POESIA

Anne Carson

 

Cidade lobo*


Deixe tigres.
Os matarem deixe ursos.
Os matarem deixe tênias e lombrigas e vermes.
Os matarem deixe-os.
Os matarem deixe espinhos.
Os matarem deixe os parasitas de salmão.
Os matarem deixe os cortarem suas línguas em um osso e sangrarem.
Até a morte deixe-os.
Congelar deixe-os.
Famintos deixe-os pegar.
Raquitismo deixe-os pegar.
Artrite deixe-os terem.
Epilepsia deixe-os pegar.
Catarata e ficarem cegos deixe-os.
Correrem até a morte deixe águias.
Os sequestrarem quando jovens deixe uma semente ao vento.
Se enterrar nos seus ouvidos destruindo o equilíbrio deixe-os ter.
Muito boa audição deixe-os sim.
Ouvir uma nuvem passar.
Aérea.

 

*Poema reproduzido do site https://escamandro.wordpress.com, com tradução do mesmo

 

Anne Carson, poeta do Canadá


Voltar  

Confira também nesta seção:
17.06.19 12h00 » Bento Nascimento
14.06.19 21h30 » Eeva-Liisa Manner
12.06.19 20h00 » Bete Nascimento
10.06.19 12h00 » Nathan Zach
07.06.19 22h00 » Marianne Moore
05.06.19 21h30 » Nélson de Souza
03.06.19 12h00 » Alcides Villaça
31.05.19 21h00 » Chantal Castelli
29.05.19 20h00 » Roberto Prado
27.05.19 12h00 » André Ricardo Aguiar
24.05.19 22h00 » Yasmin Nigri
22.05.19 21h00 » Bernadete Crecêncio Laurindo
20.05.19 12h00 » Vivita Cartier
17.05.19 21h00 » José Brandão
15.05.19 18h00 » Olga Bergolts
13.05.19 10h00 » Reinaldo Arenas
10.05.19 20h30 » Iderval Miranda
08.05.19 19h00 » Marcelina Oliveira
06.05.19 11h00 » Paula Glenadel
03.05.19 21h00 » Ernst Jandl

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet