POESIA

Adri Aleixo

La petite mort*

 

Eu guardo notas de supermercado 
que nunca vou conferir
Sobras de leite que nunca vou usar
num bolo, coalhada

 

É que tenho coleção de coisas
Improváveis
Bilhetes daquela viagem
que não fizemos
Cartões impressos de lugares
que não visitamos

 

Nome de plantas que só eu conheço
Dialetos de ilhas pequenas
perdidas num atlas

 

Estas histórias que não publiquei
são meus melhores poemas
Estes segundos em que você se calou
são as mais lindas frases de amor

 

*Reproduzido de http://www.incomunidade.com

 

 

Adri Aleixo, poetisa brasileira

 

 

 

 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
18.02.19 14h30 » Luís Pimentel
15.02.19 19h00 » Thomas Moore
13.02.19 16h40 » Esteban Moore
11.02.19 13h00 » Andreas Embirikos
08.02.19 20h00 » Timur Bék
06.02.19 18h00 » Reinaldo Ferreira
04.02.19 12h00 » Frank Bidart
01.02.19 20h00 » José Amâncio
30.01.19 18h20 » Júlio Custódio
28.01.19 12h00 » Sylvio Back
25.01.19 20h00 » Carol Ann Duffy
23.01.19 18h00 » Raymond Queneau
21.01.19 12h00 » Simin Behbahani
18.01.19 20h00 » H. C. Artmann
16.01.19 18h00 » Marina Rabelo
14.01.19 16h00 » Ana Blandiana
11.01.19 18h00 » Gil T. Sousa
09.01.19 18h00 » Drago Stambuk
07.01.19 17h00 » Edson Falcão
05.01.19 00h12 » Gianni Rodari

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet