POESIA

Charles Simic

O quarto branco*

 

O óbvio é difícil de
provar. Muitos preferem
o oculto. Eu também preferia.
Eu escutava as árvores.

 

Elas guardavam um segredo
que estavam prestes 
a me revelar —
e não o fizeram.

 

Veio o verão. Cada árvore
de minha rua tinha sua própria
Xerazade. Minhas noites
faziam parte de suas histórias

 

selvagens. Entrávamos
em casas escuras,
casas sempre mais escuras,
silenciosas e abandonadas.

 

Havia alguém de olhos fechados
nos pisos superiores.
O medo e o fascínio me
mantinham bem desperto.

 

A verdade é nua e crua,
disse a mulher
que sempre se vestiu de branco.
Ela não saiu muito de seu quarto.

 

O sol apontava uma ou duas
coisas que tinham sobrevivido
intactas na longa noite.
As coisas mais simples,

 

difíceis em sua obviedade.
Essas não faziam barulho.
Era um dia do tipo 
que as pessoas chamam “perfeito”.

 

Deuses disfarçados de
grampos de cabelo, espelho de mão,
um pente com um dente faltando?
Não! Não era isso.

 

Apenas as coisas como são,
mudas, imóveis, sem piscar,
naquela luz brilhante —
e as árvores esperando a noite.

 

*Reproduzido de http://www.algumapoesia.com.br , tradução de Carlos Machado

 

 

Charles Simic, poeta sérvio-estadunidense


Voltar  

Confira também nesta seção:
14.01.19 16h00 » Ana Blandiana
11.01.19 18h00 » Gil T. Sousa
09.01.19 18h00 » Drago Stambuk
07.01.19 17h00 » Edson Falcão
05.01.19 00h12 » Gianni Rodari
03.01.19 17h20 » Miguel Hernández
31.12.18 12h00 » Guerra Junqueiro
28.12.18 19h00 » Yonaré Flávio
21.12.18 19h00 » Marília Garcia
19.12.18 20h00 » Ronaldo Monte
17.12.18 11h00 » Arturo Corcuera
14.12.18 19h00 » Marcílio Godói
12.12.18 17h00 » Carlos Correia Santos
10.12.18 14h00 » Juana de Ibarbourou
07.12.18 19h30 » Nydia Bonetti
05.12.18 18h00 » Oskar Pastior
03.12.18 11h00 » Marô Barbieri
30.11.18 18h00 » Lia Macruz
28.11.18 17h00 » Pedro Tiago
26.11.18 13h00 » Marize Castro

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet