POESIA

Bernadete Crecêncio Laurindo

Separação

 

Retirei hoje,
Tua escova de dente
De junto a minha

Tua escova de dente,
Vestígio último
Da tua presença
Há muito, ausente

Tua escova de dente,
Esquecida,
Ocupava um espaço
Que insistia em ser ocupado

Atirei fora
Tua escova de dente


Meu coração 
Esborrachou-se
Na lixeira!...

 

Reproduzido do livro "Encontros De Longes Caminhos"

 

Bernadete Crecêncio Laurindo, poeta brasileira

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
15.07.20 00h10 » Niels Hav
08.07.20 00h10 » Ian Curtis
01.07.20 00h01 » Max Martins
24.06.20 00h10 » Rachel Ventura Rabello
17.06.20 00h10 » Ruth Maier
10.06.20 00h10 » Amparo Osório
03.06.20 00h10 » Hector de Saint-Denys Garneau
27.05.20 00h10 » Henry David Thoreau
20.05.20 00h01 » Ana Cláudia Romano Ribeiro
13.05.20 10h00 » Ana Guadalupe
06.05.20 10h00 » Gustavo Jugend
29.04.20 10h00 » Diego Wayne
22.04.20 00h01 » Alda Lara
15.04.20 16h00 » Eliane Potiguara
08.04.20 18h05 » Zé Bolo Flô
01.04.20 19h00 » Alexandra Vieira de Almeida
25.03.20 19h00 » Gilberto Nable
19.03.20 00h10 » Horacio Castillo
12.03.20 18h10 » Cinthia Kriemler
05.03.20 18h00 » Eunice Arruda

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet