VERSO

Nenêto de Arruda e Sá

General Saco*

 

Lá vai o general
Louco por bala de hortelã
Com seu saco lotado nas costas
Distribuindo balinhas no céu
Para os seus comandados.
Aqui na terra ele comanda a paz
Com seu uniforme sujo
Sua barba grande
E com seu coração
Imenso de bondade.
Ah! General Saco
Saudades.

 

*Poema inspirado em lendária figura urbana da Cuiabá dos tempos passados


nenêto

Nenêto de Arruda e Sá nasceu em Mato Grosso do Sul, mas já predestinado a tornar-se cuiabano. Desfruto da sua amizade desde os anos 1970, quando éramos adolescentes e ele já atuava como ator. Nesta idade cada vez mais madura, nossos reencontros são motivados pela literatura. Nenêto é expert na interpretação de poemas. Faz essa coisa com as habilidades da sua alma de poeta, mas também escreve seus próprios versos e chegou a hora de mostrar o seu lado autoral


Voltar  

Confira também nesta seção:
17.01.22 20h11 » Betty Chiz
10.01.22 20h00 » Amarildo Anzolin
28.12.21 20h18 » Ferreira Gullar
21.12.21 17h00 » Luiza Mussnich
13.12.21 17h34 » Alceu Valença
06.12.21 19h00 » Samantha Abreu
29.11.21 20h00 » Túlio Paniago
22.11.21 18h36 » Danilo Zanirato
15.11.21 20h00 » Nenêto de Arruda e Sá
08.11.21 19h00 » Pedro Eiras
01.11.21 17h00 » Langston Hughes
25.10.21 14h44 » Manuela Margarido
18.10.21 22h24 » Nigar Arif
11.10.21 19h00 » Franklin Cassiano
04.10.21 18h32 » Agustín García Calvo
27.09.21 17h47 » Eunice de Souza
20.09.21 16h08 » Marina Taborelli e Silva
13.09.21 16h54 » Lourembergue Alves
06.09.21 17h58 » Alberto Pucheu
30.08.21 19h00 » Isabela Vannucchi

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet