POESIA

Adri Aleixo

La petite mort*

 

Eu guardo notas de supermercado 
que nunca vou conferir
Sobras de leite que nunca vou usar
num bolo, coalhada

 

É que tenho coleção de coisas
Improváveis
Bilhetes daquela viagem
que não fizemos
Cartões impressos de lugares
que não visitamos

 

Nome de plantas que só eu conheço
Dialetos de ilhas pequenas
perdidas num atlas

 

Estas histórias que não publiquei
são meus melhores poemas
Estes segundos em que você se calou
são as mais lindas frases de amor

 

*Reproduzido de http://www.incomunidade.com

 

 

Adri Aleixo, poetisa brasileira

 

 

 

 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
22.05.19 21h00 » Bernadete Crecêncio Laurindo
20.05.19 12h00 » Vivita Cartier
17.05.19 21h00 » José Brandão
15.05.19 18h00 » Olga Bergolts
13.05.19 10h00 » Reinaldo Arenas
10.05.19 20h30 » Iderval Miranda
08.05.19 19h00 » Marcelina Oliveira
06.05.19 11h00 » Paula Glenadel
03.05.19 21h00 » Ernst Jandl
01.05.19 16h00 » Joni Mitchell
29.04.19 12h00 » Affonso Manta
26.04.19 21h00 » Astrid Cabral
24.04.19 19h00 » Marcelo Ariel
22.04.19 00h10 » Adailton Medeiros
19.04.19 19h30 » Edival Lourenço
17.04.19 18h30 » Júlia Lopes de Almeida
15.04.19 13h00 » Darcy França Denófrio
12.04.19 20h30 » Alessio Brandolini
10.04.19 14h00 » Lucas Lemos
08.04.19 01h50 » Nuno Gonçalves

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet