamandro.wordpress.com/, tradução de Lucio Carvalho

Jennifer Franklin, poeta dos Estados Unidos

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
21.09.18 18h00 » Bruna Mitrano
19.09.18 18h00 » John Ashbery
17.09.18 17h00 » Marcos Quinan
14.09.18 18h00 » Marcelo Sandmann
12.09.18 17h00 » Natalia Barros
10.09.18 17h00 » Mauro Salles
07.09.18 18h00 » Max Jacob
05.09.18 18h00 » Eduardo Lacerda
03.09.18 17h23 » Lívia Bertges
31.08.18 17h00 » Jennifer Franklin
29.08.18 17h27 » Sergio Cohn
27.08.18 17h00 » Jorge Medauar
24.08.18 17h48 » Edimilson Almeida
22.08.18 18h00 » Maria Lúcia Dal Farra
20.08.18 18h00 » Tiago Malta
17.08.18 18h00 » Juliana Bernardo
15.08.18 18h00 » Andrei Dosa
13.08.18 18h00 » António Osório
10.08.18 18h00 » Alécio Cunha
08.08.18 18h00 » Alberto da Cunha Melo

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet