POESIA

Paulo Scott

a hora mais perigosa

me angustiam as predileções de Cláudia,
passear entre sombras do parque pouco antes do anoitecer

ele virá, Cláudia diz enquanto me puxa através dos
arbustos, ele as tomará com jeito, e elas serão dele

aprenda, estúpido, aprenda com o senhor escuridão,
Cláudia elucubra e me deixa ali sentado

me seguro até que para de uma vez, imagino quando
ela me pariu, só então me ponho a chorar


Paulo Scott, poeta brasileiro

scott

O gaúcho Paulo Scott é escritor e poeta e o poema aqui reproduzido, publicado originalmente no dia 10 de março, foi o mais lido do Tyrannus, no espaço dedicado à poesia, ao longo de 2017. A literatura de Scott - que já lhe conferiu vários prêmios de destaque, está longe de ser algo que nada acrescenta. Fico feliz que sua tenha sido amplamente deglutida pelos internautas deste site


Voltar  

Confira também nesta seção:
15.07.18 18h15 » Lélia Rita de Figueiredo Ribeiro
13.07.18 17h51 » Patrícia Lavelle
11.07.18 18h00 » Kori Bolivia
09.07.18 18h00 » Fernando Assis Pacheco
07.07.18 18h00 » Nelson Maca
05.07.18 18h00 » Carlos Machado
03.07.18 18h00 » Rumen Stoyanov
01.07.18 18h00 » Ana Cecília de Sousa Bastos
29.06.18 17h52 » Bartyra Soares
27.06.18 18h00 » Georg Trakl
25.06.18 18h00 » May Ayim
23.06.18 18h00 » Eugenio Montaje
21.06.18 18h00 » Lya Luft
19.06.18 18h00 » Rolando Toro
17.06.18 18h00 » Gyula Illyés
15.06.18 17h53 » Guapo
13.06.18 18h00 » Aglaja Veteranyi
11.06.18 18h00 » Prisca Agustoni
09.06.18 17h59 » Miguel Martins
07.06.18 18h00 » Tove Jansson

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet