POESIA

Helena W. S.


Mulheres

Eu abro um livro,
Um cadeado,
Minhas pernas,
Meu peito,
Uma porta,
Vê se abre sua mente,
Muda seu conceito,
Mulher não é bicho,
Nem bibelô de estante,
Não é conquista,
Nem sonho constante,
Mulher é pessoa,
Que tine,
Que soa,
Que proa,
Do barco,
Da sua própria maré,
Mulher é aquilo que é,
Merece suas escolhas,
Merece suas decisões,
Os mesmos direitos,
Os mesmos caprichos,
Não somos bichos,
Somos bruxas.


Helena Werneck dos Santos, poeta brasileira

helena

Helena Werneck dos Santos é cuiabana, nascida no ano 2000. Seu poema acima foi publicado originalmente no dia quatro de fevereiro, sendo o quarto mais acessado no Tyrannus ao longo de 2017


Voltar  

Confira também nesta seção:
18.04.18 18h40 » Kobayashi Issa
16.04.18 18h30 » Giorgio Caproni
14.04.18 18h00 » Natalino Ferreira Mendes
12.04.18 17h00 » Alan Lidugero
10.04.18 18h00 » Pedro Salinas
08.04.18 17h23 » Chairil Anwar
06.04.18 18h00 » Primo Levi
04.04.18 18h00 » Alexandre Guarnieri
02.04.18 19h00 » Ana Santos
29.03.18 18h00 » Geir Gulliksen
27.03.18 18h30 » Marta Braier
25.03.18 17h20 » Zang Kejia
23.03.18 17h30 » Claude MacKay
21.03.18 17h30 » Bo Carpelan
19.03.18 17h30 » Ronald de Carvalho
17.03.18 17h30 » Salah Niazi
15.03.18 17h30 » Tomas Venclova
13.03.18 17h30 » Eduardo Lizalde
11.03.18 17h22 » José Paulo Paes
09.03.18 17h30 » Kurti Marti

Agenda Cultural

  • Em Cartaz:
  • 9º Encontro Indígena
  • Dia: 17 de abril
  • Local: Museu de História Natural - Casa Dom Aquino
  • Informações: 3634 4858
Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet