POESIA

Helena W. S.


Mulheres

Eu abro um livro,
Um cadeado,
Minhas pernas,
Meu peito,
Uma porta,
Vê se abre sua mente,
Muda seu conceito,
Mulher não é bicho,
Nem bibelô de estante,
Não é conquista,
Nem sonho constante,
Mulher é pessoa,
Que tine,
Que soa,
Que proa,
Do barco,
Da sua própria maré,
Mulher é aquilo que é,
Merece suas escolhas,
Merece suas decisões,
Os mesmos direitos,
Os mesmos caprichos,
Não somos bichos,
Somos bruxas.


Helena Werneck dos Santos, poeta brasileira

helena

Helena Werneck dos Santos é cuiabana, nascida no ano 2000. Seu poema acima foi publicado originalmente no dia quatro de fevereiro, sendo o quarto mais acessado no Tyrannus ao longo de 2017


Voltar  

Confira também nesta seção:
10.12.18 14h00 » Juana de Ibarbourou
07.12.18 19h30 » Nydia Bonetti
05.12.18 18h00 » Oskar Pastior
03.12.18 11h00 » Marô Barbieri
30.11.18 18h00 » Lia Macruz
28.11.18 17h00 » Pedro Tiago
26.11.18 13h00 » Marize Castro
23.11.18 19h00 » Ramon Nunes Mello
21.11.18 18h00 » Thiago E.
19.11.18 11h00 » Elias José
16.11.18 19h00 » Lou Viana
14.11.18 18h00 » André Ladeia
12.11.18 16h00 » Karin Boye
09.11.18 19h00 » Marcelino dos Santos
07.11.18 18h00 » Albert Ehrenstein
05.11.18 16h00 » Halina Poswiatowska
02.11.18 18h00 » Cintio Vitier
31.10.18 17h44 » Adri Aleixo
29.10.18 17h00 » Francis Ponge
26.10.18 19h00 » Fernando José Karl

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet